Unidade Curricular:Código:
Gramática da Comunicação V (Economia Política)774GRC5
Ano:Nível:Curso:Créditos:
3LicenciaturaCiências da Comunicação6 ects
Período Lectivo:Língua de Instrução:Nº Horas:
Primeiro SemestrePortuguês/Inglês78
Objectivos de Aprendizagem:
(i) Integrar conceitos, teorias e conhecimentos na área da economia política e da política económica, com particular ênfase para a crise da zona euro;
(ii) Desenvolver competências de interação que permitam aos alunos participar em sala de aula nos debates sobre fenómenos político-económicos contemporâneos;
(iii) Selecionar métodos de gestão de informação capazes de orientar os alunos em leituras selecionadas sobre a crise da zona euro;
(iv) Aperfeiçoar competências de comunicação oral e escrita;
(v) Desenvolver competências de análise crítica e síntese sobre a crise da zona euro.
Conteúdos Programáticos:
Capítulo I – Conceitos fundamentais: economia e finanças públicas.
Capítulo II – Conceitos fundamentais: integração monetária europeia.
Capítulo III – Origem e evolução da crise da zona euro.
Capítulo IV – Análise e discussão de artigos (científicos e da imprensa) sobre a crise da zona euro.
Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objectivos da Unidade Curricular:
Capítulo I – Com a apresentação dos conceitos fundamentais de economia e de finanças públicas pretende-se informar os alunos para o substrato teórico e conceptual inerente à compreensão dos fenómenos que interessam à crise da zona euro.
Capítulo II – Com a apresentação das bases teóricas do processo de integração monetária europeia pretende-se levar ao conhecimento dos alunos o contexto da União Económica e Monetária.
Capítulo III – Com a descrição dos acontecimentos que estiveram na origem da crise da zona euro (crise financeira, crise económica e crise da dívida soberana) pretende-se alterar os alunos para os fenómenos que desencadearam a presente crise da zona euro.
Capítulo IV – Com a apresentação e discussão em sala de aula de artigos (de imprensa e científicos) sobre a crise da zona euro pretende-se sensibilizar os alunos para uma participação ativa na investigação de assuntos (passados ou contemporâneos) que interessam ao assunto central para a unidade curricular.
Metodologias de Ensino (Avaliação Incluída):
A metodologia de ensino inclui exposição teórica, pesquisa, leitura e debates temáticos e reflexões críticas. A avaliação é contínua, baseando-se na realização de um trabalho escrito, respetiva apresentação oral e discussão em sala de aula.
Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objectivos de Aprendizagem da Unidade Curricular:
Exposição teórica de conteúdos; debates em grupo; integrar conceitos, teorias e conhecimentos da área científica; desenvolver competências de interação em sala de aula; capacidade de comunicação oral e escrita dos conteúdos; selecionar métodos de gestão de informação.
Bibliografia:
(1) Alexandre, F., Aguiar-Conraria, L. e Bação, P. (2016), Crise a Castigo (...), Lisboa: Fundação Francisco Manuel dos Santos.
(2) De Grauwe, P. (2016), Economics of Monetary Union, 11.ª edição, Oxford: Oxford University Press.
(3) Legrain, P. (2014), European Spring (...), New York: CB Books.
(4) Matthijs, M. e Blythe, M. (eds.) (2015), The Future of the Euro, Oxford: Oxford University Press.
(5) Pisany-Ferry, J. (2014), The Euro Crisis and its Aftermath, Oxford: Oxford University Press.
(6) Randall Henning, C. (2017), Tangled Governance: International Regime Complexity, the Troika, and the Euro Crisis, Oxford: Oxford University Press.
(7) Sandbu, M. (2015), Europe’s Orphan – The Future of the Euro and the Politics of Debt, Princeton (NJ): Princeton University Press.
(8) Soares, A. G. (2016), Euro: e se a Alemanha sair primeiro?, Lisboa: Círculo de Leitores.
(9) Tsoukalis, L. (2016), In Defence of Europe: Can the European Project Be Saved?, Oxford: Oxford University Press.
Docente (* Responsável):
Paulo Vila Maior (pvm@ufp.edu.pt)