Unidade Curricular:Código:
Geometria e Topologia145GETO
Ano:Nível:Curso:Créditos:
1Ciclo IntegradoArquitectura e Urbanismo4 ects
Período Lectivo:Língua de Instrução:Nº Horas:
Primeiro SemestrePortuguês/Inglês52
Objectivos de Aprendizagem:
Pretende-se com esta unidade curricular que o aluno encare e utilize a Geometria não só como via de compreensão e representação de formas e espaços, mas também como instrumento indispensável no ato de fazer e pensar a Arquitetura.
Sendo que a execução pedagógica será calculada através de testes e exercícios práticos realizados dentro e fora do espaço/tempo da aula, subentende-se que o aluno adquira naturalmente o hábito de aplicar os conteúdos, métodos e técnicas adquiridas nesta unidade curricular e os explore como ferramentas essenciais no desenvolvimento dos seus projetos de arquitectura.
Conteúdos Programáticos:
1 – Introdução à geometria
1.1 – Origens da geometria;
1.2 – A geometria na arte;
1.3 – A geometria na arquitectura;
1.4 – A geometria na natureza;
1.5 – A geometria fractal;
1.6 – Formas de comunicação e receptores de distância;
1.7 – Os elementos visuais de comunicação: ponto, linha, plano e cor;
1.8 – Noção de horizontalidade, verticalidade e obliquidade;
1.9 – Noção de perpendicularidade e ortogonalidade;
1.10 – Relações entre rectas ou segmentos de recta;
1.11 – Esquipamentos, utensílios e materiais para desenhos rigoroso.
2 – Construções geométricas
2.1 – Noção de “Lugar geométrico”;
2.2 – Divisão de uma recta em dois segmentos iguais: a Mediatriz;
2.3 – Divisão de uma recta em segmentos iguais;
2.4 – Divisão de um ângulo em duas partes iguais: a Bissectriz;
2.5 – Divisão de um ângulo em três partes iguais;
2.6 – Desenho de Polígonos (triângulo, quadrados, rectângulo, pentágono, hexágono, octógono);
2.7 – Rectas tangentes à circunferência;
(cont)
Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objectivos da Unidade Curricular:
O semestre é iniciado com uma breve introdução histórica da utilização de referências geométricas no desenvolvimento de exercícios arquitectónicos, tomando como exemplo obras do período do Antigo Egipto e da Grécia Antiga, para que o aluno compreenda, à partida, que no acto de fazer arquitectura existe uma associação intrínseca com valores geométricos.
Ao longo do semestre, e com o desenrolar dos conteúdos programáticos, esta ideia vai-se aprofundando, transformando-se em algo que se torna cada vez mais claro para o aluno, através do desenvolvimento de exercícios práticos no sentido de experimentar a adaptabilidade dos referidos conteúdos com os valores plásticos inerentes à obra arquitectónica.
Metodologias de Ensino (Avaliação Incluída):
As “aulas práticas”, deverão ser baseadas no encaminhamento do aluno, para que este atinja os objectivos desta unidade curricular. O aluno deverá ir expondo o seguimento dos seus trabalhos para que surjam momentos de crítica, diálogo e reflexão colectiva.
As “aulas teóricas” deverão apoiar e fundamentar as aulas práticas, através da exposição breve dos assuntos a serem desenvolvidos durante as aulas, para que a participação do aluno, nas mesmas, seja garantida. Os conhecimentos e competências adquiridas pelo aluno serão sintetizados na exposição gráfica, escrita e oral, bem como na apresentação/debate relativa a seis momentos de avaliação nas datas agendadas.
Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objectivos de Aprendizagem da Unidade Curricular:
A componente prática desta unidade curricular é centrada fundamentalmente no processo de elaboração de vários exercícios práticos, que terão como base fundamentada para o seu desenvolvimento, os conteúdos teóricos expostos no decorrer das aulas. Serão também elaboradas provas práticas de desenho, com a finalidade de expor os conhecimentos adquiridos dos vários conteúdos programáticos. O processo de definição dos conteúdos teóricos desta unidade curricular, bem como as metodologias de ensino adoptadas, tiveram em elevada consideração a sua aplicabilidade no exercício prático de fazer e pensar arquitectura, sendo que o conhecimento adquirido nesta disciplina será fundamental na sua relação/coerência com os restantes conteúdos programáticos de outras unidades curriculares, salientando-se as disciplinas de Projecto e de Desenho. Assim, esta metodologia de ensino adoptada, num contexto de turmas compactas e de grande proximidade docente/discente, permite aos alunos uma aquisição continuada de conhecimentos e competências enquadráveis no âmbito dos objectivos de aprendizagem desta unidade curricular.
Bibliografia:
[1] ABAJO, F. Javier Rodriguez de, (1993), “Geometria Descriptiva - Tomo 2: Sistema de planos acotados”, San Sebastian, Editorial Donostiarra SA, 11ªedição.
[2] ABAJO, F., Javier Rodriguez de (1991), “Tratado de Perspectiva”, San Sebastian, Editorial Donostiarra SA.
[3] IZQUIERDO ASENSI, Fernando, (1980) “Geometria Descriptiva”, Madrid, Editorial Dossat, SA.
[4] MORAIS, José M. Simões (1999), “Desenho Técnico Básico 3”, Porto, Porto Editora, 22ª edição.
[5] RICA, Guilherme (2009), “Geometria Descritiva – Método do Monge”, Lisboa, Calouste Gulbenkian/Dinapress, 4ª edição.
[6] CARVALHO, Benjamim de A. (1985) “Desenho Geométrico”, Rio de Janeiro, Livro Técnico
[7] CUNHA, Luís Veiga da (1994) “Desenho Técnico”, Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian
[8] MAGUIRE, D.E., (1981) “Desenho Técnico”, São Paulo, Hemus
[9] FERREIRA, Patricia, (2001) “Desenho de Arquitectura”, Rio de Janeiro, Livro Técnico
Docente (* Responsável):
Frederico Ferreira (ffer@ufp.edu.pt)