Unidade Curricular:Código:
Reabilitação de Edifícios145REDI
Ano:Nível:Curso:Créditos:
5Ciclo IntegradoArquitectura e Urbanismo6 ects
Período Lectivo:Língua de Instrução:Nº Horas:
Primeiro SemestrePortuguês/Inglês78
Objectivos de Aprendizagem:
No final do semestre o aluno deverá ser capaz de:
-Distinguir os conceitos de Reabilitação, requalificação e destruição, incluindo as temáticas correspondentes de conservação e recuperação arquitectónica.
-Desenvolver a percepção para a reabilitação do edifício como instrumento de reabilitação da cidade.
-Garantir o indispensável alargamento crítico e fundamentação do desenho produzido e estabelecer sessões de debate/crítica colectiva.
- Sintetizar os conhecimentos e competências adquiridas, através de exposição gráfica, escrita e oral do projecto bem como na sua apresentação/debate.
Conteúdos Programáticos:
Trabalho prático de projecto relativo à reabilitação de um edifício em contexto urbano real, propondo a manutenção ou reconversão arquitectónica e/ou funcional das estruturas existentes e fundamentando os conhecimentos em torno da temática da recuperação e reabilitação do espaço/edifício urbano construído. Os principais temas em que a disciplina se foca são: A Reabilitação do edifício como operação de renovação urbana; Reabilitação urbana e reutilização do edificado; Limites de transformação do objecto; Modificação do contexto vs alteração (radical) do contexto. Leitura do ambiente construído como instrumento de Reabilitação: O existente como resultado do processo de estratificação histórica e como guia de projecto; O projecto de Reabilitação como “intervenção de oportunidade”: Do “projecto desenhado” às “estratégias de intervenção”.
Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objectivos da Unidade Curricular:
O capítulo 1 familiariza o aluno com os conceitos-base que, em articulação com os tópicos do capítulo 5, lhe permitirão responder às questões mais conceptuais do projeto de reabilitação do edifício (caso de estudo). É nestes conteúdos que o aluno encontra os instrumentos de leitura e interpretação do edifício e da sua transformação no tempo, identificando e definindo os termos da intervenção que propõe.
Os restantes capítulos alicerçam as matérias mais técnicas que o projeto também requer, sejam estas orientadas para o diagnóstico de problemas e suas soluções, para aspetos construtivos ou, mesmo, para princípios de intervenção.
Ao longo do semestre, a apresentação das várias fases da proposta constituem momentos de discussão que exploram a fundamentação teórica e fomentam o à-vontade «em público», enquanto testam a capacidade de passar a mensagem oral, por escrito e graficamente.
Metodologias de Ensino (Avaliação Incluída):
A metodologia desta UC assenta em aulas teóricas, articuladas com momentos de discussão coletiva, mas comporta também aulas tutoriais, de acompanhamento do aluno na elaboração do projeto de reabilitação de um edifício real a desenvolver ao longo do semestre. Este exercício é elaborado em grupos de 3 alunos dos dois cursos que constituem a turma – arquitetura e engenharia civil – e envolve pelo menos um aluno de cada curso, que distribuem entre si a resposta às várias especialidades integradas no projeto.
O método de avaliação divide-se em duas componentes: a componente teórico-prática/prática-laboratorial que integra a apresentação final do projeto, dois exercícios temáticos de curta duração e a avaliação do desempenho do aluno ao longo do semestre; e a componente teórica que assenta num teste escrito.
A nota apurada resulta da classificação atribuída a estes vários momentos de avaliação que serão contabilizados em percentagens distintas.
Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objectivos de Aprendizagem da Unidade Curricular:
As sessões de exposição teórica e de debate constituem os momentos de transmissão da globalidade da informação disciplinar, organizando as noções-base que permitem ao aluno situar-se no corpus disciplinar e proporcionando-lhe o conhecimento adequado para alicerçar e fundamentar as suas opções de projeto, quer de caráter conceptual, quer técnico. Este exercício de projeto, sendo desenvolvido em paralelo e ao longo do semestre, possibilita o contacto com um cenário real de trabalho e, simultaneamente, o contexto de confronto e de teste da matéria de caráter expositivo lecionada. O acompanhamento tutorial, complementando esses conteúdos mais gerais, fornece uma informação mais específica suscitada por cada um dos projetos de grupo e adequada às distintas opções de reabilitação, permitindo responder às dificuldades e lacunas de compreensão de cada grupo de alunos, mas também explorar as potencialidades de cada um. Os dois exercícios de curta duração – um de análise do local de intervenção e outro de reconhecimento e solução de patologias – são desenvolvidos individualmente, em paralelo com o projeto, e orientados para auxiliar em fases concretas deste projeto, suscitando o debate intra-grupo e a conciliação dos conhecimentos que cada aluno recolheu. Estes momentos de discussão internos, mais tarde alargados à turma, constituem oportunidades de sintetizar matérias apreendidas e de testar a consistência dos argumentos de fundamentação da proposta, treinando também as competências expositivas orais e gráficas. As aptidões escritas são avaliadas, individualmente, na resposta ao teste e, por grupo, no texto que acompanha e justifica o projeto.
Bibliografia:
[1] ADDIS, B. – Building, 3000 years of design, engineering and construction, Barcelona, Phaidon, 2007
[2] APPLETON, J. Augusto – Reabilitação de edifícios antigos: Patologias e Tecnologias de Intervenção, Amadora, Ed. ORION, 2003.
[3] CHOAY, Françoise – A alegoria do património, Lisboa, Edições 70, 2000
[4] CÓIAS, V. – Reabilitação Estrutural de Edifícios Antigos, Lisboa, Argumentum, 2007
[5] GRIFFITHS, N. – Eco-House Manual, Sparkford, Haynes Publishing, 2012
[6] DE GRACIA, Francisco – Construir en lo construido, Madrid, Editorial Nerea, 1992
[7] TEIXEIRA, Gabriela Barbosa/BELÉM, Margarida Cunha – Diálogos de edificação, Porto, CRAT, 1998
[8] PAIVA, J.V./AGUIAR, J./PINHO, A. – Guia Técnico de Reabilitação Habitacional, Lisboa, LNEC, 2006
Docente (* Responsável):
Celeste Almeida (celestea@ufp.edu.pt)
Sara Sucena (ssg@ufp.edu.pt)