Unidade Curricular:Código:
Psicopatologia do Adulto e do Senescente784PASE
Ano:Nível:Curso:Créditos:
2LicenciaturaPsicologia6 ects
Período Lectivo:Língua de Instrução:Nº Horas:
Segundo SemestrePortuguês/Inglês78
Objectivos de Aprendizagem:
1- Conhecer e ponderar a aplicação das correntes da Psicopatologia mediante os seus fundamentos, objectivos e métodos, no contexto de estudos de casos e situações clínicas.
2- Ser capaz de diferenciar níveis de abordagem clínica e psicopatológica a nível teórico e clínico
3- Ser capaz de estabelecer relações entre modelos nosológicos diferentes e de os aplicar à elaboração de diagnósticos.
4- Conhecer os quadros clínicos mais relevantes na psicopatologia do Adulto e do Senescente e de analisar e diagnosticar casos clínicos.
Conteúdos Programáticos:
1-Enquadramento histórico-epistemológico da Psicopatologia, origens e evolução.
2- O "normal" e o "patológico", equilíbrio/descompensação, sintomas e organização psicopatológica.
3- Neuroses. P.s de Ansiedade;P.Obsessivo-compulsiva;P.s Sintomas Somáticos; P.s Trauma e f.s Stress.
4- Organizações border-line. Perturbações Border-line e outras Patologias da Personalidade.
5– Depressões. Perturbações Depressivas. E Perturbações Bipolares.
6 – Psicoses. Perturbações Psicóticas.
7- Psicopatologia do Envelhecimento e da Senescência. 7.1- Factores e processos dinâmicos do Envelhecimento. 7.2- Aspectos clínicos e semiológicos gerais. Senilidade, depressão, e processos clínicos demenciais. Perturbações funcionais, neurocerebrais, primárias, secundárias. 7.3- Quadros clínicos e nosográficos. 7.3.1- Delírios tardios e perturbações da consciência. 7.3.2. - a) Demências Vasculares (Arteriopáticas). b) Demências tipo-Alzheimer. 7.3.3- Perturbações mnésicas e outras perturbações cognitivas.
Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objectivos da Unidade Curricular:
Unidade Lectiva 1 - Os conteúdos programáticos privilegiam nesta unidade a aquisição de referências constituintes da Psicopatologia do adulto e da senescência, a origem e evolução das concepções e teorias, práticas e métodos (observação, investigação, intervenção). Este conhecimento epistemológico é estruturante de competências e da realização dos objectivos programáticos.
Unidades Lectivas 2 a 6 - Promove-se o estudo dos principais quadros psicopatológicos do adulto à luz de diversas abordagens e dimensões (clínicas, nosográficas, fenomenológicas, psicodinâmico-estruturais), com aplicação a casos práticos (bibliografia, e observação de consultas).
Unidade Lectiva 7 - Promove-se a compreensão de envelhecimento e senescência, a distinção de noções semiológicas fundamentais, e conhecimento dos principais quadros psicopatológicos da senescência à luz de diversas dimensões, e aplicações a casos clínicos (bibliografia, e observação de consultas) promovendo a aquisição de competências.
Metodologias de Ensino (Avaliação Incluída):
A metodologia de ensino incluirá a exposição, análise e aplicação dos fundamentos conceptuais e metodológicos da psicopatologia. Promove-se a discussão dos conteúdos programáticos, com base na análise de bibliografias e de casos clínicos, a realização de exercícios em sala de aula, e a observação de consulta em clínica pedagógica.
A avaliação é contínua, baseando-se em prova presencial em dois momentos, participação oral e realização de leitura de textos da bibliografia e análise de casos.
Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objectivos de Aprendizagem da Unidade Curricular:
Unidade Letiva 1 e 2 serão alvo de exposição descritiva e comentada, no sentido de se organizar e orientar o estudo da psicopatologia nas suas diversas vertentes e dimensões, e assim alicerçar o conhecimento teórico e o desenvolvimento de noções aplicadas. As Unidades Letivas 3 a 7 serão alvo de exposição descritiva dos principais quadros clínicos e perturbações psicopatológicas do Adulto e do Senescente, assim como análise de casos clínicos, no sentido de se promover conhecimentos e competências de compreensão e diagnóstico. A observação de consultas engloba posteriormente a sua discussão com o psicólogo da consulta e o docente, registo, análise à luz de diversas dimensões e modelos (fenomenológica, classificativa, psicopatológica e dinâmica) e elaboração diagnóstica, promovendo conhecimentos e competências de análise diferencial, compreensão de diferentes níveis, dimensões e diagnóstico em psicopatologia.
Bibliografia:
A.P.A. (2014). DSM V - Manual de Diagnóstico e Estatística das Perturbações Mentais. Lisboa: Climepsi.
BERGERET, J. (2000). A personalidade normal e patológica. Lisboa: Climepsi, 3ª ed..
-- Os estados-limite e os seus arranjos, in Bergeret (dir.), Psicologia Patológica. Climepsi: pp.219-236.
BRACONNIER, A.(2007). Manual de Psicopatologia.Lisboa: Climepsi.
CARDOSO, C.M.(2000).Os caminhos da Esquizofrenia. Lisboa: Climepsi.
CHARRIER,P. & H.-AMBROSI (2006). Os estados-limite. Climepsi.
GRILO, P.A. (2009).Doença de Alzheimer. Lisboa: Coisas de Ler.
MÉNÉCHAL,J.(1999), Introdução à Psicopatologia.Lisboa: Climepsi.
Nordgaard, L. & Parnas, J.(2012). The psychiatric interview:validity, structure, and subjectivity. In Eur Arch Psychiatry Clin Neurosci., 2012.
PEDINIELLI,J.-L.& BERNOUSSI,A.(1999). Os estados depressivos. Lisboa: Climepsi.
PEDINIELLI, J.-L.& BERTAGNE (2005). As neuroses. Climepsi.
PEDINIELLI, J.L.& GIMENE, G. (2007). As psicoses do adulto. Lisboa: Climepsi.
Docente (* Responsável):
Marta Matos (mmatos@ufp.edu.pt)