Unidade Curricular:Código:
Higiene, Cariologia e Cuidados Primários842HCCP
Ano:Nível:Curso:Créditos:
2Ciclo IntegradoMedicina Dentária5 ects
Período Lectivo:Língua de Instrução:Nº Horas:
Segundo SemestrePortuguês/Inglês65
Objectivos de Aprendizagem:
Identificar os principais momentos de evolução da Saúde Pública e integrar o conceito de Cuidados de Saúde Primários. Identificar os principais mecanismos de controlo químico e mecânico dos biofilmes orais e sua relação com a saúde oral. Conhecimento de métodos e técnicas preventivas e terapêuticas de contenção de lesões de cárie e erosão. Identificar e reconhecer a patologia cárie e erosão, como entidades: patológica epidemiológica e clínica. Reconhecer o processo de desmineralização e remineralização dos tecidos dentários duros. Adquirir conhecimento, competências e aptidões particularmente quanto às evidências atuais sobre etiologia, fatores e indicadores de risco, patogénese, fisiopatologia, fatores de modelação que envolvem o hospedeiro, o biofilme, os agentes microbianos, os fatores nutricionais/ambientais, características físico-químicas para deteção de lesões e métodos de atuação quanto a agentes remineralizantes das estruturas dentárias duras.
Conteúdos Programáticos:
Introdução à Saúde Pública. Desenvolvimento da Moderna Saúde Pública. Evolução das principais medidas de prevenção das doenças. Controlo químico e mecânico dos biofilmes orais. Conceitos sobre desenvolvimento e crescimento das estruturas dentárias duras (macroscópico, microscópico e molecular). Etiologia, patogénese e fatores modificadores das desordens dos tecidos dentários duros (cárie e erosão). Fisiopatologia das desordens dos tecidos dentários duros. Mecanismos e processos dinâmicos (resposta do hospedeiro à carie e erosão) ao nível macroscópico, microscópico e biomolecular. Eventos bioquímicos no biofilme relacionados com a cárie dentária. Interferência da dieta e nutrição. Relação entre os fatores etiológicos primários. Fluoretos. Epidemiologia das desordens dos tecidos duros dentários e diagnóstico epidemiológico. Princípios fundamentais da avaliação e deteção do risco de desordens dos tecidos dentários duros. Cárie precoce de infância.
Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objectivos da Unidade Curricular:
Unidade Letiva I-Teórica e Outras (2 ECTS)- Desenvolvimento e crescimento das estruturas orais. Etiologia, patogénese e fatores modificadores das desordens dos tecidos dentários duros: Cárie Dentária e Lesões químico-mecânicas. Eventos bioquímicos no biofilme. Susceptibilidade do Hospedeiro. Eventos bioquímicos na Saliva. Epidemiologia e diagnóstico clínico. Unidade Letiva II-Teórico-prática e Orientação Tutorial (3 ECTS) Evolução das principais medidas de prevenção das doenças e marcos históricos da saúde pública. A moderna saúde pública. Intervenção em Saúde Pública Oral e em Medicina Dentária Preventiva e Comunitária, Promoção da Saúde-Educação para a Saúde-Literacia Sanitária. Fluoretos: administração sistémica, aplicação tópica e toxicologia. Selantes de fissuras: evidência científica e protocolos de aplicação clínica. Controlo químico e mecânico dos biofilmes orais: características, funções e indicações terapêuticas. Técnicas de escovagem dentária.
Metodologias de Ensino (Avaliação Incluída):
O sistema de avaliação compreende a realização de três elementos de avaliação à distância: 1. Análise e Interpretação de um artigo, com uma ponderação de 20%; 2. Teste à distância da componente de Cariologia (T) com ponderação de 32%, e 3. Teste à distância da componente de Higiene e Cuidados Primários (TP) com ponderação de 48%.
A classificação mínima de aprovação por avaliação contínua será de 9.5 V na análise e interpretação do artigo, 9.5V no teste de cariologia (T) e 9.5 V no teste de Higiene e Cuidados Primários (TP). A não obtenção de classificação mínima de 9.5 V em todos os elementos parciais remete o aluno para exame de fim de semestre em data a ser fixada no cronograma académico. A distribuição de créditos é de 5 ECTS. As competências a atingir em cariologia correspondem a 2 ECTS e em higiene e cuidados primários: 3 ECTS. O regime de assistência às aulas é o adotado no Regulamento Pedagógico em vigor.
Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objectivos de Aprendizagem da Unidade Curricular:
As aulas teóricas (T; 15 horas; 1 hora semanal) destinam-se a expor e a atualizar, de forma descritiva e organizativa, os conceitos, teorias e postulados fundamentados nos conteúdos programáticos que, apoiados numa bibliografia, visam desenvolver competências científicas, no âmbito de patologias dos tecidos dentários duros, em particular da cariologia, e futuramente competências profissionais nos alunos; As aulas teórico-práticas (TP; 30 horas; 2 horas semanais) pretendem desenvolver por método expositivo e ilustrativo um conjunto de conhecimentos, enquadradas com actividades práticas que permitam identificar os diferentes dispositivos e compostos disponíveis para o controlo da higiene oral, bem como, capacitar o aluno para a mais adequada decisão sobre a prescrição clínica dos mesmos. As aulas de Orientação tutorial (OT; 7.5 horas) consistem em sessões de orientação dos alunos, no sentido de lhes permitir usar corretamente bibliografias, desenvolver métodos de pesquisa científica temas descritos no programa desta unidade curricular, fomentando a leitura científica, o desenvolvimento de capacidade crítica e contacto com nomenclatura científica, bem como a motivação para elaboração de apresentações científicas com metodologia de revisão. As outras (O; 7.5 horas) sessões, são livres, e destinam-se a possibilitar ao aluno esclarecer metodologias de apresentação científica dos resultados de pesquisa que efetua no âmbito da Unidade curricular.
Bibliografia:
Harris, N. et al. Primary Preventive Dentistry. Person Health Science, 7thEdition. 2009.New Jersey. Mason, J. Concepts of Dental Public Health. Williams &Walkings Ed. 2004. Oxford.Pine CM., Harris, R. Community Oral Health. Ed. Quintessence, 2007. London. Wilkins, EM. Clinical Practice of the Dental Hygienist. Lippincott Williams & Walkings Ed. 9th ed. 2016. Oxford. Williams R. et al. An evaluation of a school-based dental sealant programme. In J Dent Hyg. 2018;16(2):e65-e72. Wright JT. et al. Evidence-based Clinical Practice Guideline for the Use of Pit-and-Fissure Sealants. AAPD, ADA. Pediatr Dent 2016;38(5):E120-E36. Hara et al. The caries Environment: Saliva, pellicle, diet, and hard tissue ultrastructure. Dent Clin N Am. (2010) 455-467. Fejerskov O. and Nyvad B. Dental caries: The disease and its clinical management. Edwina Kidd, 2015. Wiley-Blackwell. Andersen P. et al. A European Core Curriculum in Cariology: the knowledge base. Eur J Dent Educ.(2011):18–22.