Unidade Curricular:Código:
Economia e Gestão dos Serviços de Saúde1025EGSS
Ano:Nível:Curso:Créditos:
3LicenciaturaFisioterapia2 ects
Período Lectivo:Língua de Instrução:Nº Horas:
Primeiro SemestrePortuguês26
Objectivos de Aprendizagem:
Conferir aos alunos a capacidade de:
- identificar problemas económicos,
- perceber a forma de tomar decisões em Economia,
- distinguir entre problemas no âmbito da macroeconomia e da microeconomia,
- perceber a utilidade da utilização do modelo da procura e da oferta de mercado.
- aferir da utilidade/aplicabilidade dos conceitos e modelos da Economia na Saúde
- ser capaz de fazer análise comparada dos sistemas de saúde
- compreender os modelos alternativos de reforma de saúde
- analisar criticamente a gestão das organizações de saúde
Conteúdos Programáticos:
1. O Estudo da Economia: Objeto e análise das decisões a tomar
1.1. Escolha e Escassez
1.2. Custo de oportunidade e análise marginal
1.3. Macroeconomia versus Microeconomia
2. Procura, Oferta e Equilíbrio de mercado
2.1. Procura de mercado
2.2. Oferta de Mercado
2.3. Equilíbrio de Mercado
3. Aplicabilidade e utilidade dos conceitos e modelos da Economia na Saúde
4. O Estado de Welfare e a generalização do direito à saúde: o Serviço Nacional de Saúde
5. O modelo gestionário e as suas implicações para as políticas e sistemas de saúde
6. Modelos de análise estratégica e Estratégia Organizacional em Organizações de Saúde
Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objectivos da Unidade Curricular:
1. Introduzir o conceito de “Problema Económico” e entender a Economia como Ciência, tendo por base a sua terminologia, modelos e hipóteses subjacentes. Diferenciar Macro de Microeconomia.
2. A abordagem do modelo da procura e da oferta pretende constituir um exemplo de sustentação das decisões empresariais na teoria económica com o objetivo de procurar um referencial de análise consistente que identifique as relações causais entre decisões e resultados e permita prever em que circunstâncias é que uma determinada decisão produz um dado resultado.
3. Aplicações e estudos de caso dos pontos 1 e 2.
4. Compreender a evolução histórica para chegarmos à situação atual do SNS.
5. Perceber as formas de financiamento da saúde em Portugal, identificar as suas lacunas e desafios futuros. Procurar a eficiência e eficácia na alocação de recursos.
6. Interpretar os modelos de Estratégia Organizacional abordados, utilizando os diversos fatores que influenciam a estratégia em organizações de saúde.
Metodologias de Ensino (Avaliação Incluída):
Este módulo é dividido em duas partes, cada uma sendo avaliada com um teste.
O primeiro teste incide nos capítulos 1, 2, 3 do programa (com um peso de 50%) e o segundo refere-se aos três capítulos programáticos restantes (com um peso igual de 50%).
A média aritmética obtida nesses elementos de avaliação ditará a nota final do aluno. Assim, a determinação da nota final em avaliação contínua (FG) será o resultado da seguinte expressão:
FG = 0,5 * Grau de teste 1 + 0,5 * Grau de teste 2
A não realização de um momento de avaliação resulta numa classificação de 0 valores. O aluno ficará aprovado à unidade curricular se a classificação final for igual ou superior a 9,5 valores, caso contrário, será remetido para a época de exame de final de semestre. É necessário cumprir com o mínimo de presenças obrigatórias às aulas presenciais.
Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objectivos de Aprendizagem da Unidade Curricular:
Dada a natureza essencialmente teórica da matéria privilegia-se a exposição teórica com análise e discussão teórico-prática dos aspetos abordados.
Bibliografia:
Mankiw, N.G. (2014). Introdução à Economia. Tradução da 6ª edição Norte-americana. Cengage Learning.
Mata, J..Economia da Empresa. 9ª Edição. Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa.
Samuelson, P. A. e Nordhaus, W. A. (2011). Economia. 19ª Edição. Mcgraw Hill/Bookman.
Morais, L. (2012). Liderança e estratégia – Casos de inovação nas organizações de saúde. Lisboa: Escolar Editora.
Mintzberg, H. et al. (2006). O processo da estratégia: conceitos, contextos e casos selecionados, 4ª ed., Porto Alegre: Bookman.
Porter, M. e Lee, T. (2013). The Big Idea: The Strategy That Will Fix Health Care, Harvard Business Review.
Shortell, S. e Kaluzny, A. (2000). Health care management: organization design and behaviour, 4th. Columbia: Delmar.
Cordeiro, Silvério. (2010). Estruturas Organizacionais Emergentes de Parcerias Público-Privadas. Lisboa: Universidade Lusíada Editora.
Barros, P. (2013). Economia da Saúde: Conceitos e Comportamentos. 3ª Edição. Coimbra: Edições Almedina.