Unidade Curricular:Código:
Biotecnologia Alimentar e Desenvolvimento de Novos Produtos1080BADN
Ano:Nível:Curso:Créditos:
4LicenciaturaCiências da Nutrição5 ects
Período Lectivo:Língua de Instrução:Nº Horas:
Primeiro SemestrePortuguês/Inglês65
Objectivos de Aprendizagem:
O1. Reconhecer a importância da biotecnologia na produção de alimentos.
O2. Descrever o papel dos microrganismos na produção de alimentos e ingredientes alimentares.
O3. Descrever a importância da utilização de enzimas no processamento alimentar.
O4. Compreender as principais técnicas de manipulação genética em microrganismos e plantas.
O5. Reconhecer o impacto da utilização das tecnologias microbiana, enzimática e genética no valor nutricional dos alimentos.
O6. Discutir a importância dos alimentos funcionais.
O7. Interpretar a legislação associada às alegações nutricionais e de saúde e aos novos alimentos no mercado.
O8. Compreender o processo de desenvolvimento de novos produtos e implicações da inovação para a modificação do ambiente alimentar.
O9. Compreender a importância do marketing no desenvolvimento de novos alimentos e implicações nas preferências alimentares dos consumidores.
O10. Reconhecer a importância da biotecnologia para a segurança alimentar e sustentabilidade.
Conteúdos Programáticos:
CP1. Introdução à biotecnologia alimentar e desenvolvimento de novos produtos.
CP2. Crescimento e metabolismo microbiano. Principais vias fermentativas.
CP3. Papel dos microrganismos na produção de alimentos. Bases da tecnologia da fermentação. Culturas de arranque. Biossíntese de compostos com interesse industrial.
CP4. Alimentos fermentados: iogurte, leite fermentado, queijo, vinho, cerveja e pão.
CP5. Utilização de enzimas na produção de alimentos: aplicações, vantagens, tecnologia.
CP6. Aplicações da tecnologia genética na produção de alimentos. Legislação
CP7. Alimentos funcionais: conceito, relevância para o consumidor. Probióticos
CP8. Alegações nutricionais e de saúde sobre os alimentos e entrada de novos alimentos no mercado
CP9. Inovação e desenvolvimento de novos produtos. Introdução ao design thinking
CP10. Marketing alimentar: conceitos e ferramentas. Implicações do Marketing no consumo alimentar
CP11. Papel da Biotecnologia na segurança alimentar e sustentabilidade
Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objectivos da Unidade Curricular:
CP1 visa atingir O1.
CP2 visa atingir O2 e O5.
CP3 visa atingir O2 e O5.
CP4 visa atingir O1, O2, O3 e O5.
CP5 visa atingir O1, O3 e O5.
CP6 visa atingir O1, O4 e O5
CP7 visa atingir O6.
CP8 visa atingir O7.
CP9 visa atingir O8.
CP10 visa atingir O9.
CP11 visa atingir O10.
Metodologias de Ensino (Avaliação Incluída):
M1 – Exposição oral dos conteúdos programáticos com base na evidência científica atual.
M2 - Disponibilização do material didático na plataforma de e-learning da UFP.
M3 – Realização de visitas de estudo a unidades industriais em que se utilizem processos biotecnológicos.
M4 – Seminários com especialistas convidados.
M5 – Orientação tutorial do trabalho de grupo.
Avaliação
A avaliação da componente teórica (100%) engloba 2 provas de avaliação escritas (35 % cada) e um projeto de grupo (30%).
Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objectivos de Aprendizagem da Unidade Curricular:
Para atingir todos os objetivos de aprendizagem de forma integrada a exposição teórica (M1) é combinada com o estudo individual (M2) e o trabalho de grupo (M5). M3 contribui para os O2, O3 e O5. M4 contribui para os O2, O5 e O8.
Bibliografia:
Lee. BH. Fundamentals of Food Biotechnology. John Wiley & Sons, Ltd. 2014. ISBN:9781118384954.
Adams, M.R. & Moss, M.O. Food Microbiology. 2nd edition. The Royal Society of Chemistry, 2000. ISBN: 978-0-85404-611-9.
Fonseca, M.M. & Teixeira J.A. Reactores biológicos: fundamentos e aplicações. Lidel. 2007. ISBN 978-972-757-366-0.
Glick, B.R. & Patten, C.L. Molecular Biotechnology: Principles and Applications of Recombinant DNA. 5th Edition. Wiley. ISBN: 978-1-555-81936-1.
Regulamento (CE) 1924/2006 de 20 de dezembro 2006.
Regulamento (CE) 432/2012 de 16 de maio 2012.
FAO (2006). Food Product Innovation: A background paper. Rome
WHO (2010) Set of recommendations on the marketing of foods and non-alcoholic beverages to children. Geneve, Switzerland
Smith, R. et al. (2019) “Food Marketing Influences Children’s Attitudes, Preferences and Consumption: A Systematic Critical Review,” Nutrients. doi: 10.3390/nu11040875.
Carol Beanland. Introduction to Marketing. University of Leeds.
Docente (* Responsável):
Cláudia Silva (csilva@ufp.edu.pt)