Unidade Curricular:Código:
Bacteriologia844BACT
Ano:Nível:Curso:Créditos:
3Ciclo IntegradoCiências Farmacêuticas6 ects
Período Lectivo:Língua de Instrução:Nº Horas:
Segundo SemestrePortuguês/Inglês78
Objectivos de Aprendizagem:
Aquisição de competências que permitam reconhecer aspectos gerais das doenças infecciosas de origem bacteriana, o seu modo de disseminação, controlo, profilaxia, diagnóstico laboratorial e tratamento. Será dada particular relevância às infecções bacterianas emergentes e aos grupos bacterianos que exibem resistência a múltiplos antibióticos, abordando-se também as novas moléculas do armamentário terapêutico.
Conteúdos Programáticos:
AULAS TEÓRICAS
I-Conceitos sobre doenças infecciosas
II-Estudo das principais bactérias causadoras de infecção humana (características patogénicas, epidemiológicas, morfológicas, fisiológicas, bioquímicas; identificação laboratorial, controlo e tratamento):
Staphylococcus sp
Streptococcus sp, Enterococcus sp
Corynebacterium sp, Listeria sp, Gardnerella sp
Bacillus sp
Mycobacterium sp
Neisseria sp
Haemophilus sp
Bordetella sp
Legionella sp
Enterobacteriaceae
Vibrio sp, Aeromonas sp
Campylobacter sp, Helicobacter sp
Brucella sp
Pseudomonadaceae, Acinetobacter sp
Chlamydia sp
Mycoplasma sp, Ureaplasma sp
Spirochaetales
Rickettsiaceae
Anaeróbios
AULAS LABORATORIAIS
I-Manipulação de amostras clínicas
II-Diagnóstico laboratorial de infeções bacterianas
1.Processamento de amostras clínicas
2.Identificação de espécies de interesse clínico (métodos clássicos e moleculares)
III-Avaliação da susceptibilidade a antibióticos
IV-Breve introdução à deteção de bactérias patogénicas em alimentos
Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objectivos da Unidade Curricular:
Os conteúdos programáticos estão totalmente de acordo com os objetivos de aprendizagem da unidade curricular, uma vez que permitem ao estudante uma aquisição, integração e aplicação, de forma gradual e orientada, dos diversos conceitos, conhecimentos e metodologias fundamentais em Bacteriologia. A carga horária de cada um dos conteúdos está também adequada à aquisição dos conhecimentos e competências pelo estudante. Desta forma, o estudante deverá ser capaz de atingir os objectivos de aprendizagem definidos anteriormente.
Metodologias de Ensino (Avaliação Incluída):
Forma de execução pedagógica das aulas teóricas: exposição dos conceitos teóricos relevantes em sala de aula, aplicação prática de conceitos, orientação do estudo autónomo dos estudantes por consulta da bibliografia recomendada. Debate sobre questões pertinentes relacionadas com os conteúdos expostos.
Forma de execução pedagógica das aulas prático-laboratoriais: preparação, execução e discussão de resultados dos protocolos laboratoriais previstos que reforçam a aprendizagem teórica.
A avaliação segue o determinado na Normativa Académica de funcionamento das Licenciaturas e Mestrados Integrados da UFP.
Avaliação contínua [incluindo: i) duas provas de avaliação teórica escritas e trabalho individual do estudante, onde se enquadram resoluções de casos clínicos ou aprofundamento de conhecimentos através de pesquisa (componente teórica); ii) duas provas de avaliação prático-laboratoriais e desempenho do estudante em ambiente laboratorial (componente prático-laboratorial)].
Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objectivos de Aprendizagem da Unidade Curricular:
As metodologias de ensino (exposição teórica, debate, aplicação prática de conceitos e orientação do estudo autónomo e trabalho laboratorial) estão totalmente de acordo com os objetivos da unidade curricular, uma vez que permitem uma aquisição, reflexão, integração e aplicação graduais dos conhecimentos técnico-científicos. A carga horária de cada um dos conteúdos está também adequada ao cumprimento dos objectivos pretendidos. A manipulação de amostras clínicas em ambiente laboratorial com a finalidade de identificar e caracterizar espécies bacterianas causadoras de infecção reforça os conhecimentos adquiridos sobre tópicos específicos da componente teórica, através da experimentação científica, e reforça a aquisição de competências. A constante interação entre o docente e o estudante nas aulas de exposição e em sessões tutoriais e períodos de atendimento individual (em que o acompanhamento do estudante é feito de acordo com as suas necessidades e características individuais), permitirão a adequação do estudante aos objectivos propostos. As provas de avaliação serão importantes para avaliar o conhecimento e competências técnico-científicas individuais, permitindo confirmar o cumprimento dos objectivos propostos. A resolução de casos clínicos, o aprofundamento de conhecimentos através de pesquisa ou a aplicação de conhecimentos adquiridos a situações já conhecidas, contribuirão para estimular a curiosidade científica, para promover a autonomia ao nível da pesquisa bibliográfica e gestão de referências, e para treinar competências de comunicação científica.
Bibliografia:
(1) Jorgensen, J. H., Pfaller, M. A., Carroll, K. C., Funke, G., Landry, M. L., Richter, S. S., Warnock, D. W. Manual of Clinical Microbiology- Volume 1. ASM Press, 2015 (11th edition).
(2) Barroso, H., Meliço-Silvestre, A., Taveira, N. Microbiologia Médica - Volume 1. Lidel, 2014.
(3) Sousa JC, Machado E, Novais C, Peixe L, Amorim J, Monteiro N. Antibióticos – Volume I. Edições UFP, 2016.
(4) Garcia, L. S. Clinical Microbiology Procedures Handbook, 3rd Edition. ASM Press, 2010 (3rd edition).
(5) Sousa, J. C., Cerqueira, F., Abreu, C. Microbiologia - Protocolos laboratoriais. Edições UFP, 2012 (2ª edição).
(6) Artigos científicos actuais.
Docente (* Responsável):
Amélia Assunção (assuncao@ufp.edu.pt)
João Carlos Sousa (jcsousa@ufp.edu.pt)