Unidade Curricular:Código:
Enfermagem de Urgência e Emergência I853EUE1
Ano:Nível:Curso:Créditos:
4LicenciaturaEnfermagem5 ects
Período Lectivo:Língua de Instrução:Nº Horas:
Primeiro SemestrePortuguês/Inglês65
Objectivos de Aprendizagem:
A)- Desenvolver conhecimentos que lhe permitam prestar cuidados de enfermagem com uma metodologia científica, no âmbito da urgência e emergência.
B) - Integrar conhecimentos e capacidades que lhes permitam, promover de forma contínua e dinâmica a qualidade dos cuidados de enfermagem no âmbito da urgência e emergência.
C) - Adquirir competências para identificar, planear, executar e avaliar os cuidados de enfermagem ao doente e família em contexto de urgência e emergência.
D) - Relacionar os conhecimentos adquiridos nas diferentes unidades curriculares.
E) - Fundamentar a reflexão sobre a humanização em urgência e emergência, no atendimento ao doente e família.
F) - Execução e interpretação dos métodos semiológicos especiais em urgência/emergência
Conteúdos Programáticos:
1. Conceitos em Enfermagem de Urgência / Emergência
1.1. Contextualização ao Serviço de Urgência
2. Enquadramento das Urgências / Emergências
2.1. Rede de Referenciação Hospitalar
2.2. Sistema Integrado de Emergência Médica
3. Fundamentos clínicos de enfermagem em Urgência / Emergência
3.1. Triagem
3.2. Avaliação do doente
3.3. Transporte aéreo e terrestre
3.4. Acesso vascular e colheitas de amostras
3.5. Controlo da dor
4. Monitorização do doente crítico
4.1. Elétrica
4.2. Hemodinâmica
4.3. Respiratória
5. Suporte Básico e Avançado de Vida
5.1. Via Aérea
5.2. Ritmos de paragem cardíaca
5.3. Desfibrilhadores e Pacemaker
5.4. Fármacos
5.5. Algoritmos
6. Emergências médicas
6.1. Respiratórias
6.2. Cardiovasculares
6.3. Choque
6.4. Neurológicas
6.5. Toxicológicas
6.6. Endócrinas
7. Abordagem do trauma agudo
7.1. Cerebral
7.2. Toraco-abdominal
7.3. Músculo-esquelético
7.4. Vertebro-medular
8. Emergências médico-cirúrgicas
9. Aspetos éticos
Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objectivos da Unidade Curricular:
Face ao conteúdo programático para atingimento dos objetivos o estudante deverá:
• Compreender os objetivos, conceitos e critérios considerados na definição da Rede de Referenciação Hospitalar de Urgência e Emergência;
• Recolher os dados objetivos e subjetivos relativos a cada doente por rotina, urgente e ou emergente;
• Adquirir conhecimentos do algoritmo de Suporte Básico e Avançado de Vida;
• Perceber a nomenclatura e a metodologia utilizada na triagem de Manchester;
• Conhecer as recomendações do Transporte do Doente Critico;
• Interpretação eletrocardiográfica;
• Integrar os cuidados de enfermagem imediatos a efetuar em situação de emergência respiratória, cardiovascular, neurológica, endócrina e toxicológica;
• Conhecer o tratamento e terapêutica em contexto de urgência e emergência prevenindo possíveis complicações e seu agravamento;
• Conhecer a abordagem inicial e as técnicas de imobilização adequadas ao mecanismo de lesão do politraumatizado.
Metodologias de Ensino (Avaliação Incluída):
Interrogativo, Expositivo e demonstrativo.
Exposição oral de conteúdos programáticos.
Metodologia ativa/participativa, com apoio de meios audiovisuais.
Trabalho de pesquisa bibliográfica com apoio do docente.
A avaliação contínua desta unidade curricular será expressa através de uma classificação na escala numérica inteira de 0 a 20 e será calculada através da seguinte expressão:Prevê a realização de dois exercícios escritos. Estas provas escritas, poderão ser constituída por questões de escolha múltipla, verdadeiros/falsos, correspondências, legendas, e de resposta curta, cotadas na totalidade para 20 valores e com a duração de 1,30 hora.
Nota Final = 90% das duas provas escritas de urgência /emergência, mais 10% interesse e participação individual, assiduidade, pontualidade e postura.
Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objectivos de Aprendizagem da Unidade Curricular:
A necessidade de analisar e refletir sobre conceitos novos implica a utilização de metodologias expositiva e interrogativa. E a demonstração de procedimentos possibilita a aquisição das técnicas indispensáveis à prática de Cuidados. A simulação de casos teórico-práticos e a aplicação do processo de enfermagem permite consolidar competências para a utilização do Processo de Enfermagem como metodologia científica de trabalho.
Bibliografia:
AEHLERT, B. (2007). “A.C.L.S. Emergências em Cardiologia: Suporte Avançado de Vida em Cardiologia, (3ª ed.). Rio de Janeiro, Elsevier; CARNEIRO, António; Neutel, Elisabete. (2011). “ Manual do Curso de Evidência na Emergência”, (4ª ed.). Porto, Reanima; Comité do P. T. L. S. da National Association of Emergency Médical Technicians et all. (2016).“Atendimento Pré- Hospitalar ao Traumatizado “, (8ª ed.) Rio de Janeiro, Elsevier; Conselho Português de Ressuscitação 2010 – Manual de suporte avançado de vida; MARQUES, António et all. (2010) – Triagem no Serviço de Urgência; Grupo de triagem de Manchester, (2º ed.); PONCE, P. e TEIXEIRA, J. (2006). “Manual de Urgências e Emergências”, Lisboa, Lidel PORTUGAl. Sociedade Portuguesa de Cuidados Intensivos et all.(2008). “Transportes de Doentes Críticos Recomendações”. Centro Editor Livreiro da Ordem dos Médicos; URDEN, L; STACY,K; LOUGH; M. (2008). “Enfermagem de Cuidados Intensivos. Diagnóstico e Intervenção”, (5ª ed), Loures, Lusodidacta
Docente (* Responsável):
Fernando Pereira (fpereira@ufp.edu.pt)
Luis Miguel Sousa (lmsousa@ufp.edu.pt)