Unidade Curricular:Código:
Motricidade Humana1025MHUM
Ano:Nível:Curso:Créditos:
2LicenciaturaFisioterapia5 ects
Período Lectivo:Língua de Instrução:Nº Horas:
Primeiro SemestrePortuguês65
Objectivos de Aprendizagem:
Esta unidade curricular tem por objetivo proporcionar conhecimentos sobre o funcionamento normal das estruturas constituintes do aparelho locomotor. O aluno deverá adquirir e demonstrar conhecimentos de Cinesiologia, ser capaz de executar uma análise cinética e cinemática completa do movimento humano e integrar esse conhecimento sob a forma de um raciocínio clínico adequado de modo a identificar padrões de movimento normais e patológicos.
Conteúdos Programáticos:
Componente Teórica
1. Noções elementares de cinesiologia
2. Sistema ósseo
3. Articulações
4. O músculo esquelético
5. Cinesiologia segmentar – Biomecânica do membro superior:
6. Cinesiologia segmentar – Biomecânica da coluna vertebral:
7. Cinesiologia segmentar – Cintura escapular e pélvica
8. Cinesiologia segmentar – Biomecânica do membro inferior:
9. Controlo neuromotor do movimento
Prática
1. Introdução à cinesiologia
2. A artrologia na cinesiologia
3. A miologia na cinesiologia
4. Estratégias e instrumentos de análise cinemática
5. Identificação das estruturas, desequilíbrios musculares e análise cinemática da, glenoumeral, cotovelo, punho, mão, escápula, coluna vertebral, cintura pélvica, anca, joelho, tornozelo, pé e análise da marcha
Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objectivos da Unidade Curricular:
Teórica: Os conceitos de Miologia, Artrologia, Anatomia e Biomecânica são integrados no estudo do movimento humano através do desenvolvimento dos conceitos de Cinesiologia, possibilitando que os alunos desenvolvam a capacidade de compreender as diferenças entre o movimento normal e o movimento patológico dos diferentes segmentos corporais.
Prática: A demonstração prática e o treino das diferentes técnicas de técnicas de palpação, avaliação e de análise cinesiológica usadas na prática fisioterapia, permite aos alunos desenvolver capacidades de análise cinética e cinemática do movimento humano e integrar esse conhecimento sob a forma de um raciocínio clínico adequado, permitindo que o aluno desenvolva a capacidade de posteriormente distinguir em contextos reais, padrões de movimento funcionais de patológicos
Metodologias de Ensino (Avaliação Incluída):
A nota final será calculada tendo em conta 50% da nota final teórica e 50% da nota final da componente prática.A avaliação será continua compreendendo momentos formais de avaliação teórico-pratica.
Teórica: Compreende aulas expositivas e/ou em formato de discussão com a apresentação de estudos de caso. A avaliação compreende duas provas escritas (50%+50%) onde são avaliados terminologia e conceitos teóricos na Cinesiologia.
Prática: Compreende aulas demonstrativas e prática repetida das técnicas de palpação, avaliação e de análise cinesiológica usadas na prática fisioterapia. A avaliação compreende duas provas práticas (50% + 50%) com casos clínicos enquadrados em diferentes contextos.
Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objectivos de Aprendizagem da Unidade Curricular:
Teórica: Os diferentes temas e a apresentação de estudos de caso na aula serão transmitidas de forma expositiva e/ou em formato de discussão de modo a permitir a aquisição, por parte do aluno, de conhecimentos teóricos, princípios e terminologias integrados no estudo da Cinesiologia. Prática: Os temas abordados na aula serão expostos de forma demonstrativa e repetidamente praticados de modo que os alunos sejam capazes de executar uma análise cinética e cinemática do movimento humano e integrar esse conhecimento sob a forma de um raciocínio clínico adequado, permitindo que o aluno desenvolva a capacidade de posteriormente distinguir em contextos reais, padrões de movimento funcionais de patológicos.
Bibliografia:
1. Muscolino, JE. (2011). Kinesiology: The Skeletal System and Muscle Function. 2ª ed, Elsevier Mosby.
2. Lippert, L. (2003). Cinesiologia clínica para fisioterapeutas. 3ª ed, Guanabara. Rio de Janeiro.
3. Voight, M. et al. (2007).Musculoskeletal interventions: Techniques for therapeutic exercise. McGraw-Hill.
4. Kapandji , IA. (1997). Physiologie articulaire, Volume I, II e III. 5ª ed, Manoile..
5. Tixa, S. (2000). Atlas de anatomia palpatória do pescoço, do tronco e do membro superior. 1ª ed, Manole
6. Tixa, S. (2000). Atlas de anatomia palpatória do membro inferior. 1ª ed, Manole.
7. Knudson, DV e Morrison, CS. (2002). Qualitative analysis of human movement. 2ª ed, Human Kinetics.
Docente (* Responsável):
Adérito Seixas (aderito@ufp.edu.pt)
Andrea Ribeiro (andrear@ufp.edu.pt)
José Lumini de Oliveira (joselo@ufp.edu.pt)