Unidade Curricular:Código:
Biologia Vegetal e Animal843BIVA
Ano:Nível:Curso:Créditos:
1Ciclo IntegradoCiências Farmacêuticas5 ects
Período Lectivo:Língua de Instrução:Nº Horas:
Segundo SemestrePortuguês/Inglês65
Objectivos de Aprendizagem:
Os alunos deverão ser capazes de identificar e descrever os diferentes constituintes das células animais e vegetais. Conseguir perceber a influência de certos factores externos, bem como da influência das diferentes hormonas vegetais no desenvolvimento da planta. Serão ainda abordadas as caraterísticas dos fungos, algas e líquens, bem como a sua importância a nível alimentar, industrial e patológica.
Pretende-se ainda alertar os alunos para alguns dos problemas ambientais e como isso afetará o planeta, dando a conhecer alterações que conduzirão a uma forma de vida mais sustentável.
Conteúdos Programáticos:
Teórica
1. Classificação dos seres vivos
2. Células animais vs células vegetais
3. Tecidos vegetais
3.1. Meristemas
3.2. Tecidos de preenchimento
3.3. Tecidos de sustentação;
3.4. Tecidos condutores;
3.5. Estruturas secretoras
4. Morfologia e anatomia dos órgãos vegetais
4.1. Raíz,
4.2. Caule;
4.3. Folha
4.4 Estruturas reprodutivas
5. Movimento de água e solutos nas plantas
6. Regulação do crescimento e desenvolvimento das plantas: hormonas vegetais
7. Metabolismos secundário
8. Fungos algas e líquens
8.1. Importância alimentar, industrial e patológica
9. Ecologia e sustentabilidade
PRÁTICA
1. Taxonomia
2. Fotossíntese e respiração celular
3. Pigmentos fotossintéticos
4. Vasos de condução/transporte nas plantas
5. Morfologia dos órgãos vegetais
6. Fungos, algas e líquens
Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objectivos da Unidade Curricular:
Componente teórica: Visam a aquisição do conhecimento técnico-científico geral e específico desta UC, bom nível de comunicação escrita e uma boa capacidade de relacionamento de conceitos.
Componente prática: Visam melhorar a compreensão e aprofundar o conhecimento técnico-científico do aluno sobre tópicos específicos do programa, bem como melhorar a capacidade de operacionalidade, quer nos processos de organização e execução do trabalho quer do raciocínio laboratorial.
Metodologias de Ensino (Avaliação Incluída):
Componente teórica (CT): Exposição, de forma descritiva e integrada, dos conceitos, teorias e mecanismos subjacentes aos conteúdos programáticos e de forma articulada com a bibliografia adotada. Aprovação À T: realização de dois testes escritos (classificação média de, pelo menos, 10/20 valores; 70% da nota final da UC).
Componente prática (CP): Execução e interpretação de protocolos laboratoriais. Observação de preparações permanentes, seguida de desenhos e discussão sobre a sua localização constituição e função. Aprovação à CP: 2 testes escritos (correspondendo a 80% da nota da CP), relatórios referentes às atividades práticas e apresentação oral de um trabalho de grupo - 20% da nota da CP. A CP tem uma ponderação de 30% na nota final. A média ponderada da CT com a CP só pode ser feita com nota mínima de 10 valores a cada componente.
Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objectivos de Aprendizagem da Unidade Curricular:
Componente teórica: Visam a aquisição do conhecimento técnico-científico geral e específico desta UC, bom nível de comunicação escrita e uma boa capacidade de relacionamento de conceitos. Componente prática: Visam melhorar a compreensão e aprofundar o conhecimento técnico-científico do aluno sobre tópicos específicos do programa, bem como melhorar a capacidade de operacionalidade, quer nos processos de organização e execução do trabalho quer do raciocínio laboratorial.
Bibliografia:
Alberts B, Johnson A, Lewis J, et al. (2002) Molecular Biology of the Cell 4th EDGarland Science; 2002
Azevedo C., Sunkel C.E. (2012) Biologia Celular e Molecular. 5ª Ed. Lidel
Lidon FJC, Gomes HP, Abrantes ACS. (2001) Anatomia e Morfologia Externa das Plantas Superiores. Lidel.
Lincoln T. (2002) Plant physiology. 3ª Ed Sunderland. Sinauer Associates.
Meyer B, Anderson D, Bohning R, Fratianne D (1973) Introdução à Fisiologia Vegetal. Fundação Calouste Gulbenkian.
Raven P.; Evert RF, Eichorn SR. (1999) Biology of plants. 6ªh Ed Freeman and Company
Taiz L, Zeiger E (2002) Plant Physiology. Sinauer Associates, Lda
Docente (* Responsável):
Henrique Silva (henriquesilva@ufp.edu.pt)
Rita Castro (ritac@ufp.edu.pt)
Sofia Pereira (sofia@ufp.edu.pt)