Unidade Curricular:Código:
Dinâmicas de Grupo e Gestão de Conflitos1095DGGC
Ano:Nível:Curso:Créditos:
1CTSPApoio a Crianças e Adolescentes com Necessidades Especiais4 ects
Período Lectivo:Língua de Instrução:Nº Horas:
Segundo SemestrePortuguês/Inglês52
Objectivos de Aprendizagem:
OA1 – Adquirir conhecimentos teórico-práticos e capacidade de compreensão sobre a importância do grupo na dinâmica das relações interpessoais;
OA2 – Demonstrar a importância do grupo para o crescimento e o equilíbrio individual nas dimensões social, afectiva e intelectual;
OA3 – Avaliar a importância do grupo para o desenvolvimento social e organizacional;
OA4 – Reflectir criticamente sobre o tipo de participação que caracteriza o indivíduo enquanto membro de um grupo;
OA5 – Adquirir conhecimentos e capacidade de compreensão sobre o conflito e a gestão construtiva do mesmo em múltiplos contextos organizacionais.
Conteúdos Programáticos:
CP1 – O grupo enquanto domínio privilegiado das relações interpessoais
1.1 A natureza dos grupos
1.2 Tipo de grupos
1.3 Funções dos grupos
1.4 Eficácia dos grupos
1.5 Os papéis dos grupos
1.6 Estádios de desenvolvimento dos grupos
1.7 (Des)vantagens dos grupos
1.8 Dinâmica do grupo
1.9 Grupos eficazes e grupos eficientes
1.10 Aspectos comunicacionais
CP2 – Compreender o conflito
2.1 Delimitação conceptual
2.2 Níveis de análise e categorias de conflito
2.3 Factores geradores dos conflitos
2.4 A escalada irracional do conflito
2.5 Os conflitos como risco e como oportunidade
CP3 – A gestão construtiva de conflitos
3.1 Princípios essenciais da gestão de conflitos
3.2 Gestão de conflitos vs. resolução de conflitos
3.3 Estilos de gestão de conflitos
3.4 Obstáculos à gestão de conflitos
3.5 Competências necessárias à gestão construtiva de conflitos
Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objectivos da Unidade Curricular:
O programa da unidade curricular foi elaborado tendo por referência a aquisição de conhecimentos necessários à compreensão da complexidade do grupo na dinâmica das relações interpessoais. Pressupõe ainda a aquisição de competências técnicas que, de acordo com as evidências científicas e técnicas, promovem intervenções eficazes. Concretamente, e assente numa organização em 3 unidades letivas (CP), compreende conteúdos programáticos que, definidos a partir dos 5 objectivos de aprendizagem (OA) previamente estabelecidos, privilegiam a aquisição e aprofundamento de conhecimentos e competências nas seguintes áreas: formação e funcionamento dos grupos, conflito, gestão construtiva de conflitos.
Metodologias de Ensino (Avaliação Incluída):
No decurso das horas de contacto são privilegiadas as metodologias de ensino expositiva, demonstrativa, participativa e ativa. As horas de não-contacto são dedicadas ao trabalho autónomo do aluno. O regime de avaliação da UC pode ser contínuo ou por exame final (épocas de fim de semestre, recurso e especial). Na avaliação contínua, são considerados os seguintes elementos: uma prova oral e uma prova escrita (50% + 50%). O aluno que não obtenha aprovação na avaliação contínua poderá realizar o exame escrito final (100%). Para a creditação dos ECTS, o aluno deverá demonstrar a aquisição dos objetivos e competências definidos, obtendo uma classificação final igual ou superior a 9,5 valores.
Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objectivos de Aprendizagem da Unidade Curricular:
As metodologias de ensino adoptadas encontram-se alinhadas com os objectivos de aprendizagem (OA) definidos para a UC, visando fornecer ao aluno conhecimentos sobre formação e funcionamento dos grupos, conflito, gestão construtiva de conflitos. Pretende-se ainda estimular espaços de discussão aplicada tendo por base exemplos práticos que representem a diversidade de contextos e populações alvo de intervenção. Neste âmbito, valoriza-se a articulação de metodologias de carácter expositivo, onde se fará a apresentação e o desenvolvimento dos conteúdos programáticos, com metodologias de teor mais prático, nas quais se estimularão reflexões críticas sobre os mesmos. Pretende-se com esta articulação favorecer uma aprendizagem ativa que permita o aprofundamento dos tópicos em estudo, a integração da teoria com a prática e o aprimoramento de capacidades e de competências profissionais nesta área de atuação. Concretamente, a metodologia expositiva, através da apresentação e sistematização das matérias, permitirá o desenvolvimento e o aprofundamento conceptual, teórico e técnico; a metodologia demonstrativa, através da ilustração e replicação de procedimentos de intervenção, permitirá o aprimoramento de competências de actuação; por fim, as metodologias participativas, através da análise crítica e orientada de exercícios práticos facilitarão o refinamento de competências de diagnóstico e intervenção, bem como o aprofundamento das matérias em estudo. As horas de não-contacto serão dedicadas ao trabalho autónomo do aluno, onde se pretende ver assegurada a leitura da bibliografia recomendada, de modo a permitir-lhe aprofundar, consolidar e aplicar os seus conhecimentos e a desenvolver aptidões e competências no domínio da psicologia do envelhecimento, bem como a identificação de dificuldades e resolução de problemas neste domínio.
Bibliografia:
Cunha, M. P., Rego, A., Cunha, R. C. & Cabral-Cardoso, C. (2016). Manual de Comportamento Organizacional e Gestão (8.ª Edição). Lisboa: Editora RH.
Cunha, P. & Leitão, S. (2011). Gestão Construtiva de Conflitos. Porto: Edições Universidade Fernando Pessoa.
Guerra, M. P. (2014). Intervir em Grupos na Saúde. Lisboa: Climepsi.
Mata, J. (2019). Dinâmica de Grupo e Autogestão. Lisboa: Clássica Editora.
Fachada, M. O. (2018). Psicologia das Relações Interpessoais (3.ª Edição). Lisboa: Edições Sílabo.
Monteiro, A. P., & Cunha, P. (Coord.) (2021). Gestão de Conflitos na Saúde. Lisboa: PACTOR.
Monteiro, A. P., & Cunha, P. (Coord.) (2019). Gestão de Conflitos na Família. Lisboa: PACTOR.
Monteiro, A. P., & Cunha, P. (Coord.) (2018). Gestão de Conflitos na Escola. Lisboa: PACTOR.
Rogers, C. (2009). Grupos de Encontro (9.ª Edição). São Paulo: Martins Fontes Editora.
Docente (* Responsável):
Luís Santos (lsantos@ufp.edu.pt)