Unidade Curricular:Código:
Betão Armado e Pré-Esforçado905BEAR
Ano:Nível:Curso:Créditos:
1MestradoEngenharia Civil8 ects
Período Lectivo:Língua de Instrução:Nº Horas:
Primeiro SemestrePortuguês/Inglês104
Objectivos de Aprendizagem:
Fornecer conceitos complementares aos adquiridos no domínio das estruturas correntes de betão armado, introduzindo os fundamentos teóricos e práticos do método das escoras e tirantes e do betão pré-esforçado. Assim, pretende-se a conceção, modelação, análise, dimensionamento e pormenorização de vigas-parede, muros de suporte, e reservatórios e silos, bem como de vigas e lajes pré-esforçadas.
Conteúdos Programáticos:
1. Estruturas laminares de betão armado
1.1 Modelos e métodos de análise: método das escotas e tirantes
1.2 Vigas-parede
1.3 Muros de suporte
1.4 Introdução aos reservatórios e silos.
2. Estruturas de betão pré-esforçado
2.1 Introdução ao pré-dimensionamento de vigas e lajes
2.2 As cargas equivalentes de pré-esforço
2.3 Dimensionamento do pré-esforço em vigas isostáticas
2.4 Etapas do processo de dimensionamento
2.5 Dimensionamento através das equações dos limites de tensões
2.6 Escolha do número de cabos e do seu traçado
2.7 Perdas de tensão do pré-esforço
2.8 Verificação dos Estados Limites Últimos
2.9 Referência à verificação dos Estados limites de Utilização de estruturas hiperestáticas
3. Estruturas de ductilidade melhorada
3.1 A razão das estruturas de ductilidade melhorada
3.2 Estruturas e peças estruturais em que a sua adoção é mais pertinente e recomendações
Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objectivos da Unidade Curricular:
Esta unidade curricular tem como objetivo apresentar estruturas aos alunos que, pelo seu comportamento estrutural, processos de dimensionamento, materiais que as constituem ou processos construtivos, se consideram especiais. Pretende-se que os alunos adquiram valências na conceção e análise de uma estrutura especial, nomeadamente adquirem a capacidade de seleção do tipo de estrutura mais adequada ao empreendimento em estudo, idealizem no seu comportamento estrutural, selecionem o material mais adequado bem como o método de análise para o seu dimensionamento, assim como obtenha a resposta da estrutura para as ações de projeto. O programa consiste numa introdução às estruturas especiais, onde se apresentam alguns exemplos de estruturas e identificam-se, de forma genérica, os problemas associados a cada uma.
Metodologias de Ensino (Avaliação Incluída):
Avaliação Contínua (AC) e/ou exame final. A AC é composta por dois trabalhos e por dois testes. A classificação dos trabalhos e frequência varia numa escala de 0 a 20 valores. Os alunos são aprovados quando a média do trabalho (10%) e dos testes (45 + 45%) seja superior a 9,50 valores.
Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objectivos de Aprendizagem da Unidade Curricular:
A Unidade Curricular tem duas componentes distintas. A componente teórica pretende transportar os conceitos teóricos das disciplinas de base para as estruturas especiais. A componente prática pretende que o aluno seja capaz de efetuar cálculos analíticos, utilizar folhas de cálculo e correr programas de cálculo automático, de forma a estarem habilitados a dimensionar as estruturas especiais sujeitas às diversas ações. Os conhecimentos são avaliados por trabalhos individuais ou em grupo, que dará a hipótese ao aluno de pesquisar profundamente um dado tema ou métodos, alargando desta forma os seus conhecimentos. Nos testes, o aluno tem oportunidade de mostrar todos os seus conhecimentos teórico-práticos de forma consolidada.
Bibliografia:
• Apontamentos dos docentes.
• Júlio Appleton. Estruturas de Betão, Edições Orion, 1.ª Edição, 2013.
Docente (* Responsável):
Elói Figueiredo (efigueiredo@ufp.edu.pt)