Unidade Curricular:Código:
Perturbações da Linguagem em Contextos Educacionais897PLCE
Ano:Nível:Curso:Créditos:
1DoutoramentoDesenvolvimento e Perturbações da Linguagem (Desenvolvimento Psico e Neurolinguístico)10 ects
Período Lectivo:Língua de Instrução:Nº Horas:
Segundo SemestrePortuguês130
Objectivos de Aprendizagem:
Esta unidade curricular visa:
(O1) fornecer formação de base no domínio da Linguagem Humana através da introdução no aluno às principais abordagens, métodos e técnicas , promovendo a aquisição e integração de conhecimentos, teorias e modelos explicativos do processo psicológico e promovendo a aplicação de saberes teórico-práticos relativos à avaliação e intervenção das perturbações da linguagem em contextos educativos.
(O2) Espera-se que os alunos desenvolvam competências e aprofundem conhecimentos que os capacitem para a avaliação e intervenção junto de populações com necessidades específicas em contextos educacionais inclusivos
Conteúdos Programáticos:
(CP1) Linguagem; Aquisição da linguagem; leitura e escrita; perturbações da linguagem.
(CP2) Perturbações do desenvolvimento e NEE´s, identificação e categorização, co-morbilidades;
(CP3) Papel dos profissionais numa escola inclusiva e importância do trabalho colaborativo no atendimento de alunos com PND/ NEE - os modelos RTI (resposta à intervenção)
Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objectivos da Unidade Curricular:
Correspondência entre objetivos e conteúdos programáticos:
- O2 corresponde a CP2 e CP3
Metodologias de Ensino (Avaliação Incluída):
Trabalho prático; revisão de literatura
Pesquisa bibliográfica; análise e discussão de casos
Avaliação: revisão crítica de artigos científicos
Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objectivos de Aprendizagem da Unidade Curricular:
A metodologia utilizada nas aulas (de caráter mais interativo e participativo com estudos de casos, discussão de temáticas nas aulas,reflexões críticas, pesquisa e revisão de literatura específica), permite obter junto dos alunos um aprofundamento de conhecimentos, bem como uma maior compreensão e capacidade de discussão e reflexão sobre os conteúdos abordados, promovendo a integração de conceitos, capacidade de pesquisa, análise e reflexão crítica. Deste modo, considera-se que as metodologias de ensino adotadas para esta unidade curricular são coerentes com os objetivos definidos para a mesma.
Bibliografia:
Anderson, J. R. (2006). Cognitive psychology and its implications (6ª ed.). New York: Worth.
Eysenck, M. W. (2003). Principles of cognitive psychology (2ª ed.). Hove: Psychology Press.
APA (2014). DSM-5:Manual Estatístico de Diagnóstico das Perturbações Mentais. Lisboa: Climepsi.
DGE (2018). Para uma Educação Inclusiva - Manual de Apoio à Prática. disponível em https://www.dge.mec.pt.
Fox et al (2009). RTI and the pyramid model. Tampa, Florida: University of South Florida
Kauffman, J. & Lopes, J. (2007). Pode a Educação Especial deixar de ser especial?. Braga: Psiquilibrios.
Marinho, S. (2009). Impact of Protective factors on Risk Pathways: Emotional and Behavior Problems in the School Context. In: I international congress on family, school and society “special education”- Educare. Porto: Edições UFP.