Unidade Curricular:Código:
Crime: Prevenção e Reinserção Social780CPRS
Ano:Nível:Curso:Créditos:
3LicenciaturaCriminologia6 ects
Período Lectivo:Língua de Instrução:Nº Horas:
Primeiro SemestrePortuguês/Inglês78
Objectivos de Aprendizagem:
1) Perspetivar a prevenção e intervenção da criminalidade, permitindo a reflexão sobre o desenvolvimento e planificação de programas.
2) Desenvolver a capacidade de identificar estratégias de prevenção e intervenção eficazes, desde uma abordagem profissional
3) Desenvolver a capacidade para selecionar e interpretar informação relevante para formular soluções para situações complexas, fundamentando as mesmas do ponto social, científico e ético.
4) Desenvolver a capacidade de comunicar informação, ideias, problemas e soluções a especialistas e leigos
5) Desenvolver competências que permitam aos alunos uma aprendizagem ao longo da vida, de um modo fundamentalmente auto-orientado ou autónomo, especialmente centrados na prevenção e intervenção na criminalidade.
Conteúdos Programáticos:
A prevenção da criminalidade. A avaliação das necessidades de prevenção. Estratégias de prevenção da criminalidade local baseadas na evidência. Sustentabilidade das estratégias e programas de prevenção da criminalidade. O crime e reinserção social dos delinquentes. Desistência do crime e prevenção da reincidência. Planificação e implementação de programas de reinserção. Os programas de reinserção em contexto prisional. Avaliação das necesidades de intervenção em reclusos. A preparação para a liberdade. Programas de liberdade condicional. Os programas de reinserção para menores ofensores. Os programas de reintegração para grupos específicos de delinquentes
Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objectivos da Unidade Curricular:
Os conteúdos programáticos foram seleccionados com base na sua validade empírica, aplicabilidade e relevância para a área em estudo. A inclusão de diversas abordagens fornece aos alunos uma perspectiva compreensiva do real alcance desta área de estudo. Assim, os conteúdos programáticos dotam os alunos de uma base compreensiva, sólida, actualizada e válida do ponto de vista empírico, a partir da qual podem construir o seu conhecimento, encorajando uma investigação mais aprofundada, bem como a aplicação dos modelos teóricos apresentados.
Metodologias de Ensino (Avaliação Incluída):
A execução pedagógica consta de aulas teórico-práticas com (1) exposição e debate dos conceitos teóricos relevantes em sala de aula; (2) demonstração da aplicação prática dos conceitos apresentados; e (3) orientação do estudo autónomo dos alunos por consulta da bibliografia recomendada.
Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objectivos de Aprendizagem da Unidade Curricular:
A exposição dos modelos teóricos, assim como o debate dos mesmos, é fundamental para a compreensão dos alunos. A exposição é acompanhada de exemplos de aplicações práticas dos modelos teóricos apresentados, e é solicitado aos alunos que apresentem mais exemplos. Estas metodologias estimulam o desenvolvimento de uma abordagem integrativa, pragmática e analítica aos modelos apresentados, bem como de uma atitude geral de investigação, de reflexão crítica e de busca de conhecimento.
Bibliografia:
Bandeira, A., et al. (2007). Projectos de inovação comunitária (…). Lisboa: Fund. AgaKhan.
Palminha, F. M. e Marques, M. J. (2007). Roteiro de Acompanhamento e Avaliação de Projectos de Intervenção Comunitária. Lisboa: Fund. AgaKhan.
UNODC (2012).Intr. Handbook on the Prevention of Recidivism and the Social Reintegration of Offenders. Viena: United Nations.
UNODC (2010).Ferramenta de avaliação de prevenção ao crime. Viena: United Nations.
Grossi, L. M.(2017). Sexual offenders, violent offenders, and community reentry: Challenges and treatment considerations. Aggression and Violent Behavior, 34,59-67
Farrington, D. P., et al.(2017). Systematic reviews of the effectiveness of developmental prevention programs in reducing delinquency, aggression, and bullying. Systematic Reviews In Criminology. Aggression and Violent Behavior, 33, 91-106.