Unidade Curricular:Código:
Projecto IV270PJ04
Ano:Nível:Curso:Créditos:
2Ciclo IntegradoArquitectura e Urbanismo11 ects
Período Lectivo:Língua de Instrução:Nº Horas:
Segundo SemestrePortuguês/Inglês143
Objectivos de Aprendizagem:
Objetivos e competências a atingir pelo aluno na disciplina:
- Analisar as diferentes componentes do espaço urbano, dos tecidos existentes na cidade e das formas urbanas.
- Produzir uma sustentação teórica aprimorada, assente em conceitos e linguagens de fácil compreensão, no âmbito do discurso contemporâneo de arquitetura.
- Fundamentar teoricamente as conclusões alcançadas e conseguir comunicar, com clareza, os resultados por via oral, escrita, gráfica e multimédia
- Apresentar projetos de um objeto arquitetónico complexo em forma de conjunto urbano edificado, com sistemas construtivos evoluídos
Conteúdos Programáticos:
A disciplina tem como objetivo o desenvolvimento articulado de programas habitacionais com escala urbana em contextos significativos. As metodologias propostas estão em coerência com os objetivos formulados para a unidade curricular dado que apostam no desenvolvimento do estudo orientado, de modo a aplicarem conhecimentos na distinção e compreensão de noções como: a contextualização de intervenções urbanas, a composição modular e sobreposição funcional e espacial.
Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objectivos da Unidade Curricular:
A disciplina tem como objetivo o desenvolvimento articulado de programas habitacionais com escala urbana em contextos significativos. Tendo em vista este fim, os exercícios basear-se-ão numa investigação sobre um tema único: a habitação coletiva; as simulações de intervenção arquitetónica serão situadas em espaços concretos, de modo a evidenciar os vários estímulos e condicionantes que caracterizam o processo arquitetónico. Neste sentido, elaborar-se-ão propostas que vão desde a transformação de edifícios pré-existentes até à proposta de novas formas e edificações de habitação, onde será analisada a interdependência entre o homem, o espaço, a função, a inserção urbanística, e os elementos tipo-morfológicos da arquitetura contemporânea. O percurso processual é contínuo, iniciando-se na relação entre a construção de habitação e a constituição de tecidos urbanos (1), evoluindo para a diversidade de tipologias habitacionais (2), culminando na dimensão técnica da conceção arquitetural (3).
Metodologias de Ensino (Avaliação Incluída):
No âmbito das aulas teórico-práticas serão realizadas técnicas expositivas, descritivas e demonstrativas; No âmbito das aulas práticas laboratoriais de projeto, será realizado um acompanhamento individual e coletivo dos alunos, onde se discutirão os trabalhos; No âmbito das sessões de debate/crítica coletiva, serão utilizadas metodologias expositivas, integradas com elementos de exposição gráfica, escrita e oral do projeto.
Para obter aprovação, o aluno terá de cumprir os ECTS de contacto previstos para a disciplina. O aluno deverá de assegurar a assiduidade, sendo importante as horas definidas como teórico-práticas. O ritmo com que os alunos atingirão os objetivos cumulativos propostos serão verificados através de um processo de avaliação contínua, pela intervenção nos tempos letivos, e verificada na prossecução de um trabalho de síntese global. A nota resultará da classificação dos trabalhos teóricos e práticos (informada pelas avaliações a ele referentes).
Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objectivos de Aprendizagem da Unidade Curricular:
As metodologias propostas estão em coerência com os objetivos formulados para a unidade curricular dado que apostam no desenvolvimento do estudo orientado, de modo a aplicarem conhecimentos na distinção e compreensão de noções como: a contextualização de intervenções urbanas, a composição modular e sobreposição funcional e espacial. Assim, numa primeira etapa, sustentados num espírito de trabalho de grupo e individual, os alunos desenvolvem através do desenho e do processo arquitetónico, práticas construtivas, configurando-se como agentes capazes de comunicar informação, ideias e problemas ao enquadrar exemplos edificados pelas suas características arquitetónicas. Numa segunda etapa, procura-se estabelecer um paralelismo entre a teoria e a prática aplicada a problemas reais, contribuindo deste modo para desenvolver a capacidade do aluno para a emissão de juízos e perspetivar a análise histórica e arquitetónica como opinião objetivamente fundamentada e identificar grandes períodos uniformes da prática arquitetónica no tempo. Numa terceira etapa este processo é acompanhado da simulação do desempenho de papéis diferenciados, entre docente e discente, relativamente às posições de autor, promotor, construtor e cliente, estabelecendo metas e etapas que obrigam à experiência das diferentes fases do projeto, bem como ao controlo dos aspetos formais das propostas arquitetónicas de acordo com os princípios programáticos propostos. Na quarta etapa os discentes devem preparar e apresentar os trabalhos de conceção, fundamentando a investigação realizada, mas também os conhecimentos e competências acumuladas ao longo do semestre. Nesta última fase é essencial a capacidade de distinguir a função programática, a inserção urbanística, e os elementos de morfologia urbana presentes no objeto arquitetónico.
Bibliografia:
[Livros e monografias:
[1] CHING, Francis D. K. , Diccionario visual de arquitectura, México : Ed. GG; ref. UFP: BFP 72(038)/CHI/24186
[2]QUARONI, Ludovico, Proyectar un Edifício: Ocho lecciones de Arquitectura, ed. Xarait, Madrid, 1980.
[3] ROSSI, Aldo, La arquitectura de la ciudad - Barcelona : ed. GG, 1995. - 310 p.; ref UFP: BFP 72/ROS
[4]ARÍS, Carlos Martí (editor), Las Formas de Residencia en la Ciudad Moderna, Barcelona, ed. UPC, 2000
[5] FRAMPTON, kenneth , História crítica da arquitectura moderna - São Paulo: Martins Fontes, 1997 - 470 p; ref.UFP:BM 72.036/FRA/246
[6] BENEVOLO, Leonardo , La descripción del ambiente, Barcelona : Ed. GG, 1982 - 247 p. (Diseño de la ciudad ; 1;2;3;4); ref UFP: BM 711/BEN/568
[7] LENGEN, Johan van, (2010), Manual do Arquiteto Descalço, Lisboa, Dinalivro
[8] OLIVEIRA, A. (2015) A Casa Compreensiva, Caleidoscópio, ref. UFP CDU 728
Docente (* Responsável):
Avelino Oliveira (avoliv@ufp.edu.pt)
João Ferreira (jferr@ufp.edu.pt)