Unidade Curricular:Código:
Introdução à Engenharia da Construção Civil827IECC
Ano:Nível:Curso:Créditos:
1LicenciaturaEngenharia Civil5 ects
Período Lectivo:Língua de Instrução:Nº Horas:
Primeiro SemestrePortuguês/Inglês65
Objectivos de Aprendizagem:
Esta unidade curricular tem por objetivos a obtenção de competências na caracterização da importância económica, social, territorial e cultural da Engenharia Civil, bem como da indústria da construção (processos construtivos, aspectos organizativos e perspectivas de evolução), do planeamento na gestão de obras, das metodologias para melhoria de qualidade, bem como da redução do risco de danos por erros de projecto, de construção ou por deficiências nos materiais e componentes.
Ao completar com sucesso esta unidade curricular os alunos devem ser capazes de:
• Explicar a importância económica, social, territorial e cultural da Engenharia Civil ao longo da história.
• Caracterizar a indústria da construção.
• Diferenciar as fases da organização e gestão das obras.
• Descrever as metodologias que permitem a melhoria nos padrões de qualidade em todas as fases dos empreendimentos.
• Prospectivar as tendências do futuro da Engenharia Civil.
Conteúdos Programáticos:
1- Enquadramento Institucional e Histórico da Engenharia Civil
1.1- As Áreas de Especialização da Engenharia Civil
1.2- O Futuro da Engenharia Civil
1.3- O Caso Português
2- A Indústria de Construção
2.1- Gestão de Empreendimentos
2.2- Funções e órgãos de uma empresa de construção
2.3- Estratégias Contratuais
3- A Qualidade na Engenharia Civil
3.1- Qualidade na conceção e projeto
3.2- Qualidade na produção de materiais, elementos e componentes
3.3- Qualidade na execução
3.4- Qualidade na utilização e manutenção
Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objectivos da Unidade Curricular:
Os conteúdos programáticos apresentados abrangem as áreas de conhecimento essenciais e coerentes para o atingir dos objectivos formulados, dado que os tópicos incluídos no programa como o enquadramento institucional e histórico da engenharia civil e a caracterização da indústria de construção, cobrem os principais aspectos do estudo que habilita o aluno a compreender a importância económica, social, territorial e cultural da Engenharia Civil, tendo em consideração as suas diferentes especialidades bem como a indústria da construção, tendo como referência os processos construtivos usuais, os aspectos organizativos da construção em todas as suas fases e perspectivas de evolução
Metodologias de Ensino (Avaliação Incluída):
A UC é leccionada com aulas teóricas de exposição das matérias enunciadas, com o recurso a elementos de observação e/ou de apoio experimental – aulas teórico-práticas dedicadas à resolução de situações concretas.
O processo de avaliação compreenderá uma avaliação periódica baseada nos seguintes elementos:
A. Prova de avaliação, composta por uma parte teórica e por uma parte teórico-prática.
B. Classificação obtida através da média aritmética dos vários trabalhos (incluindo relatórios de visitas de estudo).
C. Participação em sala de aula teórica-prática. A participação em sala de aula do aluno compreende não só o seu interesse e participação nas aulas, mas também a sua participação e desempenho em aulas-debate de temas propostos pelo docente, integrantes da matéria da disciplina, e preparados pelos alunos de forma autónoma.
A classificação final do aluno será calculada através da equação:
Classificação final = 0,35*(A) + 0,35*(A) + 0,2*(B) + 0,1*(C)
Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objectivos de Aprendizagem da Unidade Curricular:
As metodologias propostas estão em coerência com os objectivos formulados para a unidade curricular dado que apostam no desenvolvimento do estudo orientado, de modo que o aluno seja capaz de compreender a importância económica, social, territorial e cultural da Engenharia Civil, tendo em consideração as suas diferentes especialidades. Procura-se estabelecer um paralelismo entre a teoria e a prática aplicada a problemas reais no sector da engenharia civil.
Bibliografia:
1. Brito, J. M. B. et al. (coord.) (2002). O Engenho e a Obra; Uma abordagem à História da Engenharia em Portugal no século XX. Lisboa, Dom Quixote.
2. Comissão Europeia (2012). Estratégia para a competitividade sustentável do setor da construção e das suas empresas. Bruxelas.
3. Decreto-Lei n.º 130/2013 de 10 de Setembro. “Comercialização dos produtos de construção”.
4. Jensen, J., Neumann, E. (2017). Introdução À Engenharia Civil. Elsevier Editora Ltda. ISBN 9788535267945.
5. Lei n.º 41/2015 de 3 de Junho. “Estabelece o regime jurídico aplicável ao exercício da atividade da construção”.
6. Ordem dos Engenheiros (2000). 100 Obras de Engenharia Civil no séc. XX: Portugal, Lisboa, OE.
7. Regulamento (UE) nº 305/2011 do Parlamento Europeu e do Conselho de 9 de Março de 2011. “Condições harmonizadas para a comercialização dos produtos de construção”
8. Regulamento n.º 442/2013. “Regulamenta a execução da prática dos atos de engenharia pelos membros da OET”.