Unidade Curricular:Código:
Modelos e Técnicas de Avaliação Psicológica com Vítimas983MTAV
Ano:Nível:Curso:Créditos:
1MestradoPsicologia da Justiça: Vítimas de Violência e de Crime6 ects
Período Lectivo:Língua de Instrução:Nº Horas:
Segundo SemestrePortuguês/Inglês78
Objectivos de Aprendizagem:
(i) Integrar métodos, técnicas, conceitos, modelos, teorias e conhecimentos na área da avaliação psicológica com vítimas;
(ii) Adquirir, desenvolver e aprofundar conhecimentos e capacidades que permitam executar tarefas de avaliação psicológica e de peritagem nomeadamente descrever, explicar e predizer os comportamentos de indivíduos;
(iii) Selecionar métodos e técnicas apropriados;
(iv) Determinar características relevantes de indivíduos e de grupos através da realização de entrevistas, testes psicológicos e observação;
(v) Aperfeiçoar competências de comunicação oral e escrita;
(vi) Desenvolver uma atitude crítica e autocrítica bem como adoptar valores éticos e deontológicos.
Conteúdos Programáticos:
1ª Unidade - Considerações introdutórias. Psicologia e Direito. Psicologia clínica vs. Psicologia forense; Problemas técnicos na avaliação psicológica; Questões éticas na avaliação psicológica; As perícias psicológicas forenses. Definição, objectivos e características; Etapas do processo pericial; Recomendações na realização das perícias; Organização do relatório psicológico; O psicólogo como testemunha em tribunal.
2ª Unidade – Modelos de avaliação psicológica com vítimas; Modelo de avaliação multiaxial de Achenbach; Modelo dos cinco grandes fatores da personalidade; Outras propostas
3ª Unidade - Técnicas de avaliação psicológica com vítimas; Perícias psicológicas: estudos de casos: Negligência e maus tratos físicos; Crianças expostas à violência interparental; Vítimas de abuso sexual; Vítimas de violação; Vítimas de maus-tratos conjugais; Dano em processo cível; Responsabilidades parentais; Outras perícias
Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objectivos da Unidade Curricular:
Unidade 1 e 2 - Os conteúdos programáticos privilegiam o aprofundamento de matérias teóricas específicas na área da avaliação psicológica com vítimas, permitindo, deste modo atingir os objectivos da unidade curricular, mais especificamente: integrar conhecimentos, competências e capacidades para uma actuação técnica e ética; demonstrar conhecimentos e competências para executar tarefas na interface entre a Psicologia e o Direito; dominar as principais técnicas e metodologias usadas na avaliação psicológica;
Unidade 3 - Os conteúdos programáticos privilegiam o aprofundamento da aplicação prática dos modelos, teorias e conhecimentos na área da avaliação psicológica forense, permitindo, deste modo atingir os objectivos da unidade curricular, mais concretamente: selecionar e aplicar métodos e técnicas apropriados à avaliação psicológica forense; Revelar capacidade de comunicação oral e escrita dos conteúdos periciais; Mostrar autonomia e conduta responsável na prática forense.
Metodologias de Ensino (Avaliação Incluída):
A metodologia de ensino incluirá exposição teórica, pesquisa, leitura e discussão de bibliografia específica bem como debates temáticos e reflexões críticas. A avaliação será contínua, baseando-se na realização da uma prova escrita de avaliação, na execução de um trabalho prático, na apresentação e discussão oral desse trabalho, assim como na execução de tarefas teórico-práticas em sala de aula, e na pontualidade e a assiduidade do aluno.
Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objectivos de Aprendizagem da Unidade Curricular:
Unidade 1 e 2 - Exposição teórica de conteúdos caracterizadores da área de actuação; Apresentação e manuseamento de materiais usados na avaliação forense; Debate individual e em grupo de casos para distintas problemáticas que constituem solicitações judiciárias; Demonstrações; Exercícios práticos com o objetivo de demonstrar conhecimentos e competências para executar tarefas na interface entre a Psicologia e o Direito; Dominar as principais técnicas e metodologias usadas na avaliação psicológica; Unidade 3 - Exposição teórica de conteúdos para caracterização de cada temática de uma perícia; Apresentação casos reais (anónimos); manuseamento dos materiais usados na avaliação psicológica de cada caso específico; Execução individual e em grupo das avaliações respectivas para cada caso; apresentação oral da avaliação com base no relatório original com o objetivo de ser capaz de integrar os conhecimentos teóricos e práticos adquiridos; Revelar capacidade de comunicação oral e escrita dos conteúdos da avaliação; Mostrar autonomia e conduta responsável na prática.
Bibliografia:
Fonseca, A. C., Simões, M., Simões, M. C. & Pinho, M. S. (2006). Psicologia Forense. Coimbra: Almedina
Gonçalves, R. A. & Machado, C. (2005.). Psicologia Forense. Coimbra: Quarteto Editora
Matos, M., Gonçalves, R. & Machado, C. (2011). Manual de Psicologia Forense: Contextos, práticas e desafios. Braga: Psiquilibrios Edições.
Mezquita, B. V. (2005). Manual de Psicología Forense. Madrid: Editorial Síntesis.
Sierra, J. C., Jiménez, E. M. & Buela-Casal, G. (2006). Psicología Forense: manual de técnicas y aplicaciones. Madrid: Editorial Biblioteca Nueva.
Docente (* Responsável):
Ana Isabel Sani (anasani@ufp.edu.pt)