Unidade Curricular:Código:
Farmácia Galénica844FGAL
Ano:Nível:Curso:Créditos:
2Ciclo IntegradoCiências Farmacêuticas5 ects
Período Lectivo:Língua de Instrução:Nº Horas:
Segundo SemestrePortuguês/Inglês65
Objectivos de Aprendizagem:
No final da Unidade Curricular (UC) o aluno deverá:
- Estar familiarizado com as terminologias usadas em Farmácia Galénica e Tecnologia Farmacêutica.
- Saber a definição de Medicamento, a sua composição e formulação, bem como todos os termos relacionados.
- Conhecer a bibliografia usada em Tecnologia Farmacêutica.
- Distinguir os diferentes tipos de Formas Farmacêuticas, de acordo com a classificação da Farmacopeia Portuguesa 9.
- Interpretar a legislação que regula a prescrição e preparação de Medicamentos Manipulados.
- Distinguir Medicamentos de acção tópica e de acção geral.
- Identificar as diferentes vias de administração de Medicamentos e conhecer os conceitos de dosagem e posologia.
- Saber preencher a Ficha de Preparação de Medicamentos Manipulados.
- Executar correctamente, ao nível laboratorial, operações farmacêuticas básicas, relacionadas com sólidos e líquidos.
Conteúdos Programáticos:
Unidades Lectivas 1 e 2: Aulas teóricas
1. Introdução à Farmácia Galénica
2. O Medicamento
2.1. Definições e conceitos
2.2. Composição
2.3. Formulação
3. Bibliografia usada em Tecnologia Farmacêutica
3.1. Farmacopeias
3.2. Formulários
3.3. Outros livros de consulta
3.4. Websites de referência
4. Forma Farmacêutica
4.1. Definição
4.2. Classificação das Formas Farmacêuticas de acordo com a Farmacopeia Portuguesa 9
5. Análise da legislação que regula a prescrição e a preparação de Medicamentos Manipulados
6. Administração de Medicamentos
6.1. Medicamentos tópicos e locais
6.2. Medicamentos de acção geral
6.3. Vias de administração
6.4. Dosagem e posologia
Unidade Lectiva 3
Aulas teórico-práticas:
1. Farmacopeia Portuguesa 9
2. Formulário Galénico Português
3. Cálculos farmacêuticos
Aulas laboratoriais:
1. Operações farmacêuticas
1.1. Sólidos: pesagem, mistura, pulverização, tamisação e acondicionamento.
1.2. Líquidos: medição, dissolução e filtração.
Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objectivos da Unidade Curricular:
As aulas teóricas e teórico-práticas serão leccionadas utilizando o método expositivo e interrogativo. Os conteúdos programáticos serão apresentados de forma descritiva, tendo como suporte a apresentação de diapositivos. As aulas laboratoriais serão leccionadas utilizando o método demonstrativo e a execução de trabalhos experimentais, relacionados com temas das aulas teóricas.
O docente esclarecerá as dúvidas existentes e orientará o estudo dos alunos.
A avaliação será efectuada de acordo com o Regulamento Pedagógico da UFP.
Os conhecimentos adquiridos pelo aluno serão verificados através da avaliação das componentes teórica e laboratorial. São atribuídos créditos (ECTS) a todas as avaliações, devidamente proporcionais ao número de créditos totais. Os ECTS previstos para o trabalho e estudo do aluno só lhe serão integralmente atribuídos, ou não, em função do desempenho demonstrado, nomeadamente no que respeita à aquisição de conhecimentos e competências visadas.
Metodologias de Ensino (Avaliação Incluída):
A avaliação da componente teórica compreende a execução de dois testes escritos. A classificação final será calculada através da média ponderada das classificações obtidas nos dois testes escritos (2 ECTS). A nota mínima para aprovação é 9,5 valores.
Para que o aluno possa ser avaliado à componente teórica da UC, deverá comparecer a 50% das aulas.
A avaliação da componente laboratorial compreende: a avaliação contínua da execução autónoma dos trabalhos teórico-práticos e laboratoriais (50%); a execução de um teste escrito (50%).
A nota mínima para aprovação à componente laboratorial da UC é de 9,5 valores (2 ECTS).
Para que o aluno possa ser avaliado à UC, deverá comparecer a 80% das aulas laboratoriais.
A aprovação à UC será obtida através da média ponderada (superior a 10 valores) das componentes teórica (70%) e laboratorial (30%).
Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objectivos de Aprendizagem da Unidade Curricular:
As aulas teóricas serão leccionadas utilizando o método de ensino expositivo e interrogativo. Os conteúdos programáticos das unidades lectivas 1 e 2 serão apresentados de forma descritiva, tendo como suporte a apresentação de diapositivos. As aulas teórico-práticas e laboratoriais serão leccionadas utilizando o método demonstrativo e a execução de trabalhos experimentais, relacionados com os temas abordados nas aulas teóricas. O docente esclarecerá as dúvidas existentes e orientará o estudo do aluno. A avaliação da unidade curricular (UC) será efectuada de acordo com o regime geral de avaliação do Regulamento Pedagógico da UFP em vigor. Os conhecimentos adquiridos pelo aluno serão verificados através da avaliação da componente teórica e da componente laboratorial da UC. A todas as actividades com natureza avaliativa serão atribuídos créditos (ECTS) devidamente proporcionais ao número de créditos totais da UC. Os ECTS previstos para o trabalho e estudo pessoal do aluno só lhe serão integralmente atribuídos, ou não, em função do desempenho demonstrado pelo aluno, nomeadamente no que respeita à aquisição de conhecimentos e competências visadas pela UC. As aulas teóricas serão leccionadas utilizando o método de ensino expositivo e interrogativo. Os conteúdos programáticos das unidades lectivas 1 e 2 serão apresentados de forma descritiva, tendo como suporte a apresentação de diapositivos. As aulas teórico-práticas e laboratoriais serão leccionadas utilizando o método demonstrativo e a execução de trabalhos experimentais, relacionados com os temas abordados nas aulas teóricas. O docente esclarecerá as dúvidas existentes e orientará o estudo do aluno. A avaliação da unidade curricular (UC) será efectuada de acordo com o regime geral de avaliação do Regulamento Pedagógico da UFP em vigor. Os conhecimentos adquiridos pelo aluno serão verificados através da avaliação da componente teórica e da componente laboratorial da UC. A todas as actividades com natureza avaliativa serão atribuídos créditos (ECTS) devidamente proporcionais ao número de créditos totais da UC. Os ECTS previstos para o trabalho e estudo pessoal do aluno só lhe serão integralmente atribuídos, ou não, em função do desempenho demonstrado pelo aluno, nomeadamente no que respeita à aquisição de conhecimentos e competências visadas pela UC.
Bibliografia:
1. Instituto Nacional da Farmácia e do Medicamento e Ministério da Saúde, Farmacopeia Portuguesa 9, 2008.
2. Associação Nacional das Farmácias – CETMED, Formulário Galénico Português. Lisboa, edição de 2001 e actualização/ampliação de 2005 (www.anfonline.pt).
3. Prista, L.N., Correia Alves, A., Moragdp, R. Tecnologia Farmacêutica, 8ª edição, Vol. I, Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, 2011; ISBN 978-972-31-0975-7.
4. Trillo, C.F. Tratado de Farmacia Galénica, 1ª edição; Luzán 5, S.A., Madrid; 1993; ISBN 97884798901000.
5. Vila Jato, J.L. Tecnologia Farmacêutica, Vol. I e II; Editorial Síntesis, S.A., Madrid, 1997; ISBN 9788477385387.
6. Lachman, L., Lieberman, H.A. Teoria e Prática na Indústria Farmacêutica, Vol. I Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, 2001; ISBN 972-31-0908-5.
7. Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde (www.infarmed.pt).
Docente (* Responsável):
Ana Catarina da Silva (acsilva@ufp.edu.pt)