Unidade Curricular:Código:
Plano Gerontológico1006PGER
Ano:Nível:Curso:Créditos:
2CTSPGerontologia e Intervenção Comunitária5 ects
Período Lectivo:Língua de Instrução:Nº Horas:
Primeiro SemestrePortuguês/Inglês65
Objectivos de Aprendizagem:
Familiarizar os alunos com as etapas de um plano gerontológico.
Promover a análise crítica de planos e elaboração de planos gerontológicos.
Integrar equipas de definição e implementação de planos gerontológicos a partir de realidades das pessoas idosas, das suas famílias e das suas comunidades.
Conteúdos Programáticos:
I Diagnóstico de necessidades
1.1. Descrição diacrónica e prospectiva da subpopulação idosa.
1.2. Oferta pública/privada instituições para pessoas idosas.
1.3. Necessidades, expectativas e interesses das pessoas idosas.
II. Definição de estratégias e prioridades
2.1. Locus causal nas pessoas idosas, instituições, famílias e comunidades.
III. Medidas promotoras de bem-estar.
3.1. Programas de promoção educativa e de acesso à sociedade do conhecimento.
3.2. Programas de atividade física e desporto; de intervenção na capacidade e eficácia do sistema de cuidados, de luta contra as condições de pobreza crónica das pessoas idosas e de conservação do património cultural e da memória coletiva das comunidades.
Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objectivos da Unidade Curricular:
Na proposta "familiarizar os estudantes com as fases do plano gerontológico" temos os pontos I e II com a definição, estratégias e descrição dos passos para a elaboração do plano gerontológico.
"Promover a análise crítica de planos e elaboração de planos gerontológicos" temos, também, os pontos I e II com a análise crítica da operacionalização dos conceitos e definições.
"Integrar equipas de definição e implementação de planos gerontológicos a partir de realidades das pessoas idosas, das suas famílias e das suas comunidades" será alcançado com trabalhos de grupo dos alunos com a participação de instituições com programas para as pessoas idosas e prossigam as orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS). Promover-se-à uma aula aberta sobre Plano Gerontológico com o testemunho de instituições do Gande Porto.
Metodologias de Ensino (Avaliação Incluída):
A metodologia utilizada assenta no paradigma ensino-aprendizagem com o método participativo em sala de aula com exposição pelo professor de conceitos básicos e discussão e análise em grupo de temas constantes no programa.
A avaliação distribui-se por 50% em teste de conhecimentos, individual e presencial, em sala de aula e 50% em trabalhos de grupo com apresentação e debate em sala de aula com a presença de professor e alunos. Os temas a trabalhar em grupo são recenseados pelo professor em concordância com o conteúdo programático desta unidade curricular.
As datas de avaliação individual e em grupo são acordadas no início do semestre.
Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objectivos de Aprendizagem da Unidade Curricular:
O método expositivo permite integrar os alunos na compreensão das conceções de plano gerontológico, diagnóstico de necessidades, definição de estratégias e necessidades, comunidade e programas de apoio. O método de trabalho em grupo com a supervisão do professor permite aos alunos analisar e debater a urgência de um diagnóstico de necessidades e expectativas de pessoas através de uma aproximação às pessoas, envolvendo-as nesse processo.
Bibliografia:
GONÇALVES, Daniela et al (2006). "Promoção da qualidade de vida dos idosos portugueses através da continuidade de tarefas produtivas", Psicologia, Saúde e Doença, 7(1), pp137-143.
VAZ, Ester (2008). A Velhice na Primeira Pessoa. Penafiel: Editorial Novembro.
OMS (2007). Guia Global das Cidades Amigas das Pessoas Idosas.
APP – Associação Portuguesa de Psicogerontologia, ICBAS Universidade do Porto.
Docente (* Responsável):
Ester Vaz (estervaz@ufp.edu.pt)