Unidade Curricular:Código:
Antropossociologia da Saúde841ASA
Ano:Nível:Curso:Créditos:
2Ciclo IntegradoMedicina Dentária2 ects
Período Lectivo:Língua de Instrução:Nº Horas:
Segundo SemestrePortuguês/Inglês26
Objectivos de Aprendizagem:
(i) Adquirir as bases teóricas e metodológicas de trabalho/investigação em Antropologia e sociologia da saúde;
(ii) Adquirir, desenvolver e aprofundar conhecimentos e capacidades que permitam discutir e avaliar a alteração de paradigma na análise da saúde e da doença, tanto nos espaços sanitários como nas comunidades sociais.
(iii) Ser capaz de trabalhar o corpo, as diferentes partes que o compõem e sua simbólica, no âmbito cultural e social.
(iv) Desenvolver uma capacidade critica em relação às politicas de saúde, discernindo nelas as suas bases ideológicas, culturais, para a construção
Conteúdos Programáticos:
1ª Unidade - Introdução. Apresentação da Unidade Curricular. Metodologias de Trabalho e de Avaliação. 1. Antropologia, Sociologia e Saúde. 1.1. Uma abordagem critica ao conceito de Saúde como legitimação da pertinência da Antropossociologia da Saúde.1.2. Os principais conceitos e os fundamentos da Antropologia e da Sociologia. As metodologias de investigação e trabalho nas ciências sociais e a sua utiização no campo sanitário.1.3. A Antropologia e a Sociologia no campo da Saúde. 1.3.1 Os fundamentos. 1.3.2.Uma perspetiva histórica. 1.3.3. O modelo biomédico. 1.3.4. O modelo sociomédico. 1.3.5. A dimensão social e cultural dos conceitos de saúde e doença
2ª Unidade – 2. A centralidade do corpo. Uma antropologia e sociologia do corpo. 2.1. a perspectiva naturalista. 2.2. a perspectiva construtivista. 2.3. a perspectiva fenomenológica. 2.4. O corpo e as emoções; a dor e o sofrimento. 2.4. o corpo enquanto projecto.
3.ª Unidade – 3. A experiência social da doença. 3.1. A influência da
Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objectivos da Unidade Curricular:
"Unidade. 1 O seu conteúdo privilegia o aprofundamento de matérias teóricas específicas da antropologia e sociologia da saúde. Os discentes adquirem assim os conceitos básicos e um campo de reflexão mais vasto para a abordagem da problemática da saúde.
Unidade 2 – O seu conteúdo contempla os grandes temas que tratam a relação entre o corpo, a doença, a prática médica e as expressões socioculturais e emocionais.
Unidade 3 – O seu conteúdo transmite aos discentes os principais problemas que enfrenta a sociedade na sua relação com a saúde nas Instituições médicas. Tem-se em particular atenção a influência das estruturas sociais, bem como a experiência vivida da doença.
Unidade 4 – O seu conteúdo dará atenção às teorias que informam os sistemas de saúde e às politicas sociais de acesso à saúde.
Unidade 5 – Esta unidade ajuda os discentes a ter uma análise crítica à organização institucional da saúde, desde as estruturas hospitalares às profissões que actuam no campo sanitário.
Metodologias de Ensino (Avaliação Incluída):
A metodologia de ensino incluirá exposição teórica, pesquisa, leitura e discussão de bibliografia específica bem como debates temáticos e reflexões críticas. A avaliação será contínua, baseando-se na realização da uma prova escrita de avaliação, na execução de um trabalho prático, na apresentação e discussão oral desse trabalho, assim como na pontualidade e a assiduidade do aluno.
Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objectivos de Aprendizagem da Unidade Curricular:
Unidade 1- Exposição teórica de conteúdos caracterizadores da área de trabalho; Debate individual e em grupo de casos para distintas problemáticas da saúde. Unidade 2 - Exposição teórica de conteúdos para caracterização de cada temática. Discussão e apresentação oral de fichas de leitura. Integrar exemplos e situações que esclareçam os assuntos em análise. Revelar capacidade de comunicação oral e escrita dos conteúdos trabalhados Unidade 3 – Exposição teórica de conteúdos para caracterização de cada temática. Discussão e apresentação oral de fichas de leitura. Integrar exemplos e situações que esclareçam os assuntos em análise. Revelar capacidade de comunicação oral e escrita dos conteúdos trabalhados Unidade 4 – Exposição teórica de conteúdos para caracterização de cada temática. Discussão e apresentação oral de fichas de leitura. Integrar exemplos e situações que esclareçam os assuntos em análise. Revelar capacidade de comunicação oral e escrita dos conteúdos trabalhados Unidade 5 – Exposição teórica de conteúdos para caracterização de cada temática. Discussão e apresentação oral de fichas de leitura. Integrar exemplos e situações que esclareçam os assuntos em análise. Revelar capacidade de comunicação oral e escrita dos conteúdos trabalhados.
Bibliografia:
ABREU, W.C. (2003). Saúde, doença e diversidade cultural. Lisboa: Piaget
ALVES, F. (2013), Saúde, Medicina e Sociedade. Uma visão sociológica, Lisboa, Pactor.
BARROS, P. (2013), Pela sua Saúde, Lisboa. Lisboa: Fundação Francisco Manuel dos Santos.
BISSONNETTE, L. et al. (2012). Neighbourhoods and potential access to health care: The role of spatial and aspatial factors. Health & Place 18: 841–853.
Campelo, A.(2020). Preschool Children’s Emotional Understanding of Death: A Forgotten Dimension. Acta Médica Portuguesa, Vol. 33 (10), pp. 649-656.
- 2020. Como se faz o corpo. A construção da Antropologia: da antropologia física à antropologia da saúde.In V.O. Jorge (Coord,). Modos de Fazer / Ways of Making. Porto: Universidade do Porto - CITCEM. pp. 137-158.
- 2016. "Da mortificação do corpo sadio, à exibição do corpo monstruoso.", A Falar de Viana 5, 5: 137 - 149.
Varela, R. (2019). História do Serviço Nacional de saúde em Portugal. Lisboa. ED. Âncora.
Docente (* Responsável):
Álvaro Campelo (campelo@ufp.edu.pt)