Unidade Curricular:Código:
Perturbações da Linguagem, Leitura e Escrita na Criança com Défice Cognitivo e Motor935PLLE
Ano:Nível:Curso:Créditos:
1MestradoCiências da Educação: Educação Especial (Domínio Cognitivo e Motor)6 ects
Período Lectivo:Língua de Instrução:Nº Horas:
Segundo SemestrePortuguês78
Objectivos de Aprendizagem:
Desenvolver conhecimentos teórico-práticos relacionados com o tema em estudo de forma a compreender como se processa o desenvolvimento e as perturbações específicas da linguagem oral e as suas implicações na aprendizagem da leitura e da escrita.
Promover um conjunto de informações sobre as dificuldades e perturbações especificas da linguagem escrita: disortografia, disgrafia e dislexia, evidenciando a importância do desenvolvimento de planos de intervenção com adequação das estratégias de ensino-aprendizagem.
Conteúdos Programáticos:
I- Pressupostos teóricos sobre o desenvolvimento e as perturbações da linguagem oral: aquisição, desenvolvimento e perturbações específicas da linguagem recetiva e expressiva- causas, sinais de risco e suas implicações.
II- As dificuldades e perturbações específicas da aprendizagem da leitura e escrita em contexto escolar: disortografia, disgrafia e dislexia- conceito, fundamentos, tipologia e características.
III - Desafios atuais colocados aos docentes para uma intervenção educativa adequada. Estratégias de intervenção e medidas educativas em contexto de sala de aula e intervenção pedagógica de reeducação em contexto individual.
Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objectivos da Unidade Curricular:
As perturbações específicas de aprendizagem da linguagem escrita: leitura e escrita, tendo em conta um conjunto de características próprias, colocam, atualmente, um grande desafio aos profissionais de educação. Deste modo, os conteúdos programáticos na unidade I privilegiam o aprofundamento teórico sobre o desenvolvimento da linguagem oral e as perturbações da linguagem recetiva e expressiva, integrando conhecimentos, aptidões e competências, para a compreensão de dificuldades especificas, permitindo atingir os objetivos da unidade curricular. Nas unidades II e III os conteúdos programáticos permitem o aprofundamento teórico sobre as perturbações específicas da leitura e escrita em contexto escolar: disortografia, disgrafia e dislexia. Ser capaz de aplicar os conhecimentos teóricos a casos práticos de forma a desenvolver uma intervenção educativa adequada, tendo em conta a especificidade de cada situação.
Metodologias de Ensino (Avaliação Incluída):
Cada sessão poderá contemplar momentos de componente teórica e/ou prática, podendo incluir trabalhos individuais e/ou de grupo, onde serão lidos e comentados textos ou artigos cientificos sobre o tema em estudo, com debate, reflexão.
A avaliação é composta por duas componentes: a formativa, que decorrerá através da resposta a questões em debate e a sumativa, que decorrerá da apreciação dos trabalhos realizados e apresentados em co-autoria, com peso de 40% e da apreciação dos trabalhos individuais, com peso também de 60%.
Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objectivos de Aprendizagem da Unidade Curricular:
A unidade I será alvo de uma exposição teórica sobre o desenvolvimento da linguagem oral e as perturbações da linguagem ao nível recetivo e expressivo e os seus conteúdos serão também explorados n conhecimento sobres suas causas, sinais de risco e suas implicações. A unidade II de cariz teórico-prático os seus conteúdos serão explorados no contexto da compreensão sobre as perturbações específicas de aprendizagem da leitura, escrita, permitindo aos alunos prepararem leituras e sistematizarem conhecimentos específicos sobre a intervenção para a disortografia, disgrafia e dislexia. Na unidade III de cariz essencialmente prático far-se-á uma exposição teórica sobre a importância da adequação no processo ensino-aprendizagem, com o desenvolvimento de estratégias de intervenção e medidas educativas em contexto de sala de aula e intervenção pedagógica de reeducação em contexto individual.
Bibliografia:
American Psychiatric Association (2013). Diagnostic and satistical of mental desorders: DSM5-5th ed.
Campanudo, M. J. O. (2009). Representações dos Professores sobre Dificuldades de Aprendizagem Específicas – Leitura, Escrita e Cálculo. Tese de Mestrado em Psicologia da Educação e Intervenção Comunitária. Universidade Fernando Pessoa, Porto.
Carvalho, J. A. B. & Barbeiro, L. F. (2013). Reproduzir ou construir conhecimento? Funções da escrita no contexto escolar português. Revista Brasileira de Educação, 18(54), 609-628.
Cruz, V. (2009). Dificuldades de Aprendizagem Específicas. Lisboa: Lidel –edições técnicas, Lda.
Fidalgo, R., Torrance, M., Robledo, P. (2011). Comparación de dos programas de instrucción estratégica y autorregulada para la mejora de la competencia escrita Psicothema. 2
Docente (* Responsável):
Ana Paula Alves (anapaulaalves@ufp.edu.pt)