Unidade Curricular:Código:
Organizações Internacionais777OINT
Ano:Nível:Curso:Créditos:
2LicenciaturaCiência Política e Relações Internacionais6 ects
Período Lectivo:Língua de Instrução:Nº Horas:
Segundo SemestrePortuguês/Inglês78
Objectivos de Aprendizagem:
O objectivo desta unidade curricular é de transmitir os conhecimentos essenciais da orgânica e do funcionamento das instituições internacionais intergovernamentais, bem como o papel desempenhado por essas instituições na cooperação e na política internacionais. No final do semestre, os alunos deverão ser capazes de formular análises críticas na identificação das principais organizações internacionais, quanto à sua natureza e significado no sistema internacional. Deverão ainda entender os processos de mudança dessas organizações face aos desafios constantes na ordem internacional.
Conteúdos Programáticos:
1. As organizações internacionais, a cooperação e a política internacionais: noções fundamentais
2. O estudo das organizações internacionais enquanto agentes ativos das relações internacionais
3. Conceitos fundamentais: análise da origem e natureza das organizações internacionais
4. O fracasso da Sociedade das Nações e o aparecimento de novas organizações internacionais após a II Guerra Mundial
5. As organizações internacionais universais
6. As organizações internacionais regionais
7. As organizações de solidariedade inter-regional
8. As organizações internacionais no século XXI: os novos desafios da interdependência, da integração e da globalização
9. As atuais limitações das organizações Internacionais
10. Ilustração e análise de estudos de caso de organizações internacionais (transversal ao programa)
Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objectivos da Unidade Curricular:
Os conteúdos programáticos desta unidade curricular incidem nas áreas chave para uma compreensão abrangente das organizações internacionais: conceitos centrais, tipologia, funções, desafios e limitações. Este quadro de conteúdos traduz-se, ao longo de todo o semestre, na apresentação de sessões teóricas e de sessões práticas de estudos de caso sobre as diversas organizações internacionais, com a participação ativa dos estudantes – capacitando assim, de forma progressiva, os estudantes para a análise crítica do tema.
Metodologias de Ensino (Avaliação Incluída):
Avaliação contínua (Estudo de caso 50% + Trabalho individual 40% + Participação em sala de aula e assiduidade 10%) ou Exame. O estudo de caso consiste na preparação, em grupos, de uma intervenção num debate geral na Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas. O trabalho individual é um trabalho curto mas critico sobre uma organização internacional (com exceção daquelas estudadas nas aulas).
Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objectivos de Aprendizagem da Unidade Curricular:
Dada a natureza dos conteúdos programáticos, a metodologia prevista afigura-se como a mais adequada com vista à consecução dos objetivos de aprendizagem da unidade curricular. A par das aulas expositivas, destinadas à apresentação dos conceitos fundamentais e à introdução dos alunos nos conteúdos programáticos, pelo menos cinco momentos de debate estão previstos, a partir da informação facultada pelos docentes e da pesquisa efetuada pelos estudantes. Os estudantes, sob a orientação dos docentes e depois de dominar os conceitos essenciais, serão estimulados a desenvolver pesquisa sobre um dos pontos da matéria do programa e, para efeitos de avaliação da unidade curricular, deverão entregar um trabalho escrito final.
Bibliografia:
ARMSTRONG, D. et al. (2004). International Organisation in World Politics. 3rd ed., Palgrave Macmillan.
BARNETT, M., FINNEMORE, M. (2004). Rules for the World: International Organizations in Global Politics, Ithaca: Cornell University Press.
FERNANDES, A.J. (2015). Relações internacionais: evolução, protagonistas e teorias. Lisboa: Chiado Editora.
HURD, I. (2014). International Organizations: Politics, Law, Practice. 2nd ed., Cambridge University Press.
KARNS, M. P., Mingst, K.A. (2010). International Organizations: The Politics and Processes of Global Governance. Boulder: Lynne Rienner.
PINTO, M. C. (2014). As Nações Unidas e os Desafios da Governação Global. Loures: Letras Itinerantes.
TRENT, J. E. (2007). Modernizing the United Nations system: civil society's role in moving from international relations to global governance. Opladen: Barbara Budrich Verlag.
WEISS, T., DAWS, S. (ed.)(2008). The Oxford Handbook of the United Nations. Oxford University Press.
Docente (* Responsável):
Carla Pinto Cardoso (ccardoso@ufp.edu.pt)
João Casqueira (jcasq@ufp.edu.pt)