Unidade Curricular:Código:
Endodontia III842END3
Ano:Nível:Curso:Créditos:
4Ciclo IntegradoMedicina Dentária4 ects
Período Lectivo:Língua de Instrução:Nº Horas:
Primeiro SemestrePortuguês/Inglês52
Objectivos de Aprendizagem:
A temática desta unidade curricular visa adquirir conhecimentos e capacitar os alunos para a execução, em clínica, de procedimentos de Endodontia em pacientes. A disciplina pretende proporcionar um suporte científico, tanto no âmbito dos materiais dentários terapêuticos/endodônticos, para a compreensão dos princípios essenciais e técnicas, simples e avançadas, fundamentais no âmbito do tratamento da patologia pulpar e perirradicular.
Conteúdos Programáticos:
Indicações e contra-indicações do Tratamento Endodôntico Não-Cirúrgico. Protocolo clínico de tratamento endodôntico não-cirúrgico: revisão. Pré-tratamento endodôntico e Isolamento absoluto em casos clínicos simples e complexos. Determinação do comprimento de trabalho pelo método electrónico (localizador electrónico do ápice). Irrigação - soluções irrigantes e técnicas de irrigação alternativas. Obturação - erros, identificação, tratamento e prevenção. OBTURAÇÃO termoplástica versus condensação lateral. Grau de dificuldade e risco (GDR) de um caso endodôntico. Referênciação de casos endodônticos. Lesões Endo-Perio: classificação, diagnóstico e tratamento; apresentação de casos clínicos. Sistemas de instrumentação rotatória. Diagnóstico em Endodontia: discussão de casos clínicos. Controlo da infecção cruzada na consulta de Endodontia. Sessão única versus sessões múltiplas. Medicação Intracanalar.
Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objectivos da Unidade Curricular:
Os temas são aqueles que permitem aos alunos adquirir o conhecimento necessário para atender eficientemente casos endodônticos monocanalares de grau de dificuldade e risco baixo.
Esta unidade visa, também, na componente prática clínica, a aquisição de competências no que se refere ao senso clínico necessário relativamente ao diagnóstico da patologia pulpar e periapical, bem como às intervenções clínicas necessárias para conservar o dente, em função, na cavidade oral.
Na componente teórica (T) expositiva há orientação para a pesquisa e seleção bibliografia científica adequada no âmbito dos temas descritos no programa desta unidade curricular, fomentando assim a leitura científica, o desenvolvimento de capacidade crítica e contacto com nomenclatura científica, bem como a motivação para a elaboração de trabalhos de investigação e apresentações científicas no âmbito da Endodontia.
Metodologias de Ensino (Avaliação Incluída):
A avaliação resulta da ponderação de 50% da componente teórica (T), e de 50% da prática laboratorial (PL). O regime de avaliação será contínuo ao longo do semestre (permitindo que o aluno tenha conhecimento da sua progressão nas matérias) e compreende: na componente (T) a assiduidade, participação nas aulas e uma prova escrita; na componente PL, a execução de tratamentos endodônticos em dentes monocanalares de pacientes, atendendo-se à aplicação dos conhecimentos adquiridos, ao estudo e ao desempenho individual.
A classificação mínima de aprovação em cada componente será de 10 valores. A não obtenção desta classificação na componente teórica remete o aluno para exame de recurso em época para o efeito, fixada no cronograma académico. O regime de assistência às aulas é o adoptado no Regulamento Pedagógico da Universidade, em vigor. Para obter a creditação desta unidade curricular o aluno terá de garantir a obtenção dos 4 ECTS previstos no sistema de avaliação descrito.
Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objectivos de Aprendizagem da Unidade Curricular:
A componente teórica (T; 15h) permite a integração dos princípios de Endodontia e a componente prática-laboratorial (PL; 45h), a execução do protocolo clínico do Tratamento Endodôntico Não-Cirúrgico, pretendendo-se que a aquisição de competências seja feita de forma sistematizada e integrada. Na tipologia T predominam os métodos expositivo, ilustrativo e participativo; já na PL, predomina o método demonstrativo e a prática clínica do aluno para lhe possibilitar o desenvolvimento de competências técnicas e científicas bem como treino e análise da destreza manual, individual e em equipa. Na componente Orientação Tutorial (OT; 7,5h) serão desenvolvidas actividades que visam o uso de bibliografia, a pesquisa científica e organização de leituras para aprofundamento dos conteúdos transmitidos assim como a sua actualização. As outras (O; 7.5 horas) consistem em sessões que proporcionam ao aluno, identificar e usar corretamente recursos didáticos com aplicabilidade prática no âmbito da unidade curricular.
Bibliografia:
Cohen S, Burns RC. Pathways of the Pulp. 11ª ed. Mosby, Inc., 2011
Ingle JL. Endodontics. 6ª ed. Lea e Febiger, 2008
Gutmann JL, Dumsha TC, Lovdahl PE, Hovland EJ. Problem solving in Endodontics. 5ª ed. Mosby, Inc.. 2011
European Society of Endodontology (2006), Quality guidelines for endodontic treatment: consensus report of the European Society of Endodontology. International Endodontic Journal, 39: 921–930. doi: 10.1111/j.1365-2591.2006.01180.x
International Journal of Endodntics
Journal of Endodontics
Siqueira JF Jr. Treatment of endodontic infections. 1st ed. London: Quintessence Publishing, 2011
Docente (* Responsável):
Alexandra Martins (alexmar@ufp.edu.pt)
Ana Teles (anateles@ufp.edu.pt)
Luis Miguel Reis Martins (lmartins@ufp.edu.pt)
Miguel Albuquerque Matos (msmatos@ufp.edu.pt)