Unidade Curricular:Código:
Morfossintaxe e Semântica1023MORS
Ano:Nível:Curso:Créditos:
2LicenciaturaTerapêutica da Fala6 ects
Período Lectivo:Língua de Instrução:Nº Horas:
Primeiro SemestrePortuguês/Inglês78
Objectivos de Aprendizagem:
De uma forma global espera-se que o aluno desenvolva a capacidade de análise e síntese; capacidade de aprender; habilidade para resolver problemas; capacidade de aplicar o conhecimento; capacidade para trabalhar a informação;
Especificamente, os Objetivos de Aprendizagem (AO) são os seguintes:
1- Identificar pontos-chave relativos à aquisição, desenvolvimento e aprofundamento de conhecimentos e capacidade de compreensão no âmbito da avaliação e intervenção ao nível semântico-pragmático e morfossintaxe;
2- Formular hipóteses sobre a avaliação e intervenção em diferentes populações clínicas em Terapia da Fala;
3- Conhecer modelos e formas de usar materiais informais para a avaliação e intervenção em crianças com perturbações ao nível semântico-pragmático e morfossintático.
Conteúdos Programáticos:
1. Desenvolvimento da linguagem ao nível pré-escolar e escolar, designadamente da Morfossintaxe, Semântica e pragmática;
2. Avaliação das componentes semântica, pragmática e morfossintaxe: procedimentos formais e informais da linguagem (instrumentos nacionais e internacionais);
3. Programas e abordagens de intervenção ao nível semântico-pragmático e morfossintático: Estudo de casos e adequação de objetivos ao plano de intervenção.
4. Análise detalhada ao nível semântica, pragmática e morfossintaxe de estudos de caso (padrões normais e alterados);
5. Aplicação clínica dos conceitos linguísticos de semântica, pragmática e morfossintaxe a casos de estudo em terapia da fala
Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objectivos da Unidade Curricular:
Os conteúdos programáticos (CP) foram delineados em função dos objetivos de aprendizagem (OA) da unidade curricular:
CP1 –OA1
CP2- OA2
CP3 – OA1 e 3
CP4 e 5- OA1,2 e 3
No CP1 são abordados conceitos aprofundados de desenvolvimento de análise semântico-pragmática e morfossintática da língua portuguesa.
No CP2 são focados aspetos relacionados com a avaliação clínica dos conceitos linguísticos de semântica, pragamática e morfossintaxe.
No CP3 analisam-se alguns programas de intervenção na população infantil. No CP4 e CP5 são abordados os aspetos práticos relacionados com o uso de materiais de intervenção, focos de intervenção, seleção de objetivos gerais e específicos e procedimentos terapêuticos.
Metodologias de Ensino (Avaliação Incluída):
Aulas Teórico-práticas:
Metodologias ativas, colaborativas e expositivas:
1- Resolução de problemas em pequenos grupos;
2- Sessões de brainstorming de tópicos e questões a serem investigados pelos alunos;
3- Orientação da pesquisa realizada pelos alunos;
4- Resumo e síntese da pesquisa realizada pelos alunos e discussão em grupo;
5- Apresentação de conteúdos programáticos com recurso a projeções, exemplificações, casos clínicos em vídeo.
Avaliação:
Época normal
- Avaliação Distribuída –
1) Trabalho escrito 1(40%)
3) Trabalho escrito 2(40%)
4) Participação/ assiduidade (20%)
Época Recurso
- Exame (100%)
Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objectivos de Aprendizagem da Unidade Curricular:
As metodologias de ensino adoptadas para esta unidade curricular são coerentes com os objetivos definidos, uma vez que permitem um aprofundamento do conhecimento dos alunos e a sua participação ativa nas aulas através de estratégias ativas e colaborativas de aprendizagem, combinadas com métodos expositivos e tradicionais. O professor será um facilitador do processo de aprendizagem do aluno, fomentando o relacionamento dos conceitos, a capacidade de análise e a discussão e reflexão com a prática da terapia da fala. Objetivo1- metodologia expositiva e ativa- avaliação: trabalho individual 1+ participação Objetivo2- metodologia expositiva e ativa- avaliação: trabalho individual 1+participação Objetivo3 e 4 - metodologia expositiva e ativa- avaliação: trabalho individual 2+ participação Objetivo5- metodologia expositiva ativa - avaliação: trabalho individual 2+participação
Bibliografia:
Adams, C. (2001). Clinical diagnostic and intervention studies of children with semantic’pragmatic language disorder. International Journal of Language & Communication Disorders, 36(3), 289-305.
Oetting, J. B., Hadley, P. A., & Schwartz, R. G. (2009). Morphosyntax in child language disorders. Handbook of child language disorders, 341-364.
Owens Jr, R. E. (2015). Language development: An introduction. Pearson.
Paul, R. (2008). Interventions to improve communication in autism. Child and adolescent psychiatric clinics of North America, 17(4), 835-856.
Roth, F. P., & Worthington, C. K. (2015). Treatment resource manual for speech language pathology. Nelson Education.
Shipley, K. G., & McAfee, J. G. (2015). Assessment in speech-language pathology: A resource manual. Nelson Education.
Docente (* Responsável):
Joana Rocha (jrocha@ufp.edu.pt)
Vânia Peixoto (vpeixoto@ufp.edu.pt)