Unidade Curricular:Código:
Gestão de Conflitos e de Catástrofes1143GCCA
Ano:Nível:Curso:Créditos:
1MestradoAcção Humanitária, Cooperação e Desenvolvimento6 ects
Período Lectivo:Língua de Instrução:Nº Horas:
Primeiro SemestrePortuguês/Inglês78
Objectivos de Aprendizagem:
(i) Proporcionar aos discentes, através de um debate sobre o sentido e papel dos conflitos e desastres no mundo actual, as capacidades para compreender e serem actuantes nas situações de conflito e de catástrofes, tanto naturais como políticos e sociais.
(ii) Integrar métodos, técnicas, conceitos, modelos, teorias e conhecimentos na área das ciências sociais e dos estudos humanitários.
(iii) Redefinir os conceitos de conflito e de Catástrofe.
(iv) Potenciar os desafios colocados pelas situações de conflito e de desastre para o desenvolvimento das comunidades.
Conteúdos Programáticos:
1ª Unidade – Introdução à Gestão de Conflitos e Catástrofes: Da sociedade de risco à sociedade de catástrofe. 1.Gestão de Conflitos e de Catástrofes. Contextos e Conceitos. 1.1. Uma história da gestão dos conflitos e ONGs; 1.2. Os conceitos de Conflito, de Catástrofe e de Gestão e de Prevenção; 1.3. Tipologias de conflitos; tipologias de catástrofes naturais e não naturais; 1.4. Previsibilidade e imprevisibilidade das catástrofes e conflitos; 1.5. O “Sistema Humanitário Internacional”.
2ª Unidade – Principais questões levantadas em situação de Catástrofe. 2.1.Doenças e serviços sanitários; 2.2. Impactos físicos e socioeconómicos das catástrofes; 2.3. Impactos emocionais; 2.4. Grupos vulneráveis em caso de conflito e catástrofes.
3.ª Unidade – Ciclo da Gestão de Catástrofes. As diferentes Fases. 3.1. Atenuação; Prevenção; Intervenção e Retoma; 3.2. O processo de interligação
Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objectivos da Unidade Curricular:
Unidade 1 - Os conteúdos programáticos privilegiam o aprofundamento de matérias teóricas específicas na área das ciências sociais e de intervenção humanitária. Isso permite aos discentes adquirir os conceitos básicos e o campo de reflexão que lhes permite abordar noutros campos disciplinares a problemática da violência e dos desastres.
Unidade 2 – Os conteúdos programáticos desenvolvem as grandes questões das situações de desastre e conflito.
Unidade 3 – Os conteúdos programáticos tratados nesta parte são os que transmitem aos discentes os principais problemas e desafios que enfrenta a sociedade contemporânea na gestão das situações de catástrofe.
Unidade 4 – Os conteúdos programáticos tratados nesta parte são os que transmitem aos discentes entender como as situações de desastre são também uma oportunidade de desenvolvimento das comunidades.
Metodologias de Ensino (Avaliação Incluída):
A metodologia de ensino incluirá exposição teórica, pesquisa, leitura e discussão de bibliografia específica bem como debates temáticos e reflexões críticas. A avaliação será contínua, baseando-se na realização da uma prova escrita de avaliação (60%), e na execução de um trabalho prático, com apresentação e discussão oral desse trabalho (40%).
Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objectivos de Aprendizagem da Unidade Curricular:
Unidade 1- Exposição teórica de conteúdos caracterizadores da área de trabalho; Debate individual e em grupo de casos para distintas problemáticas teóricas sobre desastres e conflitos.. Unidade 2 - Exposição teórica de conteúdos para caracterização de cada temática. Discussão e apresentação oral de fichas de leitura. Integrar exemplos e situações que esclareçam os assuntos em análise. Revelar capacidade de comunicação oral e escrita dos conteúdos trabalhados Unidade 3 – Exposição teórica de conteúdos para caracterização de cada temática. Discussão e apresentação oral de fichas de leitura. Integrar exemplos e situações que esclareçam os assuntos em análise. Revelar capacidade de comunicação oral e escrita dos conteúdos trabalhados. Unidade 4 – Exposição teórica de conteúdos para caracterização de cada temática. Discussão e apresentação oral de fichas de leitura. Integrar exemplos e situações que esclareçam os assuntos em análise. Revelar capacidade de comunicação oral e escrita dos conteúdos trabalhados.
Bibliografia:
AAVV. (2020). Disaster Recovery in Conflict Contexts, in:https://www.gfdrr.org/recoveryframework
Peters,K.; Holloway, K.; Peters, L.E.R. (2019). Disaster risk reduction in conflict contexts. The state of the evidence. Deutsche Gesellschaft fur Internationale Zusammenarbeit (GIZ).
Cordell, K. and Wolff, S. (2009) Ethnic Conflict: Causes — Consequence – Responses. Cambridge: Polity.
Izumi, T. et al. (2019). Disaster risk reduction and innovation. Rev. Progress in Disaster Science, 2, (2019) 100033.
Irrera, D. (2010). NGOs Roles in Humanitarian Interventions and Peace Support Operations, in Multilateral security and ESDP operations, edited by F. Attinà, D. Irrera, London: Ashgate, 71-86.
Peters, K.; Holloway, K.; Peters, L. (2019). Disaster risk reduction in conflict contexts. The state of evidence. Deusche Gesellsschaft fur Internationale Zusammenarbeit.
Docente (* Responsável):
Álvaro Campelo (campelo@ufp.edu.pt)