Unidade Curricular:Código:
Gramática da Comunicação e Terminologia Médica843GRC
Ano:Nível:Curso:Créditos:
1Ciclo IntegradoCiências Farmacêuticas3 ects
Período Lectivo:Língua de Instrução:Nº Horas:
Primeiro SemestrePortuguês/Inglês39
Objectivos de Aprendizagem:
Pretende-se que o aluno domine as técnicas de investigação e de produção com vista á correcta execução do trabalho científico e desenvolva competências estruturantes de natureza teórico-prática que lhe permitam conhecer e aplicar estruturas discursivas utilizáveis na sua área de formação.
Para dotar os alunos das competências específicas a desenvolver no âmbito desta unidade curricular, existe uma correspondência direta entre os conteúdos de cada capítulo lecionado e as competências específicas a desenvolver.
Esta unidade curricular visa dotar os futuros profissionais de saúde de conhecimentos básicos sobre terminologia em saúde, compreendendo a formação e o significado dos termos com os quais se irá deparar no exercício clínico.
Conteúdos Programáticos:
I – Metodologia do trabalho científico
1.O texto científico
1.1 – Bases de dados
1.2. Etapas de um trabalho científico
1.3. Recolha de informação
1.4. Normas para a elaboração de uma referência bibliográfica
1.5. Plano de trabalho e organização da informação recolhida
1.6. Redação (linguagem, citações, notas de rodapé)
2.A terminologia médica
2.1. Objeto, conceito, termo
2.2. Importância e características da terminologia médica
3. Termos médicos e respetivos constituintes
3.1. Tipos de termos médicos
3.2. Etimologia dos constituintes que integram os termos médicos
4. Processos de formação de palavras
Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objectivos da Unidade Curricular:
Os conteúdos programáticos incidem na eficaz aquisição e utilização da terminologia médica bem como na metodologia do trabalho científico com vista à produção textual.
Metodologias de Ensino (Avaliação Incluída):
Desenvolver-se-ão diferentes atividades de leitura, escrita, compreensão e produção discursivas inerentes ao desenvolvimento da competência de comunicação, direcionado para a área de formação dos alunos. Dar-se-á prioridade a atividades que instiguem a participação efetiva dos alunos, tais como trabalhos individuais, de pares e em grupo e a resolução de problemas práticos simulados tendo em conta as competências a desenvolver.
Avaliação
1 frequência e um trabalho escrito (50% + 50%).
Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objectivos de Aprendizagem da Unidade Curricular:
As metodologias propostas estão em coerência com os objetivos formulados para a unidade curricular dado que apostam no desenvolvimento de estudo orientado e na participação ativa do aluno de modo a que este experimente e adquira ferramentas que otimizem a sua expressão no campo da comunicação científica e da terminologia específica do curso. Pretende-se o desenvolvimento das capacidades produtivas, críticas, relacionais e avaliativas de questões gerais.
Bibliografia:
Cohen, B. J., & Jones, S. A. (2021). Medical Terminology: An Illustrated Guide: An Illustrated Guide. Jones & Bartlett Learning.
Dicionário de Termos Médicos (2020). https://www.infopedia.pt/dicionarios/termos-medicos
Dicionário de Língua Portuguesa (2020) https://www.infopedia.pt/dicionarios/lingua-portuguesa
Collins, C. Edward (2008). A Short Course in Medical Terminology. Philadelphia, Lippincott Williams &Wilkins.
Lopes, E. J. M. (2016). “Plágio”. In Dicionário Crime,Justiça e Sociedade. Lisboa: Sílabo: 362-364.
Manual de elaboração de trabalhos científicos daUniversidade Fernando Pessoa. [Em linha]. Disponível em http://ufp.ufp.pt.[Consultado em 11/09/2014].Pitney, W. P., J, M., S, P., K. (2020), Qualitative Research in the Health Professions. Chicago: Slack Incorporated.
Severino, A. (2000). Metodologia do trabalho científico. São Paulo, Cortez.
Docente (* Responsável):
Andreia Galhardo (galhardo@ufp.edu.pt)
Andreia Lima (amlima@ufp.edu.pt)
Manuela Guerra (mmguerra@ufp.edu.pt)
Renato Essenfelder (ressenfelder@ufp.edu.pt)