Unidade Curricular:Código:
Química Ambiental823QAMB
Ano:Nível:Curso:Créditos:
2LicenciaturaEngenharia do Ambiente5 ects
Período Lectivo:Língua de Instrução:Nº Horas:
Primeiro SemestrePortuguês/Inglês65
Objectivos de Aprendizagem:
Fornecer aos alunos conceitos básicos em Química Orgânica. Mostrar como podem ser utilizados na interpretação de problemas ambientais associados a poluentes orgânicos e fornecer conhecimentos sobre a química dos grandes ambientes físicos da Terra: hidrosfera, atmosfera e litosfera. Pretende-se assim que os alunos adquiram conhecimentos teóricos de base nesta área, e os utilizem para compreender a problemática da química ambiental e dos fenómenos associados à contaminação ambiental por compostos orgânicos, quer ao nível da poluição atmosférica, da poluição das águas e da contaminação de solos.
Conteúdos Programáticos:
1. Introdução à química ambiental. O objecto de estudo da química ambiental Composição ambiental, processos químicos e efeitos antropogénicos.
3. Conceitos básicos de Química Orgânica; Introdução ao estudo da Ligação Química; Grupos funcionais e famílias de compostos orgânicos. Propriedades físicas; Regras básicas de nomenclatura de química orgânica; Introdução ao estudo dos mecanismos das reacções dos compostos orgânicos; Reações dos principais grupos funcionais
4. Química ambiental da água, atmosfera e solo; Propriedades físicas da água, uma substância única; Fontes e usos de água: o ciclo hidrológico; Química dos sistemas aquosos; A atmosfera e a sua química; Poluição do ar; Reacções químicas e fotoquímicas na atmosfera; Solos; Natureza e composição dos solos; Reações ácido-base e de permuta iónica nos solos; Fertilizantes; Resíduos e poluentes em solos.
5. Contaminação ambiental por compostos orgânicos. Contaminação por Inseticidas e herbicidas orgânicos; Contaminação por HAPs, PCB
Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objectivos da Unidade Curricular:
O capítulo 1 serve de introdução à temática da química ambiental. O seu propósito é fornecer uma perspectiva global e mostrar a importância e o campo de actuação desta área do conhecimento. O estudo desenvolvido no capítulo 2 visa fornecer aos alunos conhecimentos sólidos da química dos compostos orgânicos para que o estudante possa compreender a problemática associada a esta classe de compostos em termos de poluição ambiental (temática que irá ser abordada o capítulo 4). No capítulo 3 é apresentada uma introdução à química dos três grandes ambientes físicos terrestres: atmosfera, hidrosfera e litosfera. Este conhecimento é basilar para outras unidades curriculares do curso.
Metodologias de Ensino (Avaliação Incluída):
A metodologia de ensino-aprendizagem é expositiva, interrogativa e demonstrativa, durante as aulas teórico-práticas e sessões de orientação do estudo, e prática, durante as aulas práticas laboratoriais. São propostos problemas, exercícios e trabalhos experimentais, quer para resolução em grupo quer individualmente, em sala de aula e em horas de estudo. O ensino da unidade curricular é complementado com períodos de atendimento aos alunos fora da sala de aula.
AVALIAÇÃO:
O modelo da avaliação contínua nesta unidade curricular compreende duas componentes: uma componente teórico-prática e uma componente de prática laboratorial.
Componente Teórico-prática (75% da nota final):
São fatores intervenientes na classificação desta componente os seguintes elementos:
• Testes escritos de avaliação individual;
• Trabalhos/projetos propostos para resolução extra-aulas.
A classificação final da componente teórico-prática será calculada através da seguinte equação:
Componente teórico-prática = 80% méd
Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objectivos de Aprendizagem da Unidade Curricular:
As aulas expositivas destinam-se a transmitir conhecimentos complexos que a área da química ambiental comporta e a orientar o estudo do discente. A resolução de problemas e o trabalho em laboratório permitem ao discente fazer uma auto-avaliação dos conhecimentos teóricos adquiridos e a aplicação desses conhecimentos procurando desenvolver nos alunos o espírito crítico e de análise de problemas numa ótica de PBL (Problem-Based Learning).
Bibliografia:
[1] Solomons, T.W.G.; Fryhle, C.B. - Organic Chemistry - John Wiley & Sons, 8th Edition, 2004.
[2] Colin Baird – Química Ambiental. Bookman, 2ª ed, 2002.
[3] Manahan S. E. - Environmental Chemistry, 9 Ed. CRC Press (2009).
Docente (* Responsável):
Nelson Azevedo Barros (nelson@ufp.edu.pt)
Sérgio Barreira (barreira@ufp.edu.pt)