Unidade Curricular:Código:
Medicina Dentária Forense841MDF
Ano:Nível:Curso:Créditos:
5Ciclo IntegradoMedicina Dentária2 ects
Período Lectivo:Língua de Instrução:Nº Horas:
Segundo SemestrePortuguês/Inglês26
Objectivos de Aprendizagem:
Reconhecer a Medicina Dentária Forense como ramo da Medicina Legal; Introdução às Ciências Forenses: noções básicas e conceitos gerais; Medicina Dentária Forense: definição, dados históricos e objetivos. Identificação humana pelos sinais dentários; Técnicas dentárias e não dentárias de identificação; Reconhecer a utilidade da queiloscopia e rugoscopia na identificação humana; Identificação humana em situação de desastres em massa; Aspetos médico-legais da violência (maus tratos/abusos em crianças e idosos); Técnicas de autópsias médico-legais da cavidade oral; A importância do ADN obtido de tecidos dentários para identificação humana e Identificar as alterações orais associadas ao consumo de álcool e drogas de abuso.
Conteúdos Programáticos:
Organização Médico-Legal em Portugal. Atribuições dos Serviços Técnicos das Delegações e Gabinetes Médico-Legais. Tipos de perícias realizadas. Introdução histórica à Medicina Dentária Forense e sua constituição como ciência independente. Técnicas dentárias e não dentárias de identificação. Importância dos registos dentários na identificação humana. Queiloscopia e Rugoscopia palatina. Técnicas de autópsias orofaciais. Identificação humana em desastres em massa. Aspetos médico-legais da violência (maus tratos/abusos em crianças e idosos). Utilização do ADN obtido de tecidos dentários para identificação humana. Metodologia de extração e análise de ADN. Alterações bucais associadas ao consumo de álcool e drogas de abuso.
Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objectivos da Unidade Curricular:
A coerência entre os conteúdos programáticos e os objetivos da unidade curricular traduz-se pela aquisição segmentada e orientada dos diversos conceitos e áreas específicas de aplicação da Medicina Dentária Forense fomentando o desenvolvimento do espírito crítico e a capacidade de aplicação dos conhecimentos adquiridos na realização de perícias médico-legais no âmbito da Medicina Dentária e na resolução de questões do foro médico-legal. A solicitação de atividades de cariz prático ajuda ao cumprimento dos objetivos estabelecidos.
Metodologias de Ensino (Avaliação Incluída):
A execução pedagógica consta de aulas teórico-práticas com (1) exposição e debate dos conceitos teóricos relevantes em sala de aula; (2) demonstração da aplicação prática dos conceitos apresentados; e (3) orientação do estudo autónomo dos(as) alunos(as) por consulta da bibliografia recomendada.
A avaliação consta de uma prova escrita de aferição de conhecimentos.
Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objectivos de Aprendizagem da Unidade Curricular:
As metodologias de ensino são concordantes com os objetivos da unidade curricular na medida em que procuram dotar os(as) alunos(as) de conhecimentos relativos à área específica da Medicina Dentária Forense no que respeita ao seu âmbito, objetivos e modo de realização de perícias médico-legais. Pretende-se que os(as) alunos(as) desenvolvam espírito crítico e reflexivo e adquiram competências que permitam a atualização e o progresso no domínio científico e sua aplicação prática. Além da bibliografia essencial em anexo, cada tópico será acompanhado por leituras específicas que serão debatidas nas aulas de modo a estimular a compreensão da problemática e formação de um espírito crítico. A avaliação da componente teórico-prática inclui a realização de uma prova teórica escrita. Os(as) alunos(as) que na avaliação da disciplina tiverem obtido uma classificação inferior a 10 valores, poderão apresentar-se aos exames de recurso, em época para o efeito fixada no cronograma.
Bibliografia:
Bowers. (2010) Forensic Dental Evidence: An Investigator’s Handbook, Academic Press.
Brand et al. (2008). Cocaine and oral health. British Dental Journal 204: 365-9.
Guimarães et al. (2020) “Dental Diversity Patterns: Relevance in Portuguese Military Population”. Acta Scientific Dental Sciences 4.1: 91-9.
Guimarães et al. (2018) Diversity in dental clinical characteristics in Portuguese and Spanish military populations Spanish Journal of Legal Medicine 44(3): 99-107.
Guimarães et al. (2017) Forensic medicine and the military population: identification concerns, Acta Med Port 30(2):100-7.
Higgins & Austin. (2013) Teeth as a source of DNA for forensic identification of human remains: A Review. Sci Justice 53(4):433-41.
Hughes & Bartold. (2018) Periodontal complications of prescription and recreational drugs. Periodontology 2000 78(1):47-58.
Silver & Souviron. (2009) Dental Autopsy. CRC Press.
Stimson & Mertz. (1997) Forensic Dentistry, CRC.