Unidade Curricular:Código:
Bioquímica Fisiológica1023BIFI
Ano:Nível:Curso:Créditos:
2LicenciaturaTerapêutica da Fala4 ects
Período Lectivo:Língua de Instrução:Nº Horas:
Primeiro SemestrePortuguês/Inglês52
Objectivos de Aprendizagem:
A unidade curricular visa o estudo dos principais processos metabólicos e, consequentemente, trabalhar conceitos importantes na formação de base de um terapeuta da fala.
OA1 - Conhecer e aprofundar os domínios particulares do metabolismo das principais biomoléculas (hidratos de carbono, lípidos e aminoácidos); OA2 - Dominar e investigar os domínios particulares da bioquímica e da fisiologia do sistema endócrino, o qual tem um papel importante na coordenação de todas as funções do nosso corpo, incluindo a fala; OA3 - Identificar e entender algumas situações clínicas relacionadas com alterações nas vias metabólicas estudadas ou no sistema endócrino; OA4 - Reconhecer e descrever os processos e vias digestivas dos macro- e micronutrientes, bem como as doenças metabólicas consequentes de desequilíbrios nestes processos e suas implicações, por exemplo, no equilíbrio da voz; OA5 - Ser capaz de recolher, registar, analisar, interpretar e reportar dados bioquímicos, usando métodos apropriados.
Conteúdos Programáticos:
CP1. Metabolismo dos Hidratos de Carbono (Glicólise; Gluconeogénese; Via das pentoses fosfato; Ciclo de Krebs; Cadeia de transporte de eletrões e Fosforilação oxidativa; Metabolismo do glicogénio; Doenças).
CP2. Metabolismo dos Lípidos (Oxidação e síntese de ácidos gordos; Lipogénese; Mobilização dos depósitos lipídicos; Corpos cetónicos; Metabolismo do colesterol; Lipoproteínas plasmáticas; Doenças).
CP3. Metabolismo dos Aminoácidos (Reações de transaminação e desaminação de aminoácidos; Ciclo da ureia; Síntese e degradação de aminoácidos; Doenças).
CP4. Interrelações Metabólicas.
CP5. Digestão e Absorção Gastrointestinal.
CP6. Sistema Endócrino.
Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objectivos da Unidade Curricular:
Os conteúdos programáticos que integram a unidade curricular (CP1-CP6) vão de encontro às necessidades que são estabelecidas nos objetivos (OA1-OA5). A unidade curricular visa o estudo dos principais processos metabólicos, assim como do relacionamento entre os órgãos envolvidos na manutenção do equilíbrio metabólico. Os alunos deverão ter capacidade de compreensão e aquisição de conhecimentos na área da Bioquímica estrutural e metabólica e do sistema endócrino. Pretende-se também que os alunos adquiram e desenvolvam competências empíricas ao contactar com novas metodologias laboratoriais.
CP1 a CP4 - visam atingir OA1, OA3 e OA5
CP5 - visa atingir OA3, OA4 e OA5
CP6 - visa atingir OA2, OA3 e OA5
Metodologias de Ensino (Avaliação Incluída):
As metodologias a utilizar são os métodos expositivo, dedutivo e indutivo. É utilizada também a metodologia por simulação pedagógica, isto é, o processo de ensino/aprendizagem é realizado em condições próximas da realidade laboratorial.
M1. Nas aulas teóricas procede-se à exposição dos conceitos teóricos relevantes e orientação do estudo dos alunos por consulta da bibliografia recomendada.
M2. As aulas teóricas incluem igualmente a discussão detalhada, com resolução de exercícios, dos principais temas, incluindo a análise de doenças de metabolismo e do sistema endócrino, seus sintomas e relação com a(s) causa(s), e tratamentos possíveis.
M3. As aulas práticas laboratoriais incluem a execução de trabalhos práticos de aplicação dos vários conceitos teóricos.
Avaliação: Teórica (80%): 1 teste teórico (60 %), 1 teste com consulta (27,5 %) e 1 trabalho de pesquisa (12,5 %); Prática Laboratorial (20%): 2 testes (60 %) e desempenho laboratorial (40 %).
Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objectivos de Aprendizagem da Unidade Curricular:
Numa primeira fase, é importante que os alunos assimilem os aspetos fundamentais da Bioquímica, e aprofundem os domínios particulares do metabolismo das principais biomoléculas e da bioquímica e fisiologia do sistema endócrino (OA1 e OA2). Sendo assim, nas aulas teóricas procede-se à exposição dos conceitos teóricos relevantes e orientação do estudo dos alunos por consulta da bibliografia recomendada (M1). Numa segunda fase, pretendem-se introduzir algumas situações clínicas relacionadas com alterações nas vias metabólicas estudadas, no sistema digestivo ou no sistema endócrino (OA2 a OA4). Para isso, as aulas teóricas incluem a discussão detalhada, com resolução de exercícios, sobre os principais temas, incluindo a análise de doenças de metabolismo e do sistema endócrino, seus sintomas e relação com a(s) causa(s), e tratamentos possíveis (M2). Pretende-se também que os alunos adquiram e desenvolvam competências empíricas ao contactar com novas metodologias laboratoriais (OA5). Sendo assim, as aulas práticas laboratoriais incluem a execução de trabalhos práticos de aplicação dos vários conceitos teóricos (M3).
Bibliografia:
[1] Devlin T.M., 2010, “Textbook of Biochemistry with clinical correlations”, 7ª. Edição, Wiley-Liss.
[2] Mckee T., McKee JR, 2016, “Biochemistry: the molecular bases of life”, 6.ª edição, Oxford University Press
[3] Widmaier E, Raff H, Strang KT, 2018, “Vander’s Human Physiology”, 15ª edição, McGraw-Hill.
[4] Horton et al, 2014, Principles of Biochemistry, 5ª edição, Pearson Education.
[5] Cardoso et al, 2013, “Trabalhos Laboratoriais de Bioquímica”, 3ª Edição, Edições Fernando Pessoa.
[6] Gardner D.G., Shoback D, 2018, “Greenspan’s Basic & Clinical Endocrinology”, 10.ª edição, McGraw-Hill.