Unidade Curricular:Código:
Qualidade Ambiental de Edifícios828QAE
Ano:Nível:Curso:Créditos:
1MestradoEngenharia Civil4 ects
Período Lectivo:Língua de Instrução:Nº Horas:
Primeiro SemestrePortuguês/Inglês52
Objectivos de Aprendizagem:
Ao completar com sucesso esta unidade curricular os alunos devem ser capazes de:
1 - Desenvolver sinergias entre o projeto de arquitetura e as exigências de conforto acústico, térmico e de QAI dos edifícios;
2- Coordenar projetos e obras nos domínios da arquitetura, acústica, térmica e da qualidade do ar interior dos edifícios;
3- Realizar análise de desconformidades em edifícios e propor medidas de melhoria;
4- Aplicar em obras de construção nova e de reabilitação de edifícios, tecnologias e procedimentos legais direcionados para o conforto das edificações nos seguintes aspetos:
4.1- Qualidade do ar interior e necessidades de ventilação;
4.2- Condições de conforto acústico, tanto ao nível de isolamento aos sons aéreos como aos sons de percussão, bem como ao nível do tratamento de salas onde a boa audição do som é primordial;
4.3- Condições de conforto térmico maximizando o uso de metodologias de arquitetura bioclimática e de sistemas de energias renováveis.
Conteúdos Programáticos:
1. Qualidade do ar interior: Introdução: características dos poluentes; impacte na saúde e bem-estar; fatores que afetam a qualidade do ar interior; A poluição no ambiente interior: Poluentes e principiais fontes emissoras; Efeitos na Saúde; Gestão da qualidade do ar interior; O RECS: objetivos e principais obrigações regulamentares.
2. Conforto acústico em edifício: Parâmetros e conceitos acústicos básicos; Acústica Ambiental; Isolamento Sonoro em Acústica de Edifícios; Acústica Arquitetural; Ruído na comunidade: normas e regulamentos.
3. Conforto Térmico em Edifícios: conforto térmico humano em edifícios; desempenho energético dos edifícios e arquitetura bioclimática; comportamento térmico de edifícios em regime permanente; certificação energética de edifícios.
Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objectivos da Unidade Curricular:
- Os pontos 1, 2 e 3 dos conteúdos programáticos permitem aos estudantes desenvolver uma eficaz sinergia entre o projeto de arquitetura e as exigências de conforto acústico, térmico e de qualidade do ar interior dos edifícios bem como permite coordenar projetos e obras nos domínios da arquitetura, acústica, térmica e da qualidade do ar interior dos edifícios.
- Os pontos 1, 2 e 3 dos conteúdos programáticos permitem aos estudantes realizar análise de desconformidades em edifícios e propor medidas de melhoria.
- O ponto 1 dos conteúdos programáticos permite aplicar tecnologias e procedimentos direcionados para a qualidade do ar interior e necessidades de ventilação;
- O ponto 2 dos conteúdos programáticos permite aplicar tecnologias e procedimentos direcionados para as condições de conforto acústico;
- O ponto 3 dos conteúdos programáticos permite aplicar tecnologias e procedimentos direcionados para as condições de conforto térmico.
Metodologias de Ensino (Avaliação Incluída):
Metodologias de ensino: Expositiva, interrogativa e demonstrativa. Recorre-se ao estudo orientado de casos, de modo a permitir interpretar e aplicar corretamente os conhecimentos teóricos adquiridos a situações reais. São propostos trabalhos de pesquisa orientada sobre os temas abordados. A avaliação desta unidade curricular realiza-se de forma contínua durante as aulas teórico-práticas, através da realização de trabalhos práticos/exercícios propostos para elaboração individual e/ou em grupo, e dos trabalhos de pesquisa realizados.
Sistema de avaliação: A nota final (NF) é obtida pela seguinte fórmula:
NF = 0,35 x A + 0,35 x B + 0,20 x C + 0,1 x D.
Em que: A – 1º Teste de Avaliação; B – 2º Teste de Avaliação; C - Trabalho temático; D – Desempenho (assiduidade/pontualidade/realização das tarefas propostas).
- Os resultados de aprendizagem 1, 2, 3, 4.1 e 4.2 são avaliados pelas componentes A, B, C e D;
- O resultado de aprendizagem 4.3 é avaliado pelas componentes B, C e D.
Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objectivos de Aprendizagem da Unidade Curricular:
- Os resultados de aprendizagem 1 e 2 são atingidos através da apresentação de soluções presentes em edifícios já projetados ou construídos; - O resultado de aprendizagem 3 é atingido pela execução de trabalhos práticos e de pesquisa; - O resultado de aprendizagem 4 é atingido através da exposição, interrogação e demonstração de várias técnicas sustentadas cientificamente e das regras da legislação em vigor.
Bibliografia:
R Harrison & R Hester (Editors) (2019). Indoor Air Pollution, Royal Society of Chemistry; 1ª ed., pp 239. ISBN-13: 978-1788015141.
- WHO handbook on indoor radon: a public health perspective. 2009.
- WHO guidelines for IAQ: selected pollutants. 2010.
- WHO guidelines for IAQ: dampness and mould. 2009.
IPQ (2002); NP 1037-1 - Ventilação e evacuação dos produtos de combustão dos locais com aparelhos a gás. Parte 1: Edifícios de habitação. Ventilação natural; Portugal.
Legislação-Acústica de Edifícios:
-DL 96/2008, de 9 de Junho– Regulamento dos Requisitos Acústicos dos Edifícios
-DL 9/2007, de 17 de Janeiro– RGR com a Declaração de Retificação 18/2007, de 16 de Março e alterações constantes do DL 278/2007, de 1 de Agosto.
Legislação – Térmica de Edifícios:
-DL 118/2013 de 20 de agosto e respetivas alterações;
- Port. n.º 353-A/2013, de 4 de dezembro.
-Lei 58/2013, de 20 de Agosto
Patrício, Jorge (2018); Acústica nos edifícios; 7ª edição, Engebook; Portugal.
Docente (* Responsável):
Miguel Ferreira (miguelf@ufp.edu.pt)
Nelson Azevedo Barros (nelson@ufp.edu.pt)