Unidade Curricular:Código:
Saúde e Desenvolvimento1143SADE
Ano:Nível:Curso:Créditos:
1MestradoAcção Humanitária, Cooperação e Desenvolvimento6 ects
Período Lectivo:Língua de Instrução:Nº Horas:
Segundo SemestrePortuguês/Inglês78
Objectivos de Aprendizagem:
Os objetivos desta unidade curricular são:
- Aprofundar conhecimentos sobre intervenção psicossocial em crise e em catástrofe;
- Adquirir competências práticas para prestação de primeiros socorros psicológicos;
- Aprofundar conhecimentos sobre as principais causas e fatores de risco para morbidade e mortalidade;
- Reconhecer a importância da adoção de uma perspetiva ecológica no domínio da saúde;
- Reconhecer a importância do empowerment dos cidadãos e comunidades na promoção da saúde, prevenção e tratamento de doenças.
- Desenvolver competências de reflexão (auto)crítica que permitam uma aplicação dos conhecimentos ajustada aos distintos contextos de intervenção em saúde no domínio da acção humanitária
Conteúdos Programáticos:
1. A intervenção em situações de crise e catástrofe
1.1. Stress, crise, trauma, desastre e catástrofes
1.2 Vítimas e trabalhadores/voluntários na intervenção em crise
1.3 Impacto psicossocial de situações adversas
1.3.1 Impacto psicossocial em populações especiais - Crianças e adolescentes, população idosa, pessoas com incapacidade física e mental, população migrante/refugiada, profissionais envolvidos no salvamento
1.4 O crescimento pós-traumático
1.5 Os primeiros socorros psicológicos
1.6 A comunicação de más notícias e o processo de identificação e recuperação de cadáveres
2. Saúde e Doenças
2.1 Saúde pública e intervenção humanitária
2.2 Abordagens ecológicas e de empowerment na saúde e nas doenças
2.2.1 O envolvimento dos cidadãos e das comunidades na construção de programas de prevenção/tratamento de doenças e de promoção da saúde
2.2.2 Consciencialização, mobilização, empowerment e advocacy no planeamento e implementação de programas
Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objectivos da Unidade Curricular:
- Aprofundar conhecimentos sobre intervenção psicossocial em crise e em catástrofe: Ponto 1
- Aprofundar conhecimentos sobre as principais causas e fatores de risco para morbidade e mortalidade: Ponto 2
- Reconhecer a importância da adoção de uma perspetiva ecológica no domínio da saúde: Ponto 2
- Reconhecer a importância do empowerment dos cidadãos e comunidades na promoção da saúde, prevenção e tratamento de doenças: Ponto 2
Metodologias de Ensino (Avaliação Incluída):
São adotadas metodologias expositivas e ativas/participativas, com exploração realizada pelos alunos a partir da visualização de vídeos de programas de intervenção humanitária no domínio da saúde e das doenças, e promoção de debate crítico e reflexivo sobre estes em sala de aula.
A avaliação adotada é contínua, consistindo em práticas específicas (que valem 50% da nota final) - trabalho esse que é sistematizado num relatório final - e numa prova oral de aferição de conhecimentos (que valem 50% da nota final).
Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objectivos de Aprendizagem da Unidade Curricular:
- Aprofundar conhecimentos sobre intervenção psicossocial em crise e em catástrofe: adoção de metodologias expositivas e ativas/participativas, com exploração realizada pelos alunos a partir de simulações/role play - Aprofundar conhecimentos sobre as principais causas e fatores de risco para morbidade e mortalidade: adoção de metodologias expositivas e ativas/participativas, com exploração realizada pelos alunos a partir da promoção de debate crítico e reflexivo sobre estes em sala de aula. - Reconhecer a importância da adoção de uma perspetiva ecológica no domínio da saúde: adoção de metodologias expositivas e ativas/participativas, com exploração realizada pelos alunos a partir da visualização de vídeos e de relatórios de programas de intervenção humanitária no domínio da saúde e das doenças, e promoção de debate crítico e reflexivo sobre estes em sala de aula - Reconhecer a importância do empowerment dos cidadãos e comunidades na promoção da saúde, prevenção e tratamento de doenças; adoção de metodologias expositivas e ativas/participativas, com exploração realizada pelos alunos a partir da visualização de vídeos e de relatórios de programas de intervenção humanitária no domínio da saúde e das doenças, e promoção de debate crítico e reflexivo sobre estes em sala de aula
Bibliografia:
Cometto, G. et al. (2018). Health policy and system support to optimise community health worker programmes. Lancet Global Health, 1-8 [disponível eletronicamente]
IASC (2017). A Common Monitoring and Evaluation Framework for Mental Health and Psychosocial Support in Emergency Settings [disponível eletronicamente]
Storey, A. (2018). Frontex OSH mental health factors [disponível eletronicamente]
WHO and UN High Commissioner for Refugees (2015). mhGAP Humanitarian Intervention Guide [disponível eletronicamente]
Unicef (2022). How to talk to your children about conflict and war. https://www.unicef.org/parenting/how-talk-your-children-about-conflict-and-war
Bandeira, F, Cardoso, J.C., Jólluskin, G., Ramos, C., & Silva, I. (Eds.) (2020) Readings in Humanitarian Action and Cooperation for Development, vol. 1 and vol.2 Porto: Universidade Fernando Pessoa.