Unidade Curricular:Código:
Ensino Clínico I1025EC1
Ano:Nível:Curso:Créditos:
2LicenciaturaFisioterapia3 ects
Período Lectivo:Língua de Instrução:Nº Horas:
Primeiro SemestrePortuguês39
Objectivos de Aprendizagem:
O objetivo é proporcionar um ambiente ativo e estimulante de aprendizagem em contexto clínico, que facilite o desenvolvimento da capacidade de análise crítica e do raciocínio clínico. Pretende-se que o aluno no estágio desenvolva a capacidade de:
a) Compreender o funcionamento e dinâmica do serviço;
b) Estabelecer relações terapêuticas, compreendendo a inter-relação entre os diferentes membros da equipa de saúde;
c) Desenvolver estratégias de educação para a saúde;
d) Prestar cuidados globais na comunidade;
e) Compreender a organização e priorização dos cuidados;
f) Aplicar as metodologias de registo das práticas de Fisioterapia preconizadas na Instituição;
g) Integração dos conceitos referentes à prática baseada na evidência;
h) Integrar os conhecimentos de ética e de deontologia profissional na prática dos cuidados, desenvolvendo a sua consciência e a sua identidade.
Conteúdos Programáticos:
O Ensino Clínico I será dividido em 5 unidades letivas.
I. Fisioterapia no ambulatório: Cuidados gerais ao doente; Exame neuromúsculo-esquelético; Intervenção clínica.
II. Fisioterapia em contexto de grupo: Exame neuromúsculo-esquelético; Estratégias de educação e intervenção em contexto de grupo.
III. Fisioterapia na Senescência: Avaliação músculo-esquelética e antropométrica; Estratégias de educação e intervenção na senescência.
IV. Avaliação Neuromusculoesquelética: Rationale sobre parâmetros isocinéticos; Neurofisiologia, biomecânica e princípios biológicos do treino; Desenho e aplicação de protocolos.
V. Fisioterapia em Saúde ocupacional em contexto empresarial e escolar
Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objectivos da Unidade Curricular:
A observação e intervenção orientada em contexto clínico real permitirá aos alunos aperfeiçoar capacidades de execução técnica e o desenvolvimento de diferentes estratégias de avaliação e intervenção. Permitirá também que o aluno desenvolva a capacidade de escolher quais as melhores práticas a serem executadas no caso clínico, desenvolvendo a sua capacidade de reflexão crítica e de raciocínio clínico.
O facto de diversas componentes serem desenvolvidas na comunidade permite englobar pais, professores e cuidadores no processo de intervenção, assim como o contacto com equipas multidisciplinares de intervenção.
Pretende-se ainda desenvolver a capacidade de pesquisa e gestão de informação de forma a que o aluno desenvolva uma prática baseada na evidência e de estudo auto-orientado.
Metodologias de Ensino (Avaliação Incluída):
O Ensino Clínico I será dividido nas seguintes unidades letivas: Fisioterapia no ambulatório, Fisioterapia em contexto de grupo, Fisioterapia na senescência; Avaliação Neuromusculoesquelética, Fisioterapia na saúde ocupacional. As valências serão desenvolvidas em contexto clínico real e através de aulas de carácter expositivo e prática orientada de pesquisa de informação.
A avaliação será contínua, sendo contabilizado o desempenho do aluno em estágio e o relatório clínico de cada uma das valências.
Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objectivos de Aprendizagem da Unidade Curricular:
Nos diferentes módulos de estágio o aluno terá a possibilidade de contactar com contextos clínicos reais, através da intervenção orientada desenvolvida nos diversos locais. Esta intervenção em contexto clínico real vai permitir desenvolver no aluno a capacidade de análise crítica, do raciocínio clínico, da capacidade de prestar cuidados de fisioterapia de forma a englobar o cliente, a família, o grupo e a comunidade e de desenvolver uma atitude crítico-reflexiva.
Bibliografia:
1. Kisner C., Colby L.A. (1998). Exercícios terapêuticos: fundamentos e técnicas. São Paulo: Manole.
2. O´Sullivan S, Schmitz TJ (2004). Fisioterapia. Avaliação e tratamento. 4ª ed. Manole
3. Bandy, W. D., Sanders, B. (2003). Exercício terapêutico: técnicas para intervenção. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan.
4. Petty, N. J. (2007). Exame e avaliação neuro-músculo-esquelética: um manual para terapeutas 3ª ed. Loures: Lusodidacta.
5. Petty, N. J.; Moore, A. P. (2008). Princípios de intervenção e tratamento do sistema neuro-músculo-esquelético: um guia para terapeutas. Loures: Lusodidacta.
5. Artigos Cientificos