Unidade Curricular:Código:
Proteómica1056PROT
Ano:Nível:Curso:Créditos:
1MestradoAnálises Laboratoriais Especializadas (Análise Biomédica)6 ects
Período Lectivo:Língua de Instrução:Nº Horas:
Segundo SemestrePortuguês/Inglês78
Objectivos de Aprendizagem:
A proteómica refere-se à análise em larga escala de proteínas em amostras biológicas e integra tecnologias diversas com vista à identificação de biomarcadores diagnósticos e terapêuticos. Esta unidade curricular pretende transmitir aos alunos os conhecimentos básicos sobre as metodologias e as tecnologias, os seus fundamentos, desafios e complexidade, e a visão atual sobre a sua aplicação no diagnóstico clínico e na investigação, nomeadamente na identificação e validação de biomarcadores. O objetivo é desenvolver no aluno uma visão global das principais aplicações proteómicas utilizadas atualmente e dos requisitos laboratoriais para a sua concretização. O aluno desenvolverá capacidade para descrever e discutir as metodologias do ponto de vista de complexidade, condicionantes e potencialidades, sugerir abordagens em aplicações específicas e discutir sobre o evolução desta área.
Conteúdos Programáticos:
Introdução à proteómica; Perspetiva histórica; Preparação de amostras para análise proteómica; Análise proteómica de géis: electroforese em gel bidimensional (2-DE), electroforese diferencial fluorescente em gel bidimensional (DIGE), PAGE nativo; Cromatografia líquida; Espectrometria de massa; Proteómica quantitativa; Interactómica (estudo de interações proteína-proteína), Proteómica funcional; Proteómica estrutural; Purificação de proteínas; Bioinformática; Análise de aplicações práticas; Desafios e Perspetivas futuras.
Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objectivos da Unidade Curricular:
Os conteúdos programáticos exploram as principais metodologias e tecnologias proteómicas, de forma ampla e integrada a nível dos seus fundamentos, condicionantes, potencialidades, e aplicabilidade na prática clínica e na investigação, visando desenvolver no aluno o conhecimento técnico-científico e a sensibilidade para a sua aplicação em situações práticas futuras. Deste modo, no final o alunos deverá ser capaz de: (i) nomear métodos para o estudo do proteoma, incluindo as suas vantagens e desvantagens, nomeadamente quanto à intensidade de trabalho manual, custo, sensibilidade e análise em larga escala; (ii) identificar aplicações da proteómica na biomedicina e (iii) selecionar métodos e descrever a estratégia experimental básica para resolver problemas biomédicos específicos.
Metodologias de Ensino (Avaliação Incluída):
Exposição e discussão dos conceitos teórico-práticos relevantes, orientação ao estudo autónomo por consulta da bibliografia recomendada e análise de situações práticas relevantes. Material didático e artigos científicos, ou outros de utilização livre, estarão disponíveis através do e-learning. A avaliação inclui a realização de duas provas escritas, de realização individual (60% na nota final), e de duas provas orais baseadas na elaboração e apresentação de trabalhos sobre tópicos específicos dos conteúdos programáticos (40% da nota final). A aprovação final implica aprovação nas provas escritas e nas provas orais.
Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objectivos de Aprendizagem da Unidade Curricular:
A exposição e debate dos conceitos teóricos relevantes em sala de aula conjugadas com a orientação do estudo autónomo por consulta da bibliografia recomendada e análise comparativa das diferentres abordagens proteómicas, clássicas vs. emergentes, irá permitir ao aluno propor estratégias de resolução de problemas em contextos diversificados (farmacologia, patologia, toxicologia e biologia celular) e adquirir fluidez na transmissão de ideias e conceitos nesta área. Os exames escritos consistem em questões que visam tópicos de discussão no âmbito da proteómica. Os alunos devem demonstar que adquiriram o conhecimento de acordo com os objetivos do curso. Os exames orais representam atividades de grupo baseadas na compreensão e apresentação de um resumo, e em apresentações orais para a turma de tópicos específicos em análise, com especial ênfase para as desvantagens/limitações vs. vantagens/potencialiddaes. Estes trabalhos consolidam a tarefa de integração da informação e auxiliam a preparação do aluno para a realização dos exames escritos. Artigos científicos ou outros de utilização livre, estarão disponíveis através do e-learning. Adicionalmente às horas de contacto, o processo de aprendizagem poderá ser complementado presencialmente, durante o horário de atendimento do docente, ou utilizando as ferramentas de comunicação digital institucionais (e-mail/e-learning). A utilização desses recursos informáticos é, também, um importante contributo para a promoção e estímulo do processo de autoaprendizagem do aluno.
Bibliografia:
Principles of Proteomics by R.M Twyman, 2013, Garland Science, ISBN: 9780815344728 (second edition)
Articles distributed at the lectures