Unidade Curricular:Código:
Fisioterapia em Patologias Específicas1025FPE
Ano:Nível:Curso:Créditos:
3LicenciaturaFisioterapia5 ects
Período Lectivo:Língua de Instrução:Nº Horas:
Primeiro SemestrePortuguês/Inglês65
Objectivos de Aprendizagem:
Dotar os alunos de conhecimentos e capacidade de compreensão e análise crítica da intervenção do fisioterapeuta em diferentes populações com condições específicas.
O aluno no final deverá ser capaz de avaliar, identificar e executar os diferentes métodos/ técnicas/abordagens de fisioterapia e aplicá-las nos contextos e casos clínicos de populações com condições específicas. O aluno deverá conhecer as indicações e contra-indicações de cada método/técnica/abordagem e formular um raciocínio clínico adequado que lhes permitam avaliar e tratar os pacientes com condições específicas.
Conteúdos Programáticos:
I. Intervenção do Fisioterapeuta na Saúde da mulher. II. Fisioterapia do Pavimento Pélvico. III Reabilitação vestibular. IV Fisioterapia em condições de Pediatria
Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objectivos da Unidade Curricular:
O aprofundamento de conceitos teórico-práticos abordados possibilita ao aluno compreender a fundamentação científica que baseia a intervenção terapêutica em populações com condições específicas.
Metodologias de Ensino (Avaliação Incluída):
A nota final será calculada tendo em conta que cada temática (4 no total) vale 25% da nota final.
Compreende aulas expositivas e/ou em formato de discussão dos temas propostos. A avaliação compreende quatro provas escritas (25%+25%+25%+25%) onde são avaliados os pressupostos teórico-práticos e fundamentação científica que baseiam a : I. Intervenção do Fisioterapeuta na Saúde da mulher. II. Fisioterapia do Pavimento Pélvico. III Reabilitação vestibular. IV Pediatria
Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objectivos de Aprendizagem da Unidade Curricular:
O formato expositivo e/ou em discussão de temas permite a aquisição/aprofundamento, por parte do aluno, dos pressupostos teórico-práticos e fundamentação científica que baseiam: I. Intervenção do Fisioterapeuta na Saúde da mulher. II. Fisioterapia do Pavimento Pélvico. III Reabilitação vestibular. IV Pediatria. O formato de discussão de temas sobre os pressupostos teórico-práticos e fundamentação científica que baseiam as diferentes intervenções permite ainda desenvolver nos alunos a capacidade de análise crítica sobre as melhores práticas em populações com condições específicas.
Bibliografia:
1. Abrams, P., Andersson, K. E., Birder, L., Brubaker, L., Cardozo, L., & Chapple, C. (2010). Fourth International Consultation on Incontinence Recommendations of the International Scientific Committee: Evaluation and treatment of urinary incontinence, pelvic organ prolapse, and fecal incontinence. Neurourology Urodynamics, 29(1), 213-240.
2. Baracho, E. (2012). Fisioterapia aplicada à saúde da mulher. Editora Guanabara-Koogan
3. Bo, K. (2007). Evidence-based physical therapy for the pelvic floor: bridging science and clinical practice: Elsevier Health Sciences.
4. Herdman, S. (2000). Vestibular Rehabilitation. Contemporary perspectives in rehabilitation, USA.
5. WHO (2018). WHO recommendations: intrapartum care for a positive childbirth experience. Geneva: World Health Organization; 2018. Licence: CC BY-NC-SA 3.0 IGO.
6. Tecklin, J. S. (2008). Pediatric physical therapy. 4th ed. - Philadelphia: Lippincott Williams & Wilkins.
Docente (* Responsável):
Fátima Santos (fatimas@ufp.edu.pt)
Helder Fonseca (hfonseca@ufp.edu.pt)
Mário Esteves (estevesm@ufp.edu.pt)
Sara Viana (sviana@ufp.edu.pt)