Unidade Curricular:Código:
Bioquímica Fisiológica853BIFI
Ano:Nível:Curso:Créditos:
1LicenciaturaEnfermagem4 ects
Período Lectivo:Língua de Instrução:Nº Horas:
Primeiro SemestrePortuguês/Inglês52
Objectivos de Aprendizagem:
A unidade curricular visa o estudo dos principais processos metabólicos, assim como do relacionamento entre os órgãos envolvidos na manutenção do equilíbrio metabólico. É importante que os alunos assimilem os aspectos fundamentais da Bioquímica, e aprofundem os domínios particulares do metabolismo das principais biomoléculas e da bioquímica e fisiologia do sistema endócrino. Simultaneamente, pretendem-se introduzir algumas situações clínicas relacionadas com alterações nas vias metabólicas estudadas ou no sistema endócrino.
As competências desenvolvidas, tendo por base os objetivos da unidade curricular, vão ao encontro das competências definidas pelo Regulamento do Perfil de Competências do Enfermeiro de Cuidados Gerais, concretamente dos Critérios de Competência (20) a (25) do Domínio B de Prestação e Gestão de Cuidados.
Conteúdos Programáticos:
1. Metabolismo dos Hidratos de Carbono (Glicólise; Gluconeogénese; Via das pentoses fosfato; Ciclo de Krebs; Cadeia de transporte de electrões e Fosforilação oxidativa; Metabolismo do glicogénio; Doenças) 2. Metabolismo dos Lípidos (Oxidação e síntese de ácidos gordos; Lipogénese; Mobilização dos depósitos lipídicos; Corpos cetónicos; Metabolismo do colesterol; Lipoproteínas plasmáticas; Doenças) 3. Metabolismo dos Aminoácidos (Reações de transaminação e desaminação de aminoácidos; Ciclo da ureia; Síntese e degradação de aminoácidos; Doenças) 4. Interrelações Metabólicas 5. Digestão e Absorção Gastrointestinal 6. Sistema Endócrino
Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objectivos da Unidade Curricular:
Os conteúdos programáticos que integram a unidade curricular vão de encontro às necessidades que são estabelecidas nos objetivos. A unidade curricular visa o estudo dos principais processos metabólicos, assim como do relacionamento entre os órgãos envolvidos na manutenção do equilíbrio metabólico. Os alunos deverão ter capacidade de compreensão e aquisição de conhecimentos na área da Bioquímica estrutural e metabólica e do sistema endócrino.
Pretende-se também que os alunos adquiram e desenvolvam competências empíricas ao contactar com novas metodologias laboratoriais.
Metodologias de Ensino (Avaliação Incluída):
Nas aulas teórico-práticas procede-se à exposição dos conceitos teóricos relevantes e orientação do estudo dos alunos por consulta da bibliografia recomendada.
As aulas teórico-práticas incluem ainda a discussão detalhada, com resolução de exercícios, dos principais temas, incluindo a análise de doenças de metabolismo e do sistema endócrino, seus sintomas e relação com a(s) causa(s), e tratamentos possíveis. As aulas práticas laboratoriais incluem a execução de trabalhos práticos de aplicação dos vários conceitos teóricos.
Teórico-prática (80%): 2 testes (50% cada); Prática (20%): 2 testes (45% cada) e desempenho em laboratório (10%)
Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objectivos de Aprendizagem da Unidade Curricular:
Numa primeira fase, é importante que os alunos assimilem os aspectos fundamentais da Bioquímica, e aprofundem os domínios particulares do metabolismo das principais biomoléculas e da bioquímica e fisiologia do sistema endócrino. Sendo assim, nas aulas teórico-práticas procede-se à exposição dos conceitos teóricos relevantes e orientação do estudo dos alunos por consulta da bibliografia recomendada. Numa segunda fase, pretendem-se introduzir algumas situações clínicas relacionadas com alterações nas vias metabólicas estudadas ou no sistema endócrino. Para isso, as aulas teórico-práticas incluem ainda a discussão detalhada, com resolução de exercícios, sobre os principais temas, incluindo a análise de doenças de metabolismo e do sistema endócrino, seus sintomas e relação com a(s) causa(s), e tratamentos possíveis. Pretende-se também que os alunos adquiram e desenvolvam competências empíricas ao contactar com novas metodologias laboratoriais. Sendo assim, as aulas práticas laboratoriais incluem a execução de trabalhos práticos de aplicação dos vários conceitos teóricos.
Bibliografia:
(1) Devlin, T.M., 2006. “Textbook of Biochemistry with Clinical Correlations”. 6ª edição, N.Y., Wiley-Liss.
(2) Nelson, D.L.; Cox, M.M., 2013. “Lehninger Principles of Biochemistry”. 6ª edição, N.Y., W.H. Freeman and Company.
(3) Mckee, T.; Mckee, J.R., 2008. “Biochemistry: the Molecular Bases of Life”. 4ª edição, N.Y., McGraw-Hill.
(4) Berg, J.M.; Tymoczko, J.L.; Stryer L., 2006. “Biochemistry”. 6ª edição, N.Y., W.H. Freeman and Company.
(5) Widmaier, E.P.; Raff, H.; Strang, K.T., 2014. “Vander’s Human Physiology: the Mechanisms of Body Function”. 13ª edição, N.Y., McGraw-Hill.
(6) Leal, F.; Cardoso, I.L., 2013. “Casos Clínicos em Bioquímica”. edições UFP.
(7) Cardoso, I.L.; Leal, F., 2013. “Manual de Exercícios de Bioquímica”. edições UFP.
(8) Cardoso, I.L. et al., 2014. “Trabalhos Laboratoriais de Bioquímica”. 3ª edição, edições UFP.
(9) Leal, F.; Cardoso, I.L., 2018. “Sistema Endócrino e Patologias Associadas”. Lusodidacta.
Docente (* Responsável):
Fernanda Leal (fleal@ufp.edu.pt)