Unidade Curricular:Código:
Ética em Segurança e Saúde no Trabalho1013ESST
Ano:Nível:Curso:Créditos:
1Pós-GraduaçãoEnfermagem do Trabalho2 ects
Período Lectivo:Língua de Instrução:Nº Horas:
Segundo SemestrePortuguês/Inglês26
Objectivos de Aprendizagem:
• Contribuir para sensibilizar os alunos para a problemática global da Saúde Ocupacional;
• Refletir sobre as exigências éticas e deontológicas em enfermagem do trabalho: colaboradores, família, seus colegas de trabalho, e a própria organização do trabalho e da empresa.
Competências:
• Conhecer e identificar os deveres e aspetos éticos inerentes à enfermagem do trabalho;
• Demonstrar competências éticas e juízos morais ponderados na resolução de problemas;
• Estruturar os conhecimentos referidos a um conjunto de passos, regras e ações dirigidas para a resolução de dilemas éticos e processo de tomada de decisão.
Conteúdos Programáticos:
Natureza e fundamentos da Ética em enfermagem do trabalho:
• Introdução histórica e tematização da Ética, Moral, Deontologia bioética .
• Bioética e teoria Principialista e Consentimento Informado esclarecido e livre
• Ética em Enfermagem do trabalho: discussão dos principais problemas – dilemas e conflitos em enfermagem do trabalho: Segredo Profissional: Privacidade e Confidencialidade
• Ética na Tomada de Decisões
• Responsabilidade social das empresas
Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objectivos da Unidade Curricular:
Compreender a dimensão ética no exercício da enfermagem do trabalho e desenvolver o agir ético, pressupõe conhecer a Natureza e fundamentos da Ética em enfermagem. Refletir sobre as exigências éticas e deontológicas em enfermagem do trabalho: colaboradores, família, seus colegas de trabalho, e a própria organização do trabalho e da empresa, implica conhecer os Princípios e teoria ética em cuidados de saúde. Conhecer as exigências éticas e deontológicas em relação aos colaboradores/família, empresa, seus colegas de trabalho, pressupõe conhecer a própria organização, e a Prática profissional, Ética e Legal da enfermagem nacional e internacional e refletir sobre aspetos bioético.
Metodologias de Ensino (Avaliação Incluída):
A metodologia de ensino utilizada será ativa centrada no contínuo do desenvolvimento das competências ético /legais da enfermagem do trabalho. Exposição orientadora por parte do professor dos conteúdos programáticos; debate e reflexão de artigos, e casos práticos vivenciados pelos estudantes na sua prática, com discussão argumentada dos problemas por estes levantados.
A avaliação consiste na realização de um trabalho individual/grupo que aborde uma reflexão sobre as questões ética/dilemas que identificam no seu local de trabalho.
O resultado da avaliação traduzir-se-á numa classificação numa escala de zero a vinte valores e o aluno é considerado aprovado com a classificação igual ou superior a 10 (dez) valores.
A NOTA FINAL da disciplina reflete apenas a avaliação do trabalho escrito.
Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objectivos de Aprendizagem da Unidade Curricular:
Desenvolver o agir ético e a aquisição de competências implica a análise, discussão e reflexão de casos, pelos estudantes, com a colaboração / orientação do professor, pelo que se exige uma participação ativa e empenhada dos estudantes, incluindo o recurso à leitura e análise individual de artigos e casos práticos. Para além da experiência vivencial no Serviço, são ministrados aulas e Seminários: discussão preparada e orientada de temas específicos, colocados pelos estudantes, com a participação de docente e discentes; Trabalhos de Grupo: atividade pedagógica de análise e resolução de problemas identificados no local de trabalho.
Bibliografia:
• Archer, Luís; Biscaia, Jorge; Osswald, Walter, (coord.). (1996). Bioética. Editorial Verbo, Lisboa, São Paulo: Verbo.
• Archer, Luís; Biscaia, Jorge, et al. (2001). Novos Desafios à Bioética, Porto Editora.
• Beauchamp, T.L. & Childress, J.F. (2002). Princípios de Ética Biomédica. (4 ed.) São Paulo: Edições Loyola.
• Cabral, R. (1996). “Os princípios de autonomia, beneficência, não-maleficência e justiça”, in: Archer, L., Biscaia, J. & Osswald, W. Bioética. Lisboa: Ed. Verbo, pp. 53-58.
• Dias M., Carlos de (2003). Consentimento Informado. Coimbra. Ed. Formasau, pp7-13
• Nunes, L. (2011). Ética de Enfermagem. Fundamentos e horizontes. Loures: Lusociência
• Ordem do Enfermeiros (2005). Código Deontológico do Enfermeiro: Dos Comentários à análise de casos. Lisboa
Docente (* Responsável):
Teresa Brandão (teresa@ufp.edu.pt)