Unidade Curricular:Código:
Medidas de Promoção do Envelhecimento Produtivo1006MPEP
Ano:Nível:Curso:Créditos:
1CTSPGerontologia e Intervenção Comunitária5 ects
Período Lectivo:Língua de Instrução:Nº Horas:
Primeiro SemestrePortuguês/Inglês65
Objectivos de Aprendizagem:
Compreender as conceções de pessoa, identidade, comunidade, trabalho e envelhecimento produtivo.
Analisar e debater as transformações ocorridas na sociedade no que respeita à velhice e ao envelhecimeto.
Compreender as novas correntes associadas ao envelhecimento, designadamente o envelhecimento produtivo.
Conteúdos Programáticos:
I. Definições de paradigmas sobre envelhecimento
1.1. Envelhecimento ativo.
1.2. Envelhecimento saudável.
1.3. Envelhecimento produtivo.
1.4. Envelhecimento bem-sucedido.
II. Economia e demografia nas sociedades pós-modernas.
2.1. Economia de serviços.
2.2. Envelhecimento demográfico.
2.3. Revisão de modelos de organização societária.
III. Envelhecimento produtivo.
3.1.Negociação de identidade no envelhecimento.
3.2. Negociação de identidade, comunidade e trabalho.
3.3. Envelhecimento produtivo: génese, filosofia e objectivos.
IV. Envelhecimento e Desenvolvimento Local
4.1. Caracterização do envelhecimento em contextos periféricos.
4.2. Caracterização do envelhecimento em contextos urbanos.
Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objectivos da Unidade Curricular:
Para os objetivos compreender as conceções de pessoa, identidade, comunidade, trabalho e envelhecimento produtivo e compreender as novas correntes associadas ao envelhecimento e envelhecimento produtivo associa-se o ponto I com definições de paradigmas sobre envelhecimento ativo, saudável, produtivo e bem-sucedido e o ponto III com negociação de identidade no envelhecimento, comunidade e trabalho e a génese, filosofia e objectivos do envelhecimento produtivo
Analisar e debater as transformações ocorridas na sociedade no que respeita à velhice e ao envelhecimeto temos o pnto II com economia e demografia nas sociedades pós-modernas e a
revisão de modelos de organização societária. Competa-se com o ponto IV envelhecimento e desenvolvimento local onde se caracteriza o envelhecimento em contextos periféricos e urbanos.
Metodologias de Ensino (Avaliação Incluída):
A metodologia utilizada assenta no paradigma ensino-aprendizagem com o método participativo em sala de aula com exposição pelo professor de conceitos básicos e discussão e análise em grupo de temas constantes no programa.
A avaliação distribui-se por avaliação individual correspondente a 60% da avaliação total (teste de conhecimentos, individual e presencial, em sala de aula) e 10% em trabalhos de grupo com apresentação e debate em sala de aula com a presença de professor e alunos; 10% no trabalho de grupo (3 elementos) e 20% na apresentação oral individual do trabalho de grupo. Os temas a trabalhar em grupo são recenseados pelo professor em concordância com o conteúdo programático desta unidade curricular.
As datas de avaliação individual e em grupo são acordadas no início do semestre.
Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objectivos de Aprendizagem da Unidade Curricular:
O método expositivo permite integrar os alunos na compreensão das conceções de pessoa, identidade, comunidade, trabalho e envelhecimento produtivo. O método de trabalho em grupo com a supervisão do professor permite aos alunos analisar e debater as transformações ocorridas na sociedade no que respeita à velhice e ao envelhecimeto e compreender as novas correntes associadas ao envelhecimento, designadamente o envelhecimento produtivo.
Bibliografia:
Bárrios, M. J., & Fernandes, A. A. (2014). A promoção do envelhecimento ativo ao nível local: análise de programas de intervenção autárquica. Revista Portuguesa de Saúde Pública, 32(2), 188-196. https://dx.doi.org/10.1016/j.rpsp.2014.09.002
Chapman, E. N. (2002). Guia para planear a reforma – como planear o seu futuro e viver a reforma em plenitude. Lisboa: Monitor.
Dias, I. A. (2009). Empreendedorismo Social: um novo paradigma. in J. Caeiro (Coord.) (2009). Economia e Política Social: Contributos para a intervenção social no século XXI. Pp 213-244.
Gonçalves, D. et al (2006). Promoção da qualidade de vida dos idosos portugueses através da continuidade de tarefas produtivas, Psicologia, Saúde e Doença, 7(1), pp137-143.
Lopes, L. (2007) Envelhecimento activo : uma via para o bem-estar, Forum Sociológico [Online], 17 . URL : http://journals.openedition.org/sociologico/1639 ; DOI : 10.4000/sociologico.1639
Vaz, E. (2008). A Velhice na Primeira Pessoa. Penafiel: Editorial Novembro.