Unidade Curricular:Código:
Novos Sistemas Terapêuticos843NSTR
Ano:Nível:Curso:Créditos:
5Ciclo IntegradoCiências Farmacêuticas5 ects
Período Lectivo:Língua de Instrução:Nº Horas:
Primeiro SemestrePortuguês/Inglês65
Objectivos de Aprendizagem:
Tendo em conta o grande desenvolvimento de novos sistemas terapêuticos dos últimos anos, esta Unidade Curricular (UC) tem como objectivo fornecer aos alunos conhecimentos fundamentais relativos às novas formas farmacêuticas para administração de fármacos.
No final da UC o aluno deverá: Compreender as limitações das formas farmacêuticas convencionais; Perceber a necessidade de desenvolver estratégias para promover a biodisponibilidade de novos fármacos; Distinguir os diferentes tipos de formas e estratégias de libertação modificada; Conhecer vários sistemas de encapsulação de substâncias activas; Identificar e caracterizar diferentes sistemas coloidais: Lipossomas; Micelas; Nanoemulsões; Nanopartículas Poliméricas, Lipídicas, Proteicas e Metálicas; Nanocristais de fármaco; Dendrimeros e Fulerenos; Conhecer as vantagens e limitações dos novos sistemas terapêuticos para aplicação clínica; Desenvolver capacidades de preparação laboratorial das referidas formas farmacêuticas.
Conteúdos Programáticos:
Unidades Lectivas 1 e 2
1. Introdução aos novos sistemas terapêuticos
1.1. Limitações das formas farmacêuticas convencionais
1.2. Estratégias para promover a biodisponibilidade
1.3. Vias de Administração
2. Sistemas de libertação modificada
2.1. Sistemas de encapsulação de substâncias activas
2.1.1. Micropartículas
2.1.2. Sistemas coloidais: Lipossomas; Micelas; Micro e nanoemulsões; Nanopartículas poliméricas, lipídicas, proteicas e metálicas; Nanocristais de fármaco; Dendrimeros; Fulerenos
4. Métodos de caracterização de nanossistemas
5. Outras estratégias de libertação modificada: Polímeros inteligentes; Ciclodextrinas; Pró-fármacos
6. Formas farmacêuticas de libertação modificada
Unidade Lectiva 3
1. Pesquisa bibliográfica relativa a uma novo sistema farmacêutico para a administração de fármacos.
2. Apresentação oral dos trabalhos de pesquisa.
3. Preparação de sistemas à base de nanopartículas lipídicas.
4. Preparação de comprimidos de libertação modificada.
Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objectivos da Unidade Curricular:
Os alunos deverão adquirir conhecimentos relativos aos novos sistemas terapêuticos e à importância do seu desenvolvimento, tendo em conta a realidade clínica actual, no que diz respeito às novas moléculas de fármacos. Será explicada a necessidade de desenvolver novos sistemas de administração de fármacos, tendo em conta as limitações das formas farmacêuticas convencionais.
Os alunos serão ainda incentivados a aprofundar os conhecimentos sobre as novas formas farmacêuticas para a administração de fármacos, dando-se especial enfase às formas farmacêuticas que já se encontram na prática clínica ou em ensaios clínicos, através de pesquisa bibliográfica.
Metodologias de Ensino (Avaliação Incluída):
A avaliação da componente teórica compreende a execução de dois testes escritos. A classificação final será calculada através da média ponderada das classificações obtidas nos dois testes escritos (2 ECTS). A nota mínima para aprovação é 9,5 valores.
Para que o aluno possa ser avaliado à componente teórica da UC, deverá comparecer a 50% das aulas.
A avaliação da componente laboratorial compreende: a avaliação contínua da execução autónoma dos trabalhos teórico-práticos e laboratoriais (20%); a execução de um teste escrito (40%); a apresentação oral de um trabalho de pesquisa bibliográfica (40%).
A nota mínima para aprovação à componente laboratorial da UC é de 9,5 valores (2 ECTS).
Para que o aluno possa ser avaliado à UC, deverá comparecer a 80% das aulas laboratoriais.
A aprovação à UC será obtida através da média ponderada (superior a 10 valores) das componentes teórica (80%) e laboratorial (20%).
Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objectivos de Aprendizagem da Unidade Curricular:
As aulas teóricas serão leccionadas utilizando o método de ensino expositivo e interrogativo. Os conteúdos programáticos das unidades lectivas 1 e 2 serão apresentados de forma descritiva, tendo como suporte a apresentação de diapositivos. As aulas teórico-práticas e laboratoriais serão leccionadas utilizando o método demonstrativo e a execução de trabalhos experimentais, relacionados com os temas abordados nas aulas teóricas. O docente esclarecerá as dúvidas existentes e orientará o estudo do aluno. A avaliação da unidade curricular (UC) será efectuada de acordo com o regime geral de avaliação do Regulamento Pedagógico da UFP em vigor. Os conhecimentos adquiridos pelo aluno serão verificados através da avaliação da componente teórica e da componente laboratorial da UC. A todas as actividades com natureza avaliativa serão atribuídos créditos (ECTS) devidamente proporcionais ao número de créditos totais da UC. Os ECTS previstos para o trabalho e estudo pessoal do aluno só lhe serão integralmente atribuídos, ou não, em função do desempenho demonstrado pelo aluno, nomeadamente no que respeita à aquisição de conhecimentos e competências visadas pela UC.
Bibliografia:
1. Souto, E.B. and Lopes, C.M., Novas Formas Farmacêuticas para Administração de Fármacos, Fundação Fernando Pessoa, 2011
2. Farmacopeia Portuguesa 9, 2008
3. Silva, A.C., et al. (2012). Curr Med Chem, 19 (26): 4495 - 4510
4. Silva, A.C., et al. (2013). Curr Pharm Des, 19 (41):7185-95.
5. Silva, A.C., et al. (2015). Curr Drug Metabol, 16 (1): 3-16
6. Silva, A.C., et al. (2015). Curr Pharm Biotech 16 (4): 291-302
7. Silva, A.C., et al. (2015). Curr Pharm Biotech 16 (11): 940-954
8. Silva, A.C., et al. (2015). Curr Pharm Biotech, 16 (11): 955-965
9. Duncan, R. and Gaspar, R. (2011). Molecular Pharm, 8 (6): 2101–2141
10. Sonke Svenson (2014).WIR: Nanomed Nanobiotech
12. Matthias Wacker (2013). Int J Pharm, 457: 50-62
13. Weissig, V. et al. (2014), Int J Nanomed, 9: 4357–4373
14. Chen, H. et al. (2011). Drug Discov Today, 16: 354-360
15. http://www.fda.gov/ForConsumers/default.htm
16. https://www.edqm.eu/en/european-pharmacopoeia-8th-edition-1563.html
17. www.malvern.com
Docente (* Responsável):
Ana Catarina da Silva (acsilva@ufp.edu.pt)