Unidade Curricular:Código:
Gestão Estratégica de ONGs e de Missões1143GEGS
Ano:Nível:Curso:Créditos:
1MestradoAcção Humanitária, Cooperação e Desenvolvimento6 ects
Período Lectivo:Língua de Instrução:Nº Horas:
Primeiro SemestrePortuguês/Inglês78
Objectivos de Aprendizagem:
No final desta Unidade Curricular os alunos devem ser capazes de:
Identificar um desastre e a sua natureza. Criar um plano de contenção de desastres.
Identificar as equipas, actores e funções associadas ao plano de contenção de desastres. Identificar e descrever os documentos e áeras de planeamento de contenção de desastres.
Dominar os processos relacionados com: planear, implementar, manter, rever e aprovar o plano de de contenção de desastres.
Conceptualizar uma Missão (resposta a desastre).
Lidar com as principais áreas de intervenção em missões.
Conhecer e aplicar os métodos e as técnicas de planeamento e execução de projectos (Gantt, PERT, Objectivos SMART, Estimação).
Compreender, problematizar e operacionalizar, a gestão de organizações humanitárias. Problematizar co-diagnósticos para a intervenção.
Conteúdos Programáticos:
Módulo 1. Enquadramento geral
1.1. Enquadramento contextual da Gestão Estratégica de Missões
1.2. O ciclo de projeto
1.3. Macro forças do ambiente
1.4. Gestão de desastres: Documentos de trabalho
Módulo 2. Preparação
2.1. Preparação para missões: Formar uma equipa de planeamento colaborativo
2.2. Levantamento da situação; estabelecimento de objetivos e planeamento do desenvolvimento
2.3. Planear, implementar, manter, rever e aprovar o plano de preparação
2.4. Linha do tempo das intervenções; coordenação, avaliação e acompanhamento
Módulo 3. ONG: Ferramentas e Gestão
3.1. Gantt, PERT / CPM, metodologia SMART, Matrizes de decisão
3.2. Principais áreas de intervenção nas operações de campo; Segurança; RH; ICT; Logística Finanças e Administração
3.3 Gestão estratégica de ONG
3.4. Metodologia SPIRAL
Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objectivos da Unidade Curricular:
Conhecimento e capacidade de compreensão, foca-se com a problematização da complexidade e volatilidade das condicionantes e ambiente intervenção humanitária e da necessidade do seu entendeimento transdisciplinar para conceber estratégias de desenvolvimento e a afirmação.
Aplicação de conhecimentos e compreensão, concretizar-se-á pela análise e adequação do conjunto das técnicas e ferramentas de planeamento e execução de acções humanitárias-
Realização de julgamento/tomada de decisões, revela-se na capacidade de compreensão e aplicação das problemáticas e respectivas questões e temas suscitados nos debates com profissionais da área.
Comunicação, será concretizado nos momentos pedagógicos de participação dos alunos em sala de aula e nas tutorias do trabalho individual.
Metodologias de Ensino (Avaliação Incluída):
Fornecimento de guião (Manual de Docência) para a Unidade Curricular, elaborado pela docente: estabelece o guião geral da UC.
[EaD] De acordo com o modelo U/M/T aulas gravadas (15minutos), por tópico: fornecem orientação de conjunto e conteúdos teóricos.
[Presencial] Por tópico será feito um enquadramento que visa a orientação de conjunto e conteúdos teóricos.
Sessões síncronas: permitirão atividades de interação professor-aluno e aluno-aluno, sobre conteúdos teóricos e atividades práticas (ex. apresentações orais).
Trabalho assíncrono: tarefas desafiantes, baseadas nas propostas da docente: neste módulo serão propostos:
Preparação de um business plan para uma ONG.
Pesquisa de informação documentada, que possibilite a discussão e implicação práticas dos casos e modelos teóricos do syllabus.
Avaliação formativa
Resolução de exercícios de consolidação de conhecimentos da componente técnica da disciplina
Avaliação Contínua 10%
Portfólio: 20%; Exame: 35%; Business Plan: 35%
Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objectivos de Aprendizagem da Unidade Curricular:
A metodologia adoptada é função dos três pilares estruturantes do programa, nomeadamente: domínio de técnicas e ferramentas de projeto, planeamento e intervenção humanitária com base nos procedimentos documentados em guidelies de organizações internacionais e abordagens na área da gestão estratégica de ONGs As aulas gravadas, visam prover o aluno de informação de referência para os tópicos versados e orientá-lo no autoaprendizagem sobre os assuntos mais relevantes As resolução de exercícios de aplicação de conhecimento em aulas síncronas e assíncronas visam dotar os alunos da capacidade de compreensão e resolução de problemas em situações novas e não familiares, em contextos alargados e multidisciplinares. A pesquisa individual Business Plan e casos práticos, com a respetiva discussão em aulas colectivas ou tutoriais, tem com o propósito fomentar a capacidade para integrar conhecimentos, lidar com questões complexas, desenvolver soluções ou avaliar situações de e fomentar reflexões sobre as implicações e responsabilidades éticas e sociais que resultem ou condicionem essas soluções e esses juízos A apresentação oral sobre um Caso Metodologia SPIRAL, além de focar as competências nela visada, promove as aptidões para comunicar conclusões – e os conhecimentos e os raciocínios a elas subjacentes – quer a especialistas, quer a não especialistas, de uma forma clara e sem ambiguidades.
Bibliografia:
Developing and Maintaining Emergency Operations Plans (2021), Federal Emergency Management Agency.
Ernst & Young (2020). Internal Control Toolkit for Small Non-Governmental Organizations. Hong Kong, The Hong Kong Council of Social Service. https://China assets.ey.com/content/dam/ey-sites/ey-com/en_cn/article/reports/ey-internal-control-toolkit-for-small-ngos-en.pdf
SPIRAL Societal Progress Indicators for the Responsibility of All. https://wikispiral.org/tiki-index.php?page=Rede%20TOGETHER&no_bl=y
UNICEF (2005) EMERGENCY FIELD HANDBOOK - A GUIDE FOR UNICEF STAFF.
Docente (* Responsável):
Ana Campina (acampina@ufp.edu.pt)
Fernando Bandeira (fband@ufp.edu.pt)