Unidade Curricular:Código:
Endodontia II841END2
Ano:Nível:Curso:Créditos:
3Ciclo IntegradoMedicina Dentária5 ects
Período Lectivo:Língua de Instrução:Nº Horas:
Segundo SemestrePortuguês/Inglês65
Objectivos de Aprendizagem:
As ciências básicas do curso médico e as restantes disciplinas da Medicina Dentária intimamente relacionadas com a Endodontia, assim como, o conhecimento pleno da cavidade pulpar permitirão a aprendizagem dos princípios endodônticos e das técnicas terapêuticas actualmente conhecidas.
O tratamento endodôntico não cirúrgico é a base da Endodontia e tem como finalidade a extirpação da polpa dentária e a posterior obturação do espaço por ela ocupado.
Conteúdos Programáticos:
Normas de execução de cavidades de acesso em dentes pluricanalares.
Erros de cavidade de acesso- identificação, prognóstico e prevenção.
Erros na instrumentação - identificação, prognóstico e prevenção.
Erros na obturação - identificação, prognóstico e prevenção.
Irrigação Manual em Endodontia: material, soluções irrigantes e protocolos clínicos
Patologia pulpar e perirradicular: testes de diagnóstico.
Patologia pulpar: caracterização da etiologia e manifestações clínicas.
Patologia perirradicular: caracterização da etiologia e manifestações clínicas.
Discussão de Casos Clínicos.
Revisão do protocolo clínico do tratamento endodôntico não-cirúrgico.
Fim de consulta de sessão de tratamento endodôntico.
Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objectivos da Unidade Curricular:
A Endodontia II pretende dotar o aluno de conhecimentos e capacidade quanto à abordagem e correta execução do tratamento endodôntico não cirúrgico em dentes plurirradiculares. Para tal, a componente teórica aborda fundamentalmente a fisiologia do complexo pulpo-dentinário que permite a realização de um correto diagnóstico, bem como aborda questões do protocolo clínico. Nesta UC, a componente prática possibilita o contacto com os diversos grupos de dentes e suas características anatómicas próprias, incentivando a execução do respectivo tratamento endodôntico não-cirúrgico.
É orientada a pesquisa e a seleção de bibliografia científica adequada no âmbito dos temas descritos no programa desta unidade curricular, fomentando assim a leitura científica, o desenvolvimento de capacidade crítica e contacto com nomenclatura científica, bem como a motivação para a elaboração de trabalhos de investigação e apresentações científicas no âmbito da endodontia.
Metodologias de Ensino (Avaliação Incluída):
Ensino teórico (T), ponderação de 60%, complementado por prática laboratorial (PL), ponderação de 40%, e apoiada por ensino tutorial (OT) e outros (O), tarefas adicionais.
A avaliação de componente teórica é contínua: 1 teste de avaliação escrita de conhecimentos.
A avaliação de componente prática-laboratorial é contínua e tem em consideração: assiduidade, pontualidade e atitude do aluno e a execução de trabalhos pré-clínicos: qualidade das radiografias, aquisição de material necessário, relatórios semanais, mini-testes, cavidades de acesso em dentes molares e tratamentos endodônticos não-cirúrgicos completos.
A classificação mínima de aprovação na avaliação teórica e prática, numa escala quantitativa de 0-20 valores, será de 9,5 valores em cada uma das unidades lectivas, para aquisição de aprovação da UC.
Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objectivos de Aprendizagem da Unidade Curricular:
As aulas teóricas privilegiam os métodos expositivo e participativo, com vista a uma inter-relação de conteúdos das ciências interrelacionadas com a endodontia. Privilegia-se a pesquisa bibliográfica sobre a atualidade dos conteúdos expostos no programa da unidade, sobretudo quanto a ensaios in vitro e in vivo, e restantes evidências da literatura sobre os mesmos. Nas aulas práticas predomina o método demonstrativo e prática pelos alunos, quanto à execução do tratamento endodôntico.
Bibliografia:
- Cohen S, Burns RC. Pathways of the Pulp. 11ª ed. Mosby, Inc., 2011
- Ingle JL. Endodontics. 6ª ed. Lea e Febiger, 2008
- Gutmann JL, Dumsha TC, Lovdahl PE, Hovland EJ. Problem solving in Endodontics. 5ª ed. Mosby, Inc.. 2011
- Ørstavik, Dag and Pitt Ford. ESSENTIAL ENDODONTICS. Blackwell Science. London. 2009
- European Society of Endodontology (2006), Quality guidelines for endodontic treatment: consensus report of the European Society of Endodontology. International Endodontic Journal, 39: 921–930. doi: 10.1111/j.1365-2591.2006.01180.x
- International Journal of Endodontics, artigos que serão disponibilizados na página do e-learning
- Journal of Endodontics, artigos que serão disponibilizados na página do e-learning
- Siqueira JF Jr. Treatment of endodontic infections. 1st ed. London: Quintessence Publishing, 2011
Docente (* Responsável):
Ana Teles (anateles@ufp.edu.pt)
Duarte Guimarães (duarteg@ufp.edu.pt)
Luis Miguel Reis Martins (lmartins@ufp.edu.pt)
Márcia Cascão (mfcascao@ufp.edu.pt)
Miguel Albuquerque Matos (msmatos@ufp.edu.pt)
Natália Vasconcelos (nvasc@ufp.edu.pt)
Ricardo Esteves (resteves@ufp.edu.pt)